Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Homem recebe desculpas do governo 43 anos após condenação por ser gay.




George Montague recebeu pedido de desculpas após fazer abaixo-assinado online. Carta do governo afirma que a questão é um grande arrependimento

Após 43 anos de uma batalha intensa, George Montague, recebeu uma carta de desculpas do governo do Reino Unido por tê-lo condenado pela sua orientação sexual. Montague foi condenado em 1974 por ter um relacionamento com um homem e lutou desde então para receber oficialmente um pedido de desculpas.

Segundo o portal "PinkNews", o governo perdoou milhares de homossexuais e bissexuais que foram condenados sob leis anti-gay históricas no início deste ano, mas Montague argumentou que eles deveriam receber desculpas porque a anistia "aceita que você era culpado" pela sua orientação sexual.

Montague fez um abaixo-assinado por "um pedido de desculpa antes de morrer", que ele entregou à sede do governo com seu marido, Somchai Pukklai. Pouco depois, veio a resposta. 
Leia também: Igreja deve pedido de desculpa aos gays, diz papa
A carta dizia: "Entenda que oferecemos esse pedido de desculpa completo. O tratamento deles foi totalmente injusto. O que aconteceu com esses homens é uma questão que causa grande arrependimento e deve ser assim para todos nós”. Sorrindo de orelha a orelha, ele disse à BBC Radio 4's World at One: "Isso realmente fez o meu dia feliz. A redação é tão maravilhosa e tão explícita”.

O pedido ocorreu 50 anos depois que a Lei de Ofensas Sexuais despenalizou atos homossexuais privados entre homens com mais de 21 anos na Inglaterra e no País de Gales, em 1967.

A vida de George Montague. 

Montague percebeu que ele era gay aos vinte anos - muito antes da descriminalização da homossexualidade. Como muitos de seus amigos naquele tempo, o homem se casou com uma mulher, aos 37 anos, e eles tiveram três filhos. O casal ficou juntos por mais de 20 anos. "Eu tinha certeza de que minha esposa sabia que era gay quando se casou comigo, mas não falou sobre isso", disse ele. "Ela poderia ter se divorciado de mim, ela poderia ter me denunciado, mas ela não fez isso."

Em suas memórias, ele conta que, em 1974, era um comissário sênior na Associação de Escoteiros, um acampamentos para meninos com deficiência física de seis países no Reino Unido. Ele foi obrigado a renunciar porque foi acusado de ser gay após ter sido denunciado por informantes. “Nascer capaz de se apaixonar apenas por homens te tornava culpado”, ele afirma.

Em 1997, Montague conheceu o seu parceiro, Somchai, em Londres. Eles entraram em uma parceria civil em 2006 e se casaram em 2015. Ao relatar sua alegria nas núpcias, ele afirma: "Eu digo a todos que eu sou o mais feliz e velho homem gay vivo."
Em sua página no Facebook, Montague agradeceu a todos que o ajudaram a receber o pedido de desculpas. "Muito obrigado por todos aqueles milhares que gentilmente assinaram a minha petição. Tudo foi tão bem sucedido quanto possível com o resultado uma completa desculpa do governo".

HISTORIAS DE AMOR GAY





Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...