Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

Homofobia é maior entre pessoas que sentem atração pelo mesmo sexo.




Estudo realizado pelas Universidades de pelas universidades de Rochester, Essex e Califórnia, nos Estados Unidos, revela algo que muita gente já desconfiava, inclusive eu: homofóbicos sentem atração por pessoas do mesmo sexo. Tal comportamento agressivo nada mais é do que repressão o desejo interiorizado pela pessoa e, por diversos motivos, sejam eles religioso, criação ou políticos acham errado.

Quando as pessoas crescem com o medo de frustrar sua família, no caso de pessoas que nascem em famílias extremamente religiosas acabam impedidos de aceitar e desenvolver sua própria identidade, inclusive sexual. Muitas vezes desenvolvem um processo defensivo e inconsciente tão grande, que acabam desenvolvendo ódio aquilo que gostariam de combater em si mesmo. É agredir no outro aquilo que não se pode assumir e agredir em si mesmo.

A pesquisa tinha 4 etapas:

1ª Etapa:
Imagens e palavras foram apresentadas para um grupo de 160 estudantes e então classificadas por eles como sendo ‘gays’ ou ‘heteros’.

2ª Etapa:
Os estudantes foram incentivados a procurar fotos de pessoas do mesmo sexo ou oposto.

3ª Etapa:
Para conhecer o grupo familiar do pesquisado, além de seus ideias políticos e religiosos a auto-estima dos indivíduos.

4ª Etapa:
Perguntas como: ‘Seria perturbador para minha mãe descobrir que ela estava sozinha com uma lésbica‘ e ‘Meu pai evita homens gays sempre que possível‘ fizeram parte da última etapa do teste.

Os dados evidenciam que ansiedade, medo e aversão por pessoas do mesmo sexo nada mais são que uma reação de identificação com gays/lésbicas mas não aceitam tal desejo. São pessoas que tem medo do que as outras pessoas falarão e por isso reprimem e negam seus desejos e instintos mais básicos.

Homofóbicos = Homofobia = Gay Enrustido

PERGUNTAS & RESPOSTAS

Eterna confusão entre AMIZADE x AMOR com heteros.



Gostei de um cara lindo, conheci ele no dia do meu niver e foi o melhor presente que já ganhei: um amigo, um parceiro, um irmão de verdade. Ele é hétero (FATO), e em consequência de uma amizade muito forte, eu, que me declaro uma pessoa carente e muito frágil me apaixonei.

No meio de muito carinho, companheirismo e atenção, coisa muito dificil de encontrar hj em um mundo de héteros onde o preconceito ainda circunda, ele nunca se importou com minha homossexualidade.

Amigos dele e meus, disseram que confundi AMIZADE com PAIXÃO ou AMOR. Me declarei e ele disse que essa não era a vibe dele. Ele não curtia isso.

Eu não queria sexo dele, queria esse amor, esse carinho que ele me dava só que de uma forma mas intensa, mas completa, o sexo isso a gente via depois que ele se sentisse a vontade ou seguro, ja que essa seria uma experiência nova pra ele. Tive depressão e decidi me afastar dele completamente. O tempo passou e me livrei um pouco desse sentimento. Só que ele fez uma coisa que não me agradou: Está andando com outro gay e faz questão de passar sempre na porta da minha casa.

Quero muito volta a conviver com ele, sei que serei bem recebido, pois a nossa amizade mesmo com tudo prevaleceu. Ele acha que estou com raiva dele por causa da outra bicha, mas sei que é apenas amizade.

Estou agindo certo em não me aproximar dele, ou devo tentar uma reaproximação.

Jordan de Luka, 17 anos – Jo A ão Pessoa/PB

~*~

Olá Jordan,

Primeiramente eu acredito sim que você confundiu AMIZADE x AMOR com seu amigo hetero. Até porque você mesmo afirma ser uma pessoa carente, e qualquer tipo de atenção que uma pessoa dê pode ser um start para sentimentos. Não duvido que você o ame, mas esse amor deve ser como amigo.

