Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

Tá foda ser mulher?




E quando você se depara com uma foto dessa no Facebook? Claro que o intuito dela foi ser bem humorado mas será que por trás disso não tem mais coisas para se pensar?

Depois de sermos os culpados pela AIDS nos anos 80, de destruir a família nos anos 90 e 2000, chegou a vez de sermos os culpados por esse bando de mulher encalhada no país. Sim, porque é isso que a imagem significa, não é?

A quantidade de gays não influencia em nada nos relacionamentos héteros. Não podemos fazer nada se somos lindos, inteligentes, sensíveis e educados.

Não está foda ser mulher e achar um cara bacana, só se você for daquelas mulheres burras, ignorantes, cheia de frescura,  preconceitos, chata, ciumenta e incapaz de conquistar um homem bom e que te dê valor.

Se você é uma pessoa assim, não importa se você é mulher, homem, hétero, gay… você ficará encalhado única e exclusivamente por sua culpa!

O problema de você ficar encalhada não é a quantidade de gays no mundo, não adianta jogar essa culpa em cima de nós. Assuma a SUA culpa querida!

Quer arrumar um namorado? Que tal começar a dar mais valor não ao seu corpo mas a seu cérebro? Esse é um grande começo! Ao invés de se preocupar mais com seu cabelo, make up e que roupa usar, se torne uma pessoa interessante, companheira, menos fresca e com mais atitude. Homem gosta disso!

Homem gosta de mulher que esteja ao lado dele na hora de assuntos mais sérios ou na zueira. Sim, porque os homens adoram zuar, sair para se divertir com os amigos, jogar futebol… Mas se sua namorada é daquelas que não se entrosam com os amigos dele, fica cheia de ciúmes com todas as mulheres no bar e toda hora pede para ir embora, com certeza ele ficará de saco cheio de você.

A Mulher deve comemorar esse ser maravilhoso, que e´: sensível e companheiro que está sempre ao nosso lado mas pensar um pouco sobre os reais motivos de tanto mimimi é bom, as vezes.

PERGUNTAS & RESPOSTAS

Meus Pais não aceitam minha homossexualidade.


Meu nome é Gustavo, tenho 15 anos e moro em São Paulo. Eu estou namorando um garoto de 18 anos a um bom tempo e sou muito feliz com ele, mas minha família acabou descobrindo que eu era gay e minha mãe conversa somente o básico comigo, nem olha na minha cara.

Meu pai e minha mãe não aceitaram e os dois não querem nem deixar eu sai pra fora de casa e não querem meu namorado perto de mim. Menti para eles e disse que não tenho nada mais com ele. Pelo fato de eu ser muito novo é mais difícil deles aceitarem, mas quando eu vou pra escola eu me encontro com meu namorado escondido e ele disse que não vai me deixar na pior agora que meus pais descobriram porque ele me ama.

Eu fiquei ainda na dúvida do que eu tenho que fazer?  Já que meus pais estão sabendo que eu sou gay e estou namorando e eles não me aceitam eu devo largar do meu namorado pra esperar a poeira baixar? Ou já que meu namorado está do meu lado eu devo enfrentar meus pais e não acabar com meu relacionamento?

Por favor, de o conselho de vcs pra mim, me ajudem!

Gustavo, 15 anos – São Paulo

~*~

Geralmente não é fácil para os pais aceitarem e respeitarem a homossexualidade de seus filhos, pelo menos não logo de início [Salvo raras exceções]. Poucos pais sabem lidar logo de primeira com isso, por isso dê um tempo para que eles possam entender um pouco sobre o assunto. Não adianta nada tentar forçar a barra para que aceitem. O tempo é o melhor remédio em muitos casos.

Não tem como te segurar para sempre dentro de casa. Os pais devem aprender que seus filhos precisam tomar suas próprias decisões e a única coisa que eles podem fazer sobre a tomada delas é dar conselhos e explicar seus pontos de vista. Se por algum acaso o filho tomar a decisão errada estar de braços abertos para acolher o filho e dar todo o carinho e suporte psicológico e emocional no problema. Eu penso que paternidade/maternidade seja isso.

