Slide 1 Slide 2 Slide 3

FOFOCAS DE CELEBRIDADES- GOSSIPS

Com indiretas para Donald Trump, Katy Perry lança o clipe “Chained To The Rhythm”.



Depois de sua apresentação no Grammy Awards tem repercutido bem, Katy Perry decidiu lançar hoje (21), o videoclipe para a faixa “Chained To The Rhythm“.

Com várias críticas ao novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, Katy aparece em um parque de diversões onde vê a humanidade ser controlada.

A canção é o primeiro single oficial do quarto álbum da artista, que segue sem nome e data prevista para chegar.



Entenda o conceito por de trás do clipe “Chained To The Rhythm” da Katy Perry,



Demorou mas saiu. Depois de ficar um tempo sem lançar nada de novo, leia-se material novo sem ser “Rise“, que foi feita para as Olimpíadas Rio 2016, Katy Perry está de volta.

Há alguns dias, a cantora liberou o single “Chained To The Rhythm“, que tem uma pegada pop misturada com reggae. A faixa pode até não ter atendido as expectativas nas vendas, mas é uma crítica social criada pela cantora.

Tudo começou com o lyric video oficial que a mesma lançou no dia 9 de Fevereiro. A produção, que já ultrapassou 30 milhões de views, mostra um pequeno hamster e uma mão.

Fica claro que a mão é o que a sociedade faz, nos manipula para que vivemos a vida que os outros querem. O fato do hamster estar de frente para televisão vendo outro correndo é a representação da alienação no mundo, onde mais uma vez, somos manipulados a coisas vazias.



Clipe de “Hey Mama” do David Guetta com Nicki Minaj bate 1 bilhão de views.



Quase 2 anos após seu lançamento, o videoclipe de “Hey Mama“, de David Guetta ultrapassou a marca de 1 bilhão de visualizações no Youtube neste último final de semana.

A faixa ainda conta com as participações especiais da rapper Nicki Minaj, da cantora Bebe Rexha e Afrojack.



Queria estar viva! Lana Del Rey acorda e lança o clipe do single “Love”.



Minha Lana Del Rey está mais viva do que nunca! Depois de liberar o single, a cantora acaba de lançar o videoclipe de “Love“.

Assim como todos os outros, a produção conta com um estilo bem vintage. O vídeo é bem diferente e mostra alguns casais curtindo a vida em momentos alegres.

A canção faz parte do novo álbum de Lana, que segue sem data prevista para chegar. A cantora, por sua vez, revelou que o projeto foi feito inteiramente para seus fãs;

A faixa chegou como quem não queria nada e apareceu no topo 10 do iTuens americano superando “Chained To The Rhythm” da Katy Perry.



Cenas reais de sexo deletadas de “Ninfomaníaca” circulam na rede.



Na semana passada, a internet ficou chocada com a notícia de que pepinos estavam sendo encontrados em salas de cinemas, após as sessões de “50 Tons Mais Escuros”. Marketing ou não, isso ajudou a criar uma lenda em torno do filme e está levando milhares de pessoas a assistirem a continuação de “50 Tons de Cinza” em todo o mundo.

Apesar de ter o fetichismo e o sexo como tema principal, o longa não chega a ser tão ousado quanto outro concorrente de peso: “Ninfomaníaca”, de 2013. Dirigido pelo polêmico diretor Lars Von Trier, trata-se de um dos filmes mais bombásticos de toda a história do cinema mundial. Com cenas reais de sexo misturadas às encenações do elenco que compõe a obra, a arte inovou no que diz respeito aos seus efeitos visuais, apostando em muita realidade ao drama da personagem principal que sofre de um problema comum em muitas pessoas.

O que muitos não esperavam é que as tais cenas de sexo, haviam sido editadas para ficarem menos ‘chocantes’. No entanto, tempos depois, essas sequências censuradas começaram a circular ma rede. Para ver o vídeo com mais de 9 minutos de sexo, clique aqui: 

http://www.superpride.com.br/2017/02/cenas-de-sexo-deletadas-de-ninfomaniaca-sem-censura.html

Príncipe William e cidade de São Paulo concorrem a prêmio LGBT britânico.




Querido por muitos, o príncipe William, que foi o primeiro membro da família real a estampar uma publicação gay, pode ganhar o título de aliado heterossexual no “British LGBT Award”.

