Slide 1 Slide 2 Slide 3

CONFISSÕES DO DIVÃ








Os textos apresentados nesta seção buscarão ilustrar situações, angústias, problemas e experiências vivenciadas por alguns homens gays. Não existem experiências universais, comuns a todos os homens gays, cada um de nós é constituído e atravessado por diversas características que tornam a sua experiência única.  Nossa principal ideia aqui é pensar em possibilidades de enfrentamento para as questões aqui representadas, que em menor ou maior grau podem ser semelhantes com alguma das histórias vivenciadas por você. Essas histórias não são uma representação literal de histórias reais e sim textos fictícios.

O Dr. Alexandre é formado em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atua como psicólogo clínico no Espaço Recontar na região de São José / SC. Fundamenta seu trabalho pelos princípios da Psicologia Sistêmica. Compreender os fenômenos psicológicos sistemicamente significa, literalmente, “colocá-los” dentro de seu contexto, estabelecendo a natureza das suas relações.

Você pode fazer perguntas e sugerir temas que nosso psicólogo responderá com todo prazer.
Bem, vamos ao tema de hoje:

O uso excessivo do computador pode prejudicar a relação?

Alexandre de Souza Amorim, Psicólogo
alexandresouza.psicologo@gmail.com

 

Meu namorado passa muito tempo no computador. Estamos namorando há três anos e morando juntos há dois meses. E só agora me dei conta do quanto ele é viciado (acho quer é isso) no uso do computador. Ele chega à nossa casa, não come, não toma banho, vai direto para o PC. Depois de algumas horas faz as “obrigações” (Banho, comer, etc) e volta para o computador. Muitas vezes vou dormir sozinho e extremamente angustiado, quando ele vai para a cama continua “conectado” por meio do celular. Já tentei conversar com ele e nada resolve. Ele não percebe e ainda diz que eu sou chato, grudento, implicante, etc. Estou bem chateado, e queria saber se o uso excessivo do computador pode prejudicar a relação?
Pierre, 22 anos

           
Olá Pierre! Vou partir do pressuposto que sabemos dos inúmeros avanços e benefícios proporcionados pelo desenvolvimento das tecnologias atuais e dos seus “pontos positivos”, e focar esse texto no que há de desfavorável no uso excessivo dessas tecnologias.

Sim, o uso excessivo do computador ou do celular pode ser muito prejudicial para uma relação. Assim como outros comportamentos quando compulsivos podem minar a relação, ex: Compulsões com o uso de drogas, jogos de azar, trabalho e compras.

Em geral identificamos uma pessoa que uso em excesso, no caso, o computador (ou o celular) quando ela passa a relegar qualquer outra atividade para passar horas em frente à tela, fazendo seja lá o que for, jogando, conversando com outros internautas, navegando na internet, etc. Os motivos podem ser muitos, e seria preciso mais detalhes pra identificá-los.

Um grande problema, e que você já percebeu, é que o mais comum é que os usuários compulsivos não se reconhecem nessa condição. Mesmo diante dos fatos, como abrir mão de comer, da higiene pessoal ou das horas de sono para ficar mais tempo conectado.

Entendo que você fique muito chateado ao ver seu companheiro gastando as horas em frente ao computador quando poderia estar desfrutando da relação de vocês. E de fato parece que há algo fora de ordem e infelizmente às novas tecnologias criam vícios difíceis de romper.

A sugestão é manter o dialogo, falar sobre como você se sente, ouvir seu namorado e tentar um acordo que potencialize o sucesso da relação. Se ambos estiverem de acordo, uma boa combinação pode ser limitar o uso dessas tecnologias. Vocês podem tentar restringir um horário de uso que não tome todo o tempo livre do casal e criar mais momentos que permitam que vocês possam se dedicar juntos ao relacionamento.




Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...