Slide 1 Slide 2 Slide 3

DICAS DE SAÚDE



O Homem e o Envelhecer
A Andropausa

 

O termo andropausa pretende estabelecer uma analogia com a menopausa. Esta corresponde ao período de vida da mulher caracterizado por importantes modificações hormonais. Na menopausa ocorre a parada da produção e eliminação de óvulos pelos ovários, com o desaparecimento do período menstrual.  A andropausa seria uma fase da vida do homem, caracterizada por diminuição da atividade física e sexual, perda da massa muscular e da densidade do osso, distúrbios do humor, entre outras alterações. O principal fator desencadeante de tais alterações seria a diminuição dos níveis de testosterona (hormônio masculino) no sangue.
Embora alguns autores tenham tentado estabelecer uma comparação, existem controvérsias quanto à ocorrência no homem, de uma situação semelhante a que ocorre na menopausa feminina. A meu ver, a comparação com a menopausa não é adequada. No caso do homem, não existem alterações clínicas e laboratoriais tão marcantes como as que ocorrem na menopausa.

Modificações da resposta sexual masculina em decorrência do envelhecimento
 
Inúmeros pacientes procuram os médicos com a esperança de obter de volta a ereção que tinham quando eram jovens. O profissional deve ser capaz de tranquilizá-los a respeito do processo normal do envelhecimento, despertando-os para consciência de que são perfeitamente capazes de manter uma atividade sexual satisfatória. Caso contrário estes pacientes iniciarão uma peregrinação pelos consultórios e acabarão afetados por uma obsessão pelo desempenho, incorrendo em tratamentos caros e na maioria das vezes desnecessários.
Uma das principais alterações observadas com a idade ocorre no tempo necessário para a ereção se processe. Se no jovem a ereção ocorre imediatamente após um pensamento erótico, no idoso o tempo decorrido será bem maior.
As sensações oriundas do próprio pênis, também são transmitidas ao cérebro com menor rapidez e intensidade, em decorrência do envelhecimento do sistema nervoso. Por isso, o idoso necessita de uma maior e mais prolongada estimulação tátil do que um jovem. O contato físico e o estímulo direto do pênis  tornam-se bem mais necessários.
A quantidade do esperma pode diminuir com a idade. Isso decorre de uma menor secreção de líquidos pelas vesículas seminais e próstata. A força do jato ejaculatório também diminui. Independente dessas alterações, diferente do que ocorre com a mulher, a capacidade de reproduzir do homem não se interrompe com a idade.
A sensação do orgasmo, quando diminui, no homem idoso, está relacionada a fatores emocionais ou ao comprometimento do sistema nervoso e/ou vascular decorrente de diversas doenças, que são mais freqüentes a medida em que a idade aumenta.
O tempo necessário para uma nova ereção após uma ejaculação (período refratário), aumenta junto com a idade. Conforme já vimos, um jovem pode apresentar uma nova ereção, alguns minutos após ejacular. Um homem idoso pode necessitar de muitas horas e até dias para que tal procedimento seja possível.
O desejo não se modifica obrigatoriamente com a idade, embora seja esperada uma diminuição dos níveis de testosterona no sangue. No homem, os fatores emocionais, estão mais envolvidos no desejo do que o simples estímulo hormonal. Isso explica a razão de homens de idade avançada apresentarem seu desejo sexual preservado, mesmo com diminuição da secreção de testosterona.
 
As Incertezas do Parceiro mais Jovem
 
Se o homem, na maioria das vezes, não entende as modificações que o seu organismo apresenta, em decorrência da idade, imaginem a seu companheiro mais jovem. Por absoluta falta de informações, ele pode interpretar essas mudanças de uma maneira completamente errada. Essa interpretação leva a medos infundados, cobranças prejudiciais e outras condutas inadequadas.
Acreditando as mudanças do comportamento de seu companheiro são devidas ao desinteresse por ele, pode levá-lo a se afastar do parceiro. Esse tipo de conduta aumenta a insegurança do homem mais velho e agrava ainda mais a situação.
Quando homem não apresenta uma ereção imediata, o parceiro, com receio de deixá-lo constrangido, pode desistir e parar de estimular o companheiro, privando-o  do tempo necessário para que a ereção se processe.
Em qualquer situação, a falta de diálogo entre os parceiros impede o esclarecimento de dúvidas e anseios. O afastamento do casal incrementa um ciclo vicioso que dificulta a resolução dos problemas.

Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...