A premiação, que tem votação aberta ao público, é conhecida como o “Oscar gay” e elege os melhores do ano da comunidade LGBT britânica. O herdeiro do trono disputa o título com nomes como Annie Lenoxx, Macklemore e a escritora da saga Harry Potter, J.K. Rowling.

A mesma premiação também vai escolher o melhor destino mundial da comunidade. O Brasil está representado por São Paulo, que disputa o título com cidades como Amsterdam, Barcelona, Miami, Nova York, São Francisco e Vancouver.

Lady Gaga, Cara Delevingne, Ellen Page, Laverne Cox e Ru Paul estão entre os famosos que disputam o título de celebridade do ano. Os vencedores das 16 categorias do prêmio serão conhecidos em cerimônia que acontece em Londres, marcada para o dia 12 de maio.

Boxeador gay que já fez pornô desce a porrada em homofóbico que o criticava.



Cansado de sofrer ataques homofóbicos nas redes sociais, o boxeador Yusaf Mack decidiu fazer justiça com as próprias mãos. Segundo informações do TMZ, Mack localizou um dos valentões da internet em um estabelecimento comercial na Filadélfia e desceu a porrada.

Testemunhas no local disseram que Yusaf derrubou o suspeito no chão e deu inúmeros socos em seu rosto, além de chutes, até a polícia chegar. O boxeador chegou a falar que ficou cansado dos comentários e decidiu encontrar o rapaz ‘cara-a-cara’.

Mesmo depois de apanhar, o homofóbico tentou sair por cima. “Prefiro ter um vídeo de alguém me batendo, do que alguém colocando o pinto na minha bunda”, disse ele, referindo-se a um antigo filme pornô gay protagonizado pelo esportista. Após toda a confusão, Yusaf comentou não ter medo.

Humorista Evandro Santo diz: Eu apanhava na escola só porque era gay!




A infância de Evandro Santo, o famoso Christian Pior, foi marcada pela violência, pobreza e, principalmente, pela homofobia. Ele conta que foi expulso de três escolas pelo mesmo motivo: “Eu era afeminado demais”.

Em Uberaba, onde foi morar ainda na infância, era considerado um ET pela vizinhança. Pais de outras crianças não queriam que seus filhos convivessem com o “ET bicha”.

“Nunca tive problemas em me assumir como gay, nunca tive dúvida ou sofri intimamente com isso”, afirma. Pelo contrário. "Quem devia sofrer eram os outros", gargalha.

“Eu era o gay da rua, filho de mãe solteira e minha mãe não deixava barato! Se arrumava, se maquiava, bem anos 80, coloca minissaia e ia para o trabalho.”

Além disso tinha o conhecido bullying dos demais alunos.

“Naquela época, os meninos te esperavam na saída da escola para te bater! Quantas vezes a professora me salvou! Muitas vezes eu até batia porque era um contra um; mas às vezes eram vários, e aí eu corria como podia.”

Sobre esse período triste, Evandro hoje consegue rir.

“O engraçado é que muitos destes agressores eu acabei ‘pegando’ nas noites de Uberaba. Vai entender a sexualidade humana”, diz o humorista de 42 anos.

Evandro diz que também teve um período do que chama de “erro” com drogas e diz que só saiu desse momento graças à ajuda de amigos e de muita compreensão de Tutinha e dos demais colegas do “Pânico”.

“Drogas não funcionam no processo de criar e nem no de atuar. Elas são recreativas só até certo ponto. Depois, sua cabeça e seu corpo não aguentam. É preciso parar.”

Fátima Bernardes debate gênero e transfobia em Encontro e apresenta crianças transexuais.



Na última sexta-feira, 17 de fevereiro, a apresentadora Fátima Bernardes decidiu abordar a temática da transexualidade e gênero no seu programa “Encontro com a Fátima”. Para isso, ela trouxe uma criança trans, a Isabela, e a sua mãe, a Alexsandra. Durante o programa, Fátima desabafou sobre os comentários transfóbicos que recebeu pela internet quando anunciou o tema do programa do dia seguinte.

O programa trouxe a história de Isabela, que tem 10 anos. A mãe conta que a filha, que foi designada como menino ao nascer, não se identificava com o universo masculino. Gostava de brinquedos para meninas, roupa para meninas e odiava o seu nome. “Ele dizia ‘eu não sou um menino, eu não quero ser um menino”, conta Alexsandra. No início, a família acreditava que era uma criança gay. Mas, ao receberem o acompanhamento do Hospital de Clínicas, passaram a entender que não era uma questão de sexualidade, mas, sim, de identidade de gênero.

