Slide 1 Slide 2 Slide 3

Frustração na sala de bate papo V


Para muita gente, a máscara de um tipo vale por todo um ano ou mais. NUNCA compactuaria com alguém que precisa “disfarçar-o-que-não-o-é” somente uma única vez. EU quero sim, um amigo especial. Alguém que possa estar comigo sem “problemas” ou “vergonhas” de qualquer tipo. Mas isso, não existe. 

Eu me humilho por um simples ‘alô’ em grupos ou chats na web. A mentira ‘tem pernas curtas’. Mas a verdade - pelo menos para outros – é que a dita “verdade” não prevalece. E a mentira (assim como a vida) continua!...

Prosseguindo no meu relato: Dias atrás, entrei em um grupo no Facebook... Neste grupo, esperava encontrar alguém legal. E – de certa forma – pensei ter encontrado um. Ele dizia morar em São Paulo capital e ter se interessado por mim “pelo meu jeito”. E, foram dias de contatos e conversas por WhatsApp e celular. Era “moh” para cá, “moh” para lá...
Um dia ele me disse que “você é a pessoa mais especial para mim”. E que ele sairia do grupo pois “havia encontrado uma pessoa legal”, OK: Fiz o mesmo também...
Só que... Os contatos foram se dispersando. Ele SEMPRE estava ocupado, e... Sentia eu a falta de um retorno. De um simples “alô”. 



Por livre vontade, volto a este grupo. E vejo um post para que interessados fizessem parte de um grupo no WhatsApp (destro deste grupo no Face). Postei o meu número. E qual não foi a minha surpresa quando – no WhatsApp – a pessoa que dizia “gostar de mim” (e que no dia de hoje sequer falou nada comigo), veio até mim? Mas a mensagem – acredite – não foi das melhores:


- “Te colocaram lá no grupo que você queria? Você mentiu para mim. Disse que havia saído do grupo dos gordinhos”.

Respondi: ‘Não. Você parece não me dar atenção. Não menti. Saí mas voltei’.
Ele retruca:
- “Hoje entro no Face e vi lá a notificação do seu comentário. Tchau, eu não vou me desgastar argumentando. Espero que você encontre o que tanto procura”.
Bem... Minhas observações:
1 ) Eu saí. Mas se ele dizia “gostar” de mim, porque ainda estava neste Grupo?
2 ) Agora uma pessoa não pode ter a liberdade de escrever nada no Face ou de sequer escolher um grupo aonde vá postar algo?...

EU NÃO TOLERO ESSE TIPO DE COISA.

O que fiz? O excluí. Simples assim. Pois – longe de mim ser o “dono da verdade” - este CIÚME DOENTIO mina muito uma amizade (o que dirá um “relacionamento”). E se estou ‘exagerando’, lembrem-se: Foi o ciúme que motivou a morte de uma enteada pela sua madrasta num rumoroso caso policial em São Paulo. E nada - e nem ninguém - justifica este sentimento. 
Vida que segue... Continuo em busca de alguém legal que me curta como eu sou (e possa buscar aquilo que anseio). Sem “ciúmes”, “cobranças” ou o que quer que seja. São coisas como essas que sacramentam muito dos meus pré-jugamentos não sem a devida razão.

Até mais!...
CR
Poderá gostar também de:
Postado por Estagiario | (2) Comente aqui!

2 comentários:

  1. Olá CR tudo bem? Tô na mesma situação que vc, sempre busco amigos, mas pelos apps, aí supostamente encontro, nas primeiras semanas são excelentes conversas, com o passar do tempo o cara some, mas como fazer se já criamos um vínculo? Aí mendigo um Oi, um como vai você. Mas em conversa com minha terapeuta, ela me perguntou, Por que eu não solto esses caras, deixa eles irem, fico arrastando essas correntes?!
    Sabe, larguei todas as correntes, li num texto que recebe pelo whats, que se precisarmos correr atras, buscar um oi e tudo mais, não é para ser.
    Então, não vou arrastar mais essas correntes na minha vida, um dia a amizade chega e se não chegar, vou vivendo bem com o que tenho.
    Te parabenizo por ter logo excluído esse cara, quanto mais tempo levamos para nos soltar é pior.

    ResponderExcluir
  2. Realmente ha pessoas que ainda nao perceberam que esse e um mundo do faz de conta da hipocrisia e mentira.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...