Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Inclusiva: Nova lei garante respeito aos alunos trans no Sul da Austrália.




Anos luz à frente do Brasil e de maior parte do mundo, o departamento de educação do governo do Sul da Austrália anunciou um novo programa para ajudar estudantes transgêneros.

As medidas incluem permitir que estes estudantes sejam chamados pelo nome que preferirem por professores, estudantes e na chamada, que eles possam vestir o uniforme que considerarem mais adequado e tenham direito de usar banheiro de acordo com seu gênero.

De acordo com a medida, a programa vai garantir um tratamento decente aos alunos trans por parte dos professores e líderes das escolas.

Vale lembrar que é por conta da falta de entendimento sobre estas questões na escola, que a evasão escolar entre pessoas trans é muito alta, não restando a muitas outra alternativa no mercado de trabalho senão a prostituição.

A diretora-executiva de serviços estaduais e desenvolvimento infantil do Sul da Austrália, Ann-Marie Hayes, disse: “Isso precisa ser feito nas escolas. Tivemos muitas dúvidas de pais sobre estas novas questões e precisamos deixar claro qual é a nossa postura e como as escolas devem agir”.

Respondendo aos opositores políticos que já criticam a medida, Hayes assegurou que os diretores da escola devem ter certeza da identidade trans dos estudantes, não permitindo que cisgêneros se passem por transgêneros afim de abusar da medida, constrangendo colegas do sexo oposto em vestiários, por exemplo.

Dinamarca arrasa ao não classificar mais transexualidade como doença mental.


A ideia do pais é desestigmatizar condição, muitas vezes considerada como transtorno


A Dinamarca se tornou o primeiro país do mundo a não mais classificar a transexualidade como doença mental. A medida, adotada pelo parlamento, tem o objetivo de desestigmatizar as pessoas trans, evitando que sejam associados a palavras como transtorno, distúrbio ou disforia. As informações são da revista “Scientific American”

A partir de agora, os médicos dinamarqueses usarão um código próprio, válido apenas para o país, no qual a condição não mais aparece como diagnóstico, o que, para os defensores dos direitos LGBT da Dinamarca, criava uma série de problemas, inclusive para conseguir empregos. Os ativistas também esperam que a mudança diminua o tempo de espera para cirurgias de redesignação sexual, que pode levar de dois a dez anos no pais.

5 homens que agrediram transexual com pauladas são identificados pela polícia.




Os cinco homens que agrediram uma transexual em Wanderlândia, norte do Tocantins, no final de dezembro do ano passado, foram identificados pela Polícia Civil. Conforme a Secretaria de Segurança Pública, os rapazes ainda não foram ouvidos. O caso está sendo investigado pela delegada Simone Aparecida de Melo. (Veja o vídeo)

A jovem de 25 anos foi agredida com chutes e pauladas até ficar desacordada no dia 27 de dezembro. Toda a ação foi filmada e as imagens mostram o momento em que a vítima é encontrada dentro de um baú e arrastada para fora da casa pelos cabelos. O motivo da agressão seria o suposto roubo de um celular.

De acordo com a SSP, o caso está sendo investigado como lesão corporal grave. A pena para o crime, segundo a lei brasileira é de reclusão, de dois a oito anos.

"A delegada já identificou cinco possíveis autores da agressão e que aguarda o momento oportuno para proceder o devido interrogatório", disse a secretaria.

Entenda.

A mãe da vítima, Maria de Lurdes da Silva, contou que na hora da agressão a filha tentou se esconder dentro de um baú no momento em que a casa deles foi invadida. "É uma covardia por terem pegado cinco elementos para bater em uma pessoa indefesa", disse a lavradora.

Depois da agressão, a vítima foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde passou por exames. Ela não chegou a sofrer fraturas, mas levou pontos em ferimentos no rosto e outras partes do corpo. "Eu fiz o pedido de corpo de delito porque os agressores eu não tinha o nome deles. Mesmo que ela devesse, não justifica eles fazerem o que fizeram e ela não roubou o celular de ninguém", afirmou a mãe da transexual. 

Travesti é furtada por cliente e recupera pertences depois de postar foto do ladrão.




Uma travesti profissional do sexo de Praia Grande, litoral paulista, foi vítima de um golpe de seu próprio cliente. Dayane Larraya Rios estava com um cliente em um hotel da cidade, já se preparando para sair, quando se ausentou do quarto para usar o toalete e, por descuido, deixou sua bolsa com carteira e celular no quarto. O cliente, que já havia pagado o programa, evadiu o local e trancou Dayane na suíte.

Ao perceber que havia sido enganada, ela ligou para a recepção do hotel que demorou mais de 20 minutos para liberá-la. Revoltada, tendo o perfil do cliente pois o mesmo ainda a adicionou no Facebook, não pensou duas vezes e expôs a situação, pedindo ajuda para identificar o ladrão.

Segundo ela, a família do homem entrou em contato e a ressarciu do prejuízo. “Que meu caso sirva de exemplo. Isso serve para que qualquer pessoa não deixe os pertences no quarto enquanto não estiver, porque fui usar o banheiro e fui roubada e trancada. Ainda por cima interfonei no hotel e demoraram 20 minutos. Ele saiu sozinho e ninguém falou nada. E se ele tivesse me matado?”, questionou ela em entrevista ao portal G1. Em troca do acerto com a família, ela apagou a postagem com a denúncia.

Citröen lança comercial com dois homens se beijando dentro do carro.




Tem gente que mete o pau, mas eu sou do time otimista e acho foda quando grandes marcas incluem pessoas LGBTs em suas campanhas publicitárias, como O Boticário. E quem acaba de entrar para esse seleto grupo de companhias ligadas à diversidade é a Citröen. Mais especificamente a unidade de Portugal.

No comercial que está sendo veiculado localmente, é possível ver um casal do mesmo sexo se beijando e outros dois retocando a maquiagem no retrovisor do automóvel de forma bem humorada.

“Ao longo da sua vida, vai passar 4 anos e 1 mês num carro, por isso aproveite!”, diz o narrador ao anunciar o produto. Estamos ansiosos pra ver uma ação semelhante acontecendo no Brasil. Confira!



Colocaram 8 mil gays numa piscina babadeira e esse é o resultado.




Eu não to exagerando! Em agosto passado, rolou mais uma edição da famosa Circuit Festival em Barcelona. A cidade, que já é super gay durante o ano, ficou lotada de turistas LGBTs mais uma vez. Estima-se que mais de 80 mil pessoas desembarcaram na capital da Catalunha.

E toda essa galera, inclusive uma super caravana de brasileiros, foi lá pra curtir os 12 dias de eventos organizados pela poderosa Matinée Group, em mais de 30 festas, com direito a pool party em parque aquático. Agora, você consegue imaginar o que acontece quando 80 mil turistas resolvem tirar a roupa pra curtir o calor se jogarem nessa água geladíssima?

O resultado você confere no vídeo abaixo!




Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...