“Agora eu tenho nome de menina, eu queria ser jornalista, acho que vou ser uma menina muito bonita”, diz Isabella, e emociona todo mundo.

Alexandre Saadeh é médico do HC e também participou do programa. Sua intervenção foi importante, uma vez que falou justamente sobre a diferença entre orientação sexual e identidade de gênero: “‘identidade de gênero’ se refere a quem eu sou (homem, mulher...) e ‘orientação sexual’ diz respeito com quem você elege a sua sexualidade”.

Durante o programa, Fátima Bernardes fez um desabafo sobre os comentários transfóbicos que recebeu de pessoas conservadoras. Ela disse que sentiu um pouco do preconceito que essas crianças enfrentam. “As pessoas têm muita dificuldade de falar sobre isso, de entender, e acham se nada for falado, nada vai acontecer. Mas mesmo assim, a gente tem que falar. Porque quanto mais a gente falar, mais as pessoas vão entender”, afirmou.

Emilly masturba Marcos loucamente no BBB17.



Marcos e Emilly não estão conseguindo segurar o tesão no BBB17. Os dois passam o dia todo grudados e andam protagonizando cenas picantes embaixo dos edredons.

Na madrugada desta terça-feira (21), por exemplo, horas antes de enfrentar o resultado do Paredão, Emilly resolveu masturbar o médico no Quarto Preto.

Um vídeo que está circulando na internet mostra os dois se beijando, se esfregando, até rolar a masturbação em si. 

Matheus Lisboa, ex-BBB, assume ser bissexual: “Pego todo mundo”.



Desde que participou da 16ª edição do “Big Brother Brasil“, Matheus Lisboa ganhou uma legião de fiéis seguidores nas redes sociais.

No entanto, com a fama, as críticas aparecem, mas Matheus soube sair bem dos rumores que o acusavam de ser racista.



Em seu Twitter, o ex-BBB escreveu: “Galera, eu queria deixar claro aos novos seguidores que: eu não sou racista, não sou homofóbico, não etc… inclusive pego todo mundo rs”.

Após sua saída da casa, Matheus fez um ensaio sensual e afirmou que gosta de sexo anal: “Gosto de sexo anal. Chega até ser sinônimo de uma conquista, dependendo da situação”.

Ele também ressaltou que ficar pelado não é problema para ele.

“Não sou bissexual”, diz Matheus, do ‘BBB 16’, após post polêmico.



Pra você ver como palavras mal colocadas podem alterar o sentido de um pensamento ou criar outras histórias fantasiosas.Causou a maior polêmica declaração do ex-BBB Matheus Lisboa, que participou do BBB 16, durante o fim de semana. É que durante a festa a fantasia de pré-carnaval no Rio de Janeiro, ele encontrou o ex-BBB 17 Luiz Felipe e tentou fazer piada em uma foto.

“Tinha uma pessoa com black power e resolvi homenagear a Gabi Flor (participante do BBB 17 e eliminada no 1º paredão do reality show), que eu não conheço pessoalmente, mas que é uma mulher linda. As pessoas começaram a me xingar e recebi muitas mensagens de ódio. Por isso, acabei apagando para terminar com essa polêmica”, explica ele.

Em seguida, Matheus resolveu fazer novo post para reforçar que não é racista e nem homofóbico. “Galera, eu queria deixar claro aos novos seguidores que: não sou racista, não sou homofóbico, não sou etc… Inclusive, pego todo mundo”, escreveu ele.

Muitos fãs e seguidores entenderam que o ex-BBB estava assumindo sua bissexualidade. “Era uma brincadeira, mas as pessoas novamente não entenderam. Não sou gay, não sou bissexual e nunca peguei homem. Se tivesse feito, não teria problema em assumir porque fui criado por pais maravilhosos que me ensinaram a ter respeito e ser feliz”, garante.

“Não fiquei nem um pouco chateado com a repercussão e confesso que até achei graça. Mas aprendi que tudo na internet vira uma bola de neve e sai do controle. Estou tentando me policiar nos meus posts para não criar mais confusão ou magoar as pessoas. Foi tudo uma grande brincadeira que não deu certo”, desculpou-se o mineiro.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...