A palavra amor envolve muitos sentimentos: Existe o amor entre pais e filhos, entre casais, amor entre amigos… Todos eles são tipos de amor, diferentes e iguais entre si pela força do sentimento e nenhum deles é menos importante. Por isso se atente quando se ‘apaixonar‘ por algum boy magya hetero.

A maioria dos gays já se apaixonou pelo amigo hetero. Isso não é raro, pode ter certeza disso. Acho que esse tipo de atitude é de pessoas que gostam apenas de conquistas difíceis demais, ou daquelas que usam de tal artifício para se esconder timidez, insegurança, insatisfação com sua homossexualidade, entre outras coisas. Porque convenhamos que paixão assim, na maioria das vezes não passa de platônica, né??? Por isso, previna-se de entrar nesse ciclo vicioso, hein menino?!

Sobre ele ter um novo amigo gay: Tente se colocar no lugar dele, que gostava de ter sua amizade e nunca te julgou por ser gay, perder essa amizade porque VOCÊ se afastou. Então, ele tratou de achar outro amigo. Simples, e nesse caso o erro foi seu, por mais que você não estivesse bem com a situação o mínimo era conversar e tentar resolver o problema.

Acho sim que você deve tentar uma reaproximação, e inclusive fazer amizade com esse novo amigo gay dele. Imaginou se dessa raiva que você sente por ele surge algo mais??? Até porque não sei se você sabe, mas o AMOR e ÓDIO caminham juntos, basta apenas um tropeção que a coisa pode mudar.

FIKDIK e se acerte com seu amigo!!!

~*~

E na facú, conto pro povo que sou gay?




“Oi meninos, tudo bom? Então, vou fazer Facul e morar em outra cidade. Já sou assumido para minha familia e vou me assumir para os amigos mais importantes antes de ir,mas gostaria de saber como agir com as novas pessoas que eu conhecer. 

Por exemplo, depois do trote vão dar uma festa numa república, como faço se uma menina chegar em mim ou um cara me e apresentar uma? Falo que estou de boa ou deixo claro que não curto, que meu “negócio” é outro? 

Essa preocupação já está me fazendo desistir de ir na festa para evitar esse tipo de confronto, mas não quero ficar mais me isolando do mundo, e se caso um cara chegar em mim, eu fico? Que eu faço? 
Abração”.

Anônimo

~*~

Vamos lá! Sei que é um DRAMA essa coisa sobre como agir logo que nos assumimos. Mas não é preciso sair contando pra todo mundo que você é gay! Tipo, a pessoa fala oi pra ti e tu respondes: “Oi, prazer, sou gay”.

Primeiro que sabemos que nem todo mundo leva a homossexualidade numa boa. E na faculdade você vai encontrar gente de todo o tipo. Com diferentes religiões e crenças. Seria bobagem criar atrito atoa.

Se alguma menina der em cima, fique na sua. Não dê trela. Nem precisa ser grosseiro. Apenas não demonstre interesse. Se te apresentarem alguém do sexo feminino que demonstre interesse em ti, apenas seja educado. Converse de boa. Sei que tem algumas meninas que estão partindo pra cima dos homens como se não houvesse amanhã. Se uma dessas periguetes cruzar teu caminho, melhor dizer sim que é gay e que não rola ficar com meninas.

Se aparecer um cara legal e você sentir vontade de beijá-lo, beije. Principalmente se você ver algum outro casal gay trocando beijos nas festas/eventos da facú. Isso é sinal de que o pessoal da turma não tem preconceito. Caso contrário, vá pra algum lugar mais reservado pra ficar com o boy.

Enfim, seja você mesmo e aja com educação. Não precisa sair espalhando que é gay, com o tempo as pessoas notarão e se alguém tiver algum problema com isso, que se dane. Afinal, sua família e amigos íntimos sabem sua orientação sexual e te amam, o resto do mundo não importa.

Beijos pra ti!

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...