Slide 1 Slide 2 Slide 3

FOFOCAS DE CELEBRIDADES - GOSSIPS

Ways to Be Wicked é o primeiro single de Descendentes 2.


Dove Cameron, Sofia Carson, Cameron Boyce e Booboo Stewart cantam sobre como é bom ser mal na nova música

Prepare-se para se viciar em mais uma música! Neste sábado (14), o Disney Channel revelou o primeiro single de seu próximo filme, Descendentes 2! Ways to Be Wicked é cantada por Mal (Dove Cameron), Evie (Sofia Carson), Carlos (Cameron Boyce) e Jay (Booboo Stewart) e fala sobre como é bom ser do mal. Hahaha.



Em Descendentes 2, o quarteto será desafiado pelos filhos de Úrsula, Capitão Gancho e Gaston. Que doidera, né? O filme deve chegar ao Disney Channel em agosto deste ano.

Lorde mostra a inédita Homemade Dynamite no Coachella.



Como já era de se esperar, o show de Lorde no Coachella trouxe novidades aos fãs e uma delas foi a inédita Homemade Dynamite, mais uma canção que estará no segundo álbum de estúdio da cantora, Melodrama, que será lançado no dia 16 de junho.

Na véspera da apresentação, Lorde já havia mostrado durante um show intimista outras duas canções novas, Sober e Melodrama.



Justin Bieber canta em espanhol em nova música e estamos morrendo.



A voz do Justin Bieber já é maravilhosa em inglês mas, incrivelmente, ela conseguiu ficar ainda mais linda em espanhol. Antes a gente só podia imaginar, mas agora temos prova concretas desse fato.

Nesta segunda-feira (17/04), os cantores latinos Luis Fonsi e Daddy Yankee lançaram uma versão remix da sua música Despacito com os vocais do Biebs e é lindo demais. Dá o play:



Luke Evans, que faz o Gaston, é gay e não acha que isso prejudica sua carreira.


Resultado de imagem para Luke Evans, que faz o Gaston, é gay e não acha que isso prejudica sua carreira

Não sei se vocês sabem, mas Luke Evans, o ator que deu vida ao vilão Gaston em “A Bela e a Fera” e também ao Apolo em “Fúria de Titãs”, é gay assumido.

Falando sobre isso em entrevista recente à revista Jackal Magazine, ele afirmou que não acredita que isso prejudique sua carreira, ao contrário da crença de muitos outros atores que preferem continuar a viver no armário ainda nos dias de hoje.

“Talento e sucesso é uma coisa. Sua vida pessoal é outra. Não vejo como uma coisa deve interferir na outra”, disse o ator. Ainda sobre sua sexualidade, ele disse nunca ter sido um grande problema, tendo saído do armário já aos 15 anos de idade para conhecidos.

“Eu nem seria ator se tivesse medo que minha vida pessoal prejudicasse meu profissional”, disse ele, ainda que assuma preferir manter um estilo de vida bastante reservado: “Tento manter minha vida particular sendo particular. Como ator acho importante termos essa separação, também pra proteger as pessoas que fazem parte da nossa vida. É a nossa escolha, não a delas”.

Curiosamente, Luke Evans faz o Gaston em A Bela e a Fera, o primeiro filme da Disney a trazer um personagem assumidamente gay, justamente o melhor amigo de Gaston, seu puxa-saco, Lefou. Mesmo sofrendo ameaça de boicote por parte de religiosos e políticos conservadores de todo mundo, que ficaram furiosos com a iniciativa da Disney de incluir e mostrar diversidade em sua nova obra, o filme bateu recordes e foi um grande sucesso de público e bilheteria.

Shannon Purser, atriz de Stranger Things, fala sobre sua sexualidade.


Shannon Purser deu conselhos aos seguidores no Twitter.


A atriz Shannon Purser, que interpretou a personagem Barb na série “Stranger Things”, é muita ativa em sua conta no Twitter e, desta vez, usou sua rede social para desabafar sobre suas angústias com relação a sua sexualidade.

