Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Partidos pressionam pela união gay na Alemanha.


Casamento gay na Alemanha enfrenta barreiras da primeira-ministra Angela Merkel

Membros do Partido Social Democrata (SPD), afiliados juniores na coalizão governista da chanceler Angela Merkel, disseram, no domingo, 05, que lançariam uma nova ação para legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo na Alemanha

Segundo a Agência Reuters, o líder da facção parlamentar do SPD, Thomas Opperman falou à revista Der Spiegel (a principal do país), que seu partido vai discutir a questão na próxima reunião da coalizão de centro-esquerda com o Partido Verde.

A questão ajudaria o SPD a se diferenciar dos conservadores da primeira-ministra Angela Merkel, enquanto os inquietos parceiros de coalizão aceleram a campanha antes das eleições nacionais em 24 de setembro.

A Alemanha, hoje, é um dos únicos países da Europa Ocidental que não legalizou o casamento gay. Por lá vigora a união civil.

PELA 1ª VEZ: Paternidade a casal gay é autorizada na Itália.


Decisão foi inédita na Itália. Foto ilustrativa

Pela primeira vez um casal gay conseguiu autorização para reconhecer uma criança como sua filha na Itália.

A decisão da Corte de Apelação de Trento, no Norte do país, foi considerada histórica pelos ativistas LGBT locais.

Segundo a Agência Ansa, o tribunal reconheceu no último dia 23 o certificado de nascimento dos gêmeos nascidos nos Estados Unidos no qual o nome dos dois homens aparecem como os pais.

Eslovênia legaliza união gay, mas barra adoção.


Luta por direitos iguais de LGBT no país báltico continua

A Europa fica cada vez mais arco-íris. A Eslovênia legalizou a união entre pessoas do mesmo sexo, na sexta-feira, 24, mas barrou a adoção por esses casais.

A lei já havia sido aprovada há 10 meses após um referendo realizado em dezembro de 2015. Além da adoção, a luta agora também será pelo direito à inseminação artificial, que por enquanto é vetado aos casais de gays e lésbicas.

Prêmio de educação à diversidade sexual será entregue em Curitiba.


Prêmio prestará homenagem a 11 iniciativas e noite também celebrará os 25 anos do Grupo Dignidade

No próximo dia 17, às 19h, o Instituto Brasileiro de Diversidade Sexual (IBDSEX), em parceria com o Grupo Dignidade e outras organizações, entregará o Prêmio Educando para o Respeito à Diversidade.

Em sua terceira edição, o prêmio selecionou 11 iniciativas para serem homenageadas. O evento também celebra os 25 anos do Dignidade, primeira ONG LGBTI do Paraná.

As iniciativas homenageadas serão:

- A princesa e a Costureira (publicação); Janaína Leslão; Guarujá-SP
- Entre Migalhas e Direitos (publicação); Fabrício Marcelo Vijales; Nova Hamburgo-RS
- Festival das Diversidades do Coletivo LGBT Prisma UFABC; Coletivo LGBT Prisma da Universidade – Federal do ABC; São Bernardo do Campo e Santo André-SP
- Histórias de Maria: Escola (publicação); Paula Regina Costa Ribeiro, Joanalira Magalhães e Juliana Rizza; Rio Grande-RS
- LEDi – Laboratório de Estudos em Educação e Diversidade (projeto pedagógico); Colégio Pedro II; Rio de Janeiro-RJ
- Longe Demais das Capitais: Distâncias e Desigualdades (tese); Eliana Teresinha Quartiero; Porto Alegre-RS
- O preconceito contra diversidade sexual e de gênero em escolas públicas de ensino médio brasileiras (dissertação); Juliana Ledur Stucky; Porto Alegre-RS
- Projeto Literatura e Diversidade Sexual (projeto no ensino médio); Roberto Muniz Dias; Brasília-DF
- Uso do nome social nas escolas do Paraná (política pública); Secretaria de Estado da Educação do Paraná; Curitiba-PR
- Visibilidade Trans / Coisa da Laysa; Laysa Machado; São José dos Pinhais-PR
- Vozes da Igualdade (produção audiovisual); Anis – Instituto de Bioética; Brasília-DF

Também foram concedidas duas menções honrosas:
- Amar é o verbo que rima com Paz (publicação); Ana Carolina Eiras Coelho Soares; Goiânia/GO
- O avanço no reconhecimento legal dos direitos LGBT (estudo); Cristiano Sousa, Jéssica Maranho, Kamila Silva, Simone Adams e Tarcila Garcia; Curitiba-PR

Os/as premiados/as receberão o Troféu Educando para o Respeito à Diversidade Sexual e respectivo certificado, bem como um pin comemorativo.

A comissão que selecionou os homenageados foi composta por David Harrad, presidente do IBDSEX; Profa. Dra. Araci Asinelli da Luz; Prof. Dr. Sérgio Junqueira; Profa. Marise Félix; e Prof. Dr. Toni Reis.