Não acho que você deve largar seu namorado, até porque ele mesmo disse que te ama e está disposto a passar isso com você. Nessas horas acho primordial ter um ombro amigo para desabafar, e quer ombro melhor do que do namorado???

Aos poucos tente inserir o assunto sexualidade dentro de casa. Seja através de papo aberto sobre o assunto, seja usando alguma outra forma para ‘educar‘ seus pais quanto a isso. Sua mãe deve assistir novela, né??? Agora na Avenida Brasil entrará mais um casal gay, que abordará o preconceito em família e com certeza ela poderá aprender alguma coisa com isso.

Outra forma é entrar em contato com o Grupo de Pais de Homossexuais, e ver como eles podem te ajudar. Há encontros mensais e aposto que com um pouco de conversa, seus pais poderiam comparecer e entender um pouco mais sobre o assunto.

Espero que tudo transcorra de melhor forma possível!!!

~*~

Ele é evangélico, e agora?



“…entrei na faculdade a pouco tempo e a flecha do cupido já atirou em mim! Me interesse por um boy super simpático, fofo e com O SORRISO lindo (que é a primeira coisa que eu reparo em alguém, ou seja, fiquei louco kkkk). Ele às vezes fica olhando para mim (Só não sei se ele olha porque eu também olho para ele). Então como qualquer psicótico caçador que sou, procurei o face dele para ver se nas informações ele dava alguma pinta, porém me decepcionei, o garoto é super Evangélico, e agora ? Desisto da vida ou mudo de faculdade ? kkkkkk Brincadeira a parte, desisto do menino ou alimento esperanças que podem vir a me decepcionar ?”

Um Beejão para vocês.  Riik

~*~

Enfim, pra encurtar a parada, existem gays evangélicos, assim como existem evangélicos gays! Entendeu? Há!

Seguinte, sei que geralmente os evangélicos pregam que homossexualidade é doença, coisa de Satanás, mas não é toda a igreja evangélica que faz isso. E tem quem seja gay e não revele isso na igreja pra poder frequentar os cultos sem ter que passar pela sessão descarrego na frente dos fiéis, por ter o corpo tomado pelo demônio da bichice…

Religião é uma das coisas as quais nos apegamos pra explicar a vida e acharmos um rumo pra nossa. Não dá pra izer que o cara não será bom pra ti só por conta da religião dele. Claro que é um forte indício de que talvez ele não será tão fácil de lidar quanto um gay ateu. Mas só te resta conhecer melhor esse  boy magya em Cristo pra tirar suas próprias conclusões.

Pode ser que ele retribua os olhares porque você olha. Pode ser que ele te quer. Só tem um jeito de saber e esse jeito não é rezando. Ou pode até ser… Vai saber! rs

Invista nele até certo ponto. Faça amizade com o boy, veja se rola interesse dele por ti e me conte TUDO depois.

Beijos.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (2) Comente aqui!

2 comentários:

  1. Nossa, não esperava isso do blog. Problematizando esse tipo de imagem que não tem nada de problemático, além de ser acompanhado com esse texto bem machista. Já vi algumas criticas aqui sobre alguns temas, mas nesse achei meio bola fora mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Nao vejo desta forma. Os Gays sempre tiveram seus comportamentos questionados negativamente em quaisquers situaçoes. Sim, muitas mulheres nao gostam de gays ou os preconceituam por nao encontrarem um sujeito que as amem. O texto refere se a isto e nao vejo nada de machismo. E´ um ``pense nessa possibilidade`` , se e´ que o problema seja nao encontrar um namorado para ela. Cada um interpreta o texto diferentemente e talves a sua, seja uma outra forma de pensar, dependendo da sua interpretaçao.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...