Slide 1 Slide 2 Slide 3

Desabafo






Eu sou CR. 41 anos, solteiro, residente em Niteroi(RJ).
Não sei como explicar, mas acredito que aos 15 anos, eu me descobri ser “diferente”. Não curtia as meninas de trajes de banho na praia como os meus irmãos. Mas eu ficava excitado ao ver os garotos de sunga ou trajes de neoprene. Foram 10 anos de indefinição até que – aos 30 anos! – resolvi ser o que de fato eu era... Acabando de uma vez com as “brincadeiras” derivadas de ‘suspeitas’ ao meu ser e/ou ao meu comportamento.

Sim, me assumi homossexual. De certa forma, 95% das brincadeiras e gozações sumiram. Mas os 05% restantes... Continuam na forma de ojerizas, prejulgamentos e preconceitos que continuam até hoje. Sei que as pessoas que ainda me RESPEITAM, continuam conversando “numa boa” comigo. Já quem não me TOLERA... Estes eu excluo (ou se auto-excluem). É notável que as ‘diferenças’ tendem a ser maiores do que a “convivência” dita ‘salutar’ entre pessoas (descambando até mesmo para ofensas e agressões). Não vou negar que – e não fico de “vitimismo-LBGT” – que exagerei na liberdade que tomei junto a algumas pessoas. Mas nada que um ‘pitaco’ me faça voltar à realidade (Fato: Nem todos os homens que conheço se permitem a uma dita “liberdade” extrema. Alguns sim... Outros não. E vida que segue. 




Eu pelo menos não sou “Ex-BBB” que – contrariadinho – cospe na cara dos outros fazendo ‘draminhas’). Tenho como amigos homens casados com mulheres, casados com filhos, de direita até, que nunca se sentiriam “menos homens” por estarem comigo. E nem vou a baladas ou boates gays. Vocês NUNCA me verão carregando “a-bandeira’do-arco-íris” na minha timeline, pois jamais eu me sentiria a vontade. 

Para mim a vida pessoal é uma coisa (e a vida ÍNTIMA... É OUTRA). E nunca faria propaganda daquilo que não o seria!...

Eu NUNCA tive um “namorado”. Talvez um ou outro ‘affair’. Mas NADA sério. Vejo sim muito INTERESSE ou ATRAÇÃO FÍSICA. Eu assumo que sou gordo (nunca tive vontade em “fechar a boca”), mas não sinto atração por gordos (sim, basta eu me olhar no espelho que a máxima “os iguais se repelem e os opostos se atraem”, se torna verdadeira). 

Eu me atraio por homens magros e diferentes de mim. Mas são poucos os que se sentem atraídos por sujeitos como eu. Já tive pessoas que me achavam “um gato”. Mas eu... Me acho um ‘gato’, sim. Só que um gato atropelado por um caminhão sem freio! Se eu fosse “belo”, talvez não ficasse só. O Carnaval parece ser o momento para “rasgar a fantasia” e se entregar ao momento. SÓ QUE NÃO! Vejo hipocrisia, maldade... A mesma coisa que vejo durante todo o ano. Mas – e tão somente nesta época – é que o selo de aprovação da “perversão” é ‘oficial’.

Para muita gente, a máscara de um tipo vale por todo um ano ou mais. NUNCA compactuaria com alguém que precisa “disfarçar-o-que-não-o-é” somente nesta época. Eu não preciso. EU quero sim, um amigo especial. Alguém que possa estar comigo sem “problemas” ou “vergonhas” de qualquer tipo. Mas isso, não existe. Infelizmente, ninguém se importa com um sujeito que sem a capa de um “Rei”, veste o seu manto de “mendigo”, E sim amigos... Eu me humilho por um simples ‘alô’ em grupos ou chats na web. A mentira ‘tem pernas curtas’. Mas a verdade - pelo menos para outros – é que a dita “verdade” não prevalece. E a mentira (assim como a vida) continua!...


Poderá gostar também de:
Postado por Estagiario | (3) Comente aqui!

3 comentários:

  1. Parabéns. A franqueza foi tudo. Gostei.

    ResponderExcluir
  2. Cara, a única coisa que consegui ver nesse seu texto é preconceito. Preconceito seu contra toda uma classe a qual você diz fazer parte, certamente faz parte, pelas suas palavras, mas não aceita. Fique sabendo de uma coisa: você só consegue dizer que é gay numa rede social como essa, só consegue ter suas escapadinhas pra foda com seus "brothers" de vez em quando, claro, sem nenhum envolvimento mais profundo, pois isso é coisa de "viado", você só tem acesso à esse mundo o qual você nega fazer parte, pra se sentir superior, como todos os heteros se sentem em relação aos gays, por conta das portas abertas e escancaradas na base da porrada e do sangue dos boiolas, pintosas, travecos, afeminadinhas, entre outros termos que tipos como você tem horror de se comparar. SÃO ESSES QUE DITAM O QUE VOCÊ PODE FAZER HOJE COM O SEU PAU E O SEU RABO.

    ResponderExcluir
  3. Concordo quando você diz que não precisa levantar bandeira nem nada, e me vi um pouco (muito) em você, só que no meu caso sou esquelético e estou no armário.
    Mas também não posso deixar de considerar o comentário do AnPs!
    Abraço, fique em paz.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...