"Sentir-se confortável com sua sexualidade é um processo. Vai ficar tudo bem. Eu gostaria de ter sabido disso antes", escreveu.

Shannon seguiu dando conselhos para fãs que estão passando pelo mesmo processo que ela. "Outro ponto que eu gostaria de saber sobre a sexualidade é que devemos agir com calma. A sexualidade só vai te definir na intensidade que você quiser", disse.

Por fim, a atriz admitiu que sofre de ansiedade e conta que a descoberta de sua sexualidade confrontou com a sua fé. "Eu sei o que é sofrer de ansiedade enquanto descobre sua própria sexualidade. Foi bem difícil, especialmente quando trago o assunto para minha crenças e fé. É assustador", escreveu.

Robert Pattinson diz que faria spin-off de Crepúsculo.



Acredite, isso não é uma armadilha! Robert Pattinson deu uma entrevista ao Yahoo para divulgar seu novo filme, Z – A Cidade Perdida, e acabou confessando que gostaria de voltar a interpretar Edward Cullen!




O assunto veio a tona quando o repórter Kevin Polowy perguntou o que o ator pensava sobre os boatos de uma regravação de Crepúsculo. “Vou ganhar meu próprio spin-off?”, brincou Robert.

Então o jornalista quis saber se o ator toparia dar vida ao vampiro mais uma vez e ele respondeu: “Sempre tive uma curiosidade. Eu gosto da ideia de subverter as expectativas das pessoas em coisas que tenham uma grande audiência. Então poderíamos fazer algo meio radical. Seria divertido”, disse.

Unicorns Futebol Clube, time gay de São Paulo, completa dois anos.



Em 2015, um grupo de amigos gays que gostava de futebol, mas se sentia de certa forma intimidado ao jogar com heterossexuais, decidiu criar um time destinado exclusivamente para homens gays que gostam de se divertir jogando futebol, independente do nível de talento. Assim foi fundado o Unicorns Futebol Clube na Zona Sul de São Paulo, em Ipiranga. O time já está completando dois anos e sempre recebe pessoas novas. 
 
Ao total, são cerca de 50 integrantes que participam dos treinos e jogos. Os participantes relatam que já tentaram jogar um amistoso contra outro time de futebol formado por heterossexuais, mas que não deu certo. Segundo o fundador do time, o advogado Filipe Marquezin, a rivalidade era muito grande, o que tornava o jogo agressivo demais. 
 
A regra do time é diversão, qualquer pessoa pode entrar, independente do porte físico e nível de habilidade com o futebol. Os unicórnios, como são chamados, gostam de comemorar os gols de forma diferenciada, gritando um “arrasou, viado” ou até soltando uma dancinha extravagante. Beijos e abraços também rolam soltos durante as partidas. 
 
Além do time, há o fã clube, chamado de “bearleaders”, uma analogia entre cheerleaders e bears, ou ursos em inglês, como são chamados os homens grandes e parrudos. A iniciativa está rendendo frutos e contato com outros times gays da América Latina já começou a ser feito. O grupo começou a sonhar em criar uma Copa Gay América. A única regra é: “não falar mal da Madonna”.

Em Curitiba, um grupo de amigos gays mantém um time de futebol no Bigorrilho mas sem muito alarde.

Miguel Falabella comenta boatos de que teria HIV: “Foi horrível”.



Em entrevista ao jornal “Folha de S.Paulo”, Miguel Falabella relembrou o sofrimento que passou quando foi vítima de um boato de que havia contraído o vírus HIV no final dos anos 80, propagado por uma manchete sensacionalista da extinta revista “Amiga”.

“As pessoas me mataram de AIDS. Eu entrei em uma loja uma vez e a loja ficou vazia, todo mundo saiu”, desabafou o ator. Miguel lembra que na época até fez um exame para desmentir a publicação. “Na época isso pra mim foi horrível, imagina a minha avó, a minha família, os amigos que se preocupavam… A minha vida ficou um inferno, eu fiquei um mês trancado dentro de casa”, revelou.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...