Slide 1 Slide 2 Slide 3

FOFOCAS DE CELEBRIDADES- GOSSIPS

Shakira lança versão salsa de “Chantaje” com Maluma e cenas inéditas.



Para comemorar seu aniversário, que aconteceu ontem, Shakira decidiu presentear seus fãs. A cantora liberou a versão salsa de “Chantaje“, seu mais novo single em parceria com Maluma.

O colombiano ficou bem conhecido aqui no Brasil após cantar “Sim ou Não” com Anitta. Com cenas inéditas, o clipe mostra as habilidades dos dois dançando.

O clipe oficial já ultrapassou a marca de 500 milhões de visualizações e fez com que Shakira se tornasse a artista mais visualizada de 2017, até o momento.



Um álbum desses bicho! “Joanne” vende mais de 900 mil cópias mundialmente.



Quase 4 meses após o lançamentos, “Joanne” de Lady Gaga ainda colhe os bons frutos. O disco da cantora acaba de ultrapassar a marca de 900 mil cópias ao redor do mundo.

Em sua primeira semana de lançamento, o material de inédita vendeu 314 mil cópias, o que foi considerado um bom retorno para a Mother Monster, visando o fracasso do seu quarto álbum, “ARTPOP“, lançado em Novembro de 2013.

As vendas deverão ter uma boa alavancada devido a performance da artista neste domingo (5) no intervalo do Super Bowl.



Inês Brasil ressurge dos mortos e lança seu novo single “Adão e Eva, Eva e Adão”.




Esquecida depois de fabricar vários meses, Inês Brasil está de volta! A cantora divulgou recentemente em seu canal do Youtube seu mais novo single.

“Adão e Eva, Eva e Adão” já foi performada em alguns de seus inúmeros shows ao redor do Brasil. Assim como “Make Love”, e “Undererê“, a faixa também ganhará sue videoclipe muito em breve.



Intérprete de “Deu Onda”, MC G15 não aguenta críticas e as rebate com homofobia.




Pois muito que bem. Com toda a certeza do universo você já deve ter ouvido a música “Deu Onda“, do MC G15. A canção virou hit no Brasil inteiro mas parece que a sua fama já foi abalada.

O cantor virou alvo de críticas após a Youtuber Dani Russo ter falado em rede nacional que não curtia a produção. Irritado, o artista gravou um vídeo em resposta para a jovem.

Até aí tudo bem, senão fosse o fato que para mandar seu recado ele acabou usando de comentários homofóbicos para se vangloriar de seus dons.

“Eu vejo várias paradas, só que eu não posto vídeo. Por que eu não posto vídeo? Porque eu não sou viado. E quem posta vídeo em porra de internet falando de outro, pra mim é viado. Eu tenho meus motivos para falar!”, argumentou.



Homofobia no BBB17: Gêmeo Manoel destila homofobia novamente.




Manoel, irmão gêmeo do já eliminado Antônio, está gerando bastante discussão na cada do Big Brother Brasil 2017. Ele já havia feito comentários homofóbicos na festa de abertura do programa, realizada para as duas duplas de gêmeos. Na ocasião, havia se recusado a dançar por dizer que as músicas eram de gays. Agora, em uma briga com o brother Marcos, Manoel disse que o “moeria de porrada” se fosse fora da casa e o chamou de “viado enrustido”.

Na manhã de sábado, 04, os “monstros” Marcos e Ilmar precisavam fazer brincadeirinhas com os participantes da casa como penalidade do monstro. Então, os dois decidiram jogar creme de barbear em Manoel, Mayara e Luiz Felipe. O que se transformou em uma grande briga entre Marcos e Manoel, com direito a denúncia de violência física realizada por Manoel pois, segundo ele, quando foi revidar a brincadeira, Marcos o teria agredido fisicamente. O que foi negado pelo apresentador Tiago Leifert.

Ainda durante o bate-boca, Manoel disse: "Eu vou te processar, seu otário, seu playboy. Vai tomar no **. Eu vou te quebrar na porrada, seu comédia. Eu vou te processar. Se fosse lá fora te quebrava, te deixava moído no chão. Seu viado! Seu viado enrustido!".

A hastag #ForaManoel ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter no Brasil no dia da briga. Esse é só mais um caso de homofobia no BBB. Em 2010, as declarações homofóbicas do participante Dourado resultaram em um inquérito por parte do procurador dos Direitos do Cidadão de São Paulo, Jefferson Dias, responsabilizando a emissora pela transmissão de comentários preconceituosos, como “homem hétero não pega aids”.

Gloria Groove, a drag queen rapper que está dominando as paradas musicais.




A cantora drag Gloria Groove lançou o seu novo álbum completo no YouTube no último dia 03 de fevereiro. Aos 21 anos, original de Vila Formosa, São Paulo, a drag pretende conquistar o país com a sua versão de Hip & Hop e R&B falando sobre os problemas da comunidade LGBT, do preconceito e da arte de fazer drag. Depois de estourar com os videoclipes de Dona e Império, a gata espera conquistar mais fãs com as faixas de “O Proceder”. Seus clipes bombam na TV e as pessoas se perguntam: quem é ela?

A cantora tem a música correndo nas veias, nascido numa família de músicos, com mãe cantora e familiares instrumentistas, a persona drag Gloria Groove é uma das revelações do documentário paulista Tupiniqueens. Com uma pegada completamente diferente de Pablo Vittar e Lia Clark, as melodias da cantora recorrem a rimas rápidas e inteligentes, que falam sobre o seu cotidiano drag e o preconceito social. 

Ela conta que já cantarolava canções de Mariah Carrey aos 4 anos de idade. Assumir sua personalidade drag foi mais demorado. Ela se montava para peças de teatro e festinhas, mas foi só três anos atrás que descobriu o reality show RuPauls Drag Race e percebeu que a arte drag fazia parte de quem era.

Foi só então que passou a lutar para construir um trabalho que conquistasse espaço na cultura pop brasileira. Mas seu objetivo era ir além, era trazer significado para esse novo movimento, aproveitando-se do rap e do hip hop para dar mais representatividade. “Se o Hip Hop e o Rap é uma grande parte de mim, que eu considero, e drag também, não tem porque não conseguir juntar”, comentou, em entrevista à revista Trip. 

Esse trabalho de três anos resultou no lançamento de O Proceder. A artista explica que todas as letras refletem histórias da sua vida como drag e homem homossexual. “‘O Proceder’ é um compilado de parcerias que fiz com alguns produtores. As letras são, em sua maioria, retratos e recortes da minha vida como Gay e Drag Queen de periferia, trazendo um ponto de vista mais pessoal e contundente. Menciono nomes de artistas reais, comento episódios que aconteceram comigo e uso metáforas absurdas, costurando tudo com um tom empoderado e festivo”, explica.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...