Esta edição do prêmio conta com o apoio das seguintes organizações: Ministério da Educação – Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão; Ministério da Saúde – Departamento de IST, Aids e Hepatites Virais; Secretaria Especial de Direitos Humanos do Ministério da Justiça e Cidadania; Secretaria de Estado da Educação do Paraná; UNAIDS – Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids; UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura; UNICEF – Fundo das Nações Unidas para a Infância; Organização dos Estados Ibero-Americanos; Conselho Federal de Serviço Social; Universidade Federal do Paraná; Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Paraná; Gilead Sciences Farmacêutica do Brasil Ltda.; ABGLT – Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais; Aliança Nacional LGBTI; Centro Paranaense da Cidadania; Todo Mejora (Chile); GayLatino.

O prêmio foi idealizado pela GALE – Aliança Global para Educação LGBT, uma comunidade internacional de aprendizagem para educadores/as que visa promover a inclusão plena de pessoas que são prejudicadas por causa de sua orientação sexual ou identidade de gênero, identificando, aprimorando e compartilhando conhecimentos especializados na área da educação.

O evento será realizado na Sociedade Thalia (Rua Comendador Araújo, 338, Centro, Curitiba).

BELÉM: Casal gay é encontrado morto em casa.


Vítimas tinham sinais de balas no corpo

Um casal homossexual foi encontrado morto dentro de casa na manhã do sábado, 04, no bairro do Telégrafo, em Belém. Os vizinhos identificaram o casal pelos primeiros nomes – João Paulo e Márcio.

Segundo o G1, uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) identificou marcas de disparos de armas de fogo nos dois. O caso será investigado pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil.

Curitibano falece depois de ser encontrado desacordado no Rio de Janeiro.




O Domingo de Carnaval no Rio de Janeiro foi o último dia de festa para Ruan Kaike dos Santos, de 22 anos, nascido em Campina da Lagoa, Norte do Paraná. Ele se considerava curitibano, onde passou a adolescência em São José dos Pinhais e Curitiba, antes de se mudar para Campinas com a família. O jovem estudante de Arquitetura e mantinha um blog sobre moda, uma de suas paixões. Sua última postagem foi uma foto tirada em um bloco na sexta, em Santa Cecília. Ele foi encontrado desacordado, sem roupas, no sábado, dia 26, no Posto 2, na Praia de Copacabana, e as autoridades cariocas, em pleno Carnaval, se apressaram para dizer que sua morte foi provocada por afogamento.

Ruan, que usava o nome de Kaique Favarão nas redes sociais, veio a óbito na terça-feira, dia 28, no Hospital Miguel Couto. Seu corpo foi levado para Campinas onde foi enterrado. Ele passou o último Réveillon em Santa Catarina e era descrito pelos amigos como uma pessoa alegre e alto astral. Para a Lado A, a família comentou que várias testemunhas foram ouvidas mas que não houve relato e nem indícios de que ele havia sofrido qualquer violência. Uma testemunha teria dito que ele foi assaltado.

Na internet, amigos afirmam que ele pode ter sido vítima de um latrocínio ou mesmo de homofobia. Apesar dos primeiros laudos afirmarem que a vítima não apresentava sinais de violência, a região é conhecida por abrigar uma base militar e uma área de pegação em um bosque, onde já foram registrados muitos casos de homofobia. 

O programa Rio sem Homofobia chegou a classificar a morte como homofobia mas reiterou o laudo da polícia. “A vítima foi encontrada inconsciente, com hematomas e sem roupa, na manhã de domingo próximo ao Posto 2 da Praia de Copacabana e morreu no hospital. Ele estava na cidade com amigos e o namorado”, chegou a afirmar o programa carioca.

A 12ª DP (Copacabana) seguirá investigando o caso, apesar de um laudo preliminar afirmar que ele foi vítima de afogamento.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (1) Comente aqui!

Um comentário:

  1. E AKI NO BRASIL, KEREM FAZER A CURA GAY, Q COISA D IDIOTA !!!
    POIS EU Ñ KERO SER CURADO, POIS EU TENHO NAMOADO FIXO, ELE ME COME SEMPRE QUASE TODOS OS DIAS DOU O CUZINHO P ELE !!!
    E QUANDO ELE VEM ME VISITAR EU DOU P ELE, D MANÃ, TARDE E NOITE E MUITAS VEZES ELE DORME CMG D MADRUGAMA E TB ME COMENDO !!!
    AGR POR EU SER GAY, UMA BICHINHA Q AMA DAR O CU CURA P Q, SE DAR O CU É O MEU SONHO D CONSUMO E EU TÔ MUITOSSOMO BEM, COM O HOMEM Q AMO ?!?!?!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...