Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

TRANS: O SUS me atende?




Hoje vamos começar a falar dos procedimentos médicos, e da situação. Apenas uma introdução com pontos chave a respeito de tais procedimentos e da situação no SUS, com o tempo nós nos aprofundamos. A questão é complicada e não cabe em apenas um post. Teremos vários textos a respeito de cada parte do processo, dos direitos e procedimentos. E pode perguntar, que a Tia dá um jeito de responder.

O SUS oferece o processo transexualizador, ainda existem muitos obstáculos. Mas o primeiro passo para superá-los é saber o que estamos enfrentando.

O, e a, transexual tem direito aos tratamentos médicos, uma vez que estes são benéficos para a pessoa. Também é direito o uso do nome social, sendo possível indicar o nome a ser usando.

O acompanhamento terapêutico pode ser encontrado de forma gratuita, ou a preços populares, em faculdades que oferecem ambulatórios escola. O intuito do acompanhamento é propiciar bem-estar ao paciente, assim como o diagnóstico (falaremos mais sobre isso) e a avaliação da pertinência das cirurgias e da hormonoterapia. Lembrando que esta avaliação é feita por diversos profissionais, pois existem riscos, assim como outras cirurgias e tratamentos hormonais. A função da equipe de médicos é avaliar e decidir o melhor tipo de tratamento para cada pessoa, fazendo que o resultado seja mais satisfatórios e riscos sejam menores.

O acompanhamento pós-cirúrgico  deve se estender, por no mínimo, dois anos após a cirurgia. Em casos de hormonoterapia, o acompanhamento endocrinológico deve se estender por quanto tempo for necessário. Mesmo após a desvinculação do sistema de atenção, o paciente possui o direito de buscar acompanhamento psicológico e social pelo SUS.

Sabemos que direitos e realidade são coisas bem diferentes, assim como sabemos que o atendimento do SUS não é dos mais eficiente. Citei acima um resumo dos direitos aos tratamentos. Mas a demora no SUS pode ser grande. O atendimento digno é direito seu, mas sabemos que existem pessoas preconceituosas em diversos lugares. Elas são pequenos obstáculos. Procure indicações, e apoio, de centros de referência e ong’s LGBTT. Também é possível procurar a Secretária Municipal, ou Estadual, de Saúde. O atendimento à saúde da pessoa transexual é uma política pública, o que é responsabilidade da secretaria.

Entenda e cobre seus direitos. Só assim conseguiremos um maior avanço no tratamento para transexuais.



PERGUNTAS & RESPOSTAS

Os gays passivos que mentem sobre sexo.



“Olá! Minha pergunta é: por que será que muitos Gays passivos mentem falando que ja fizeram sexo?  Eles namoram e tudo, mas têm medo de sexo… isso é normal ?”.

Carlos, 22 anos, Campinas – SP.

~*~

Carlitos, vc perguntou isso por quê? Algum passivo te disse ser tarado por sexo, que grudava no lustre, dava piruetas e caía knem panqueca na cama, com a parte tostada pra cima? Mas daí na hora H amarelou dizendo “mimimimimi esse orifício dói demais, xá pra lá, nos encontramos em outra dimensão”.. é isso?

Não gostar de sexo é normal, tem um munto de gente que não gosta. Mas, mentir que já fez sexo pra arrumar namorado eu acho que não é normal, nem saudável. Virgem que diz ter feito sexo é imaturo e tem medo de não arrumar boy pra transar se disser a verdade. Às vezes a pessoa tem algum trauma com sexo, mas quer carinho…daí mente por isso.

Enfim, se você é uma pessoa que curte sexo e tem trombado com muitos moços que dizem fazer, mas na real nunca fizeram… de duas uma: você ta mandando mal e ta machucando a moçada ou alguém fez trabaio pro cê e só ta pintando no seu caminho gays que se dizem passivos, mas que na verdade são, digamos… virgens ou vegetativos.

Como faz pra se livrar dessa zica? Tenha paciência com quem está começando. De impaciente já basta a diva do povão Susana Vieira.

Beijao

~*~

A zebra recém-gay com estrias na bunda.


Olá, tudo bom? Tenho uma pergunta meio boba, mas que me angustia muito! É o seguinte, estou namorando já faz duas semanas um cara (o primeiro, sou recém gay!) e estamos naquela fase dos carinhos, beijos e tal. Ainda não transamos simplesmente por falta de um local bacana… enfim, o fato é que ele é louco por uma bunda, vive apertando a minha e dizendo que é gostosa, só que ele ainda não sabe que tenho MUITAS estrias nela. Sério, podem me chamar de zebra se quiser… e como tenho pele morena, já dá pra imaginar a situação. Minha questão é, será que na hora do “vamos ver” ele vai brochar e desistir de tudo? Ou generalizando, os homens se importam com essas imperfeições de pele, como manchas, espinhas e estrias? No meu caso, como as estrias já estão brancas sei que não tem tratamento.. Obrigado pessoal! 

Marcelo, 28 anos, SP.

~*~

Tenho 13 anos de convivência com gays e nunca, NUNCA MESMO, ouvi alguém dizer que deixou de transar porque o boy tinha estrias na bunda. Espero que você não seja o primeiro caso do qual tomo conhecimento.

Tem certeza de que não existe tratamento? Talvez um dermato indique um coquetel Molotov algo para atenuar as estrias. Passe hidratante de pele em movimentos circulares toda a noite e veja se melhora um pouco. Se não, o jeito é pedir pro seu boy pintar todas as estrias de marrom com o pincel atômico dele.. :p

Se realmente isso vai te travar na hora H e não tem coragem de perguntar pra ele se tem “fobia” de estrias, antes de você mostrar a bunda, por via das dúvidas, achem um local bacana e transem de luz apagada. Transar assim também é bom, dá pra despertar ainda mais os sentidos e a imaginação.

E se por acaso ele te deixar porque você tem estrias nos fundos, não fique triste, ele te fez um favor. Ninguém merece namorar alguém que lhe quer só por conta da bunda gostosa. Eu namoro alguém por N motivos, gostosura está inclusa, mas ela não é o único requisito.

Beijos

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...