Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Ator de 'The Walking Dead' e 'The Vampire Diaries' sai do armário publicamente.


Daniel Newman, de 35 anos, também é modelo e músico da banda The Vanderbilts.


O ator, modelo e músico norte-americano Daniel Newman, de 35 anos, usou suas redes sociais para sair do armário publicamente. O galã, famoso por viver, coincidentemente, dois personagens de nome Daniel nas séries The Vampire Diaries e na série hit de zumbis The Walking Dead, fez o desabafo, inclusive, em um vídeo no YouTube.

"Estou fora do armário e orgulhoso. #LGBT. Amo vocês, gente. Sinta orgulho de ser você mesmo. Nós precisamos que todos sejam o que são!", escreveu ele em seu Twitter. Depois, falou sobre o fato de ser gay em um vídeo de pouco mais de seis minutos.

"Isso me atingiu como um soco. Foi como se alguém tivesse acabado comigo", disse ele, que foi abordado por uma mulher sem-teto em um centro de apoio à comunidade LGBT. Segundo ele, ela o agredeceu pelo apoio "apesar de ser heterossexual". Ele, então, a corrigiu e assumiu que era homossexual.

"Eu percebi o quão importante isso é atualmente e na minha idade. As pessoas precisam saber quem você é. Quando você conquista coisas maravilhosas e esconde quem você é, você está ferindo centenas de milhões de pessoas", completou ele, referindo-se aos dois programas de grande sucesso na TV.

"Ficando em silêncio, estamos, em parte, sendo culpados por jovens gays que apanham e são ridicularizados, com estereótipos e estigmas. Cresci em uma família irlandesa católica, em uma fazenda no sul da Geórgia, e nem era homofobia. Era manter sua vida em privacidade. E fui sempre assim. Mas, agora, não é mais hora de mantê-la escondida", finalizou Newman, explicando sua exposição em duas séries de grande público na telinha.

Assista ao vídeo abaixo:



Aos 90 anos, veterano da Segunda Guerra se assume transexual e muda de vida.




Patricia Davies é uma veterana da II Guerra Mundial, mas só foi reconhecida pelo sexo feminino aos 90 anos de idade, quando decidiu passar pela transição de gênero. O antigo soldado sempre soube que no seu interior era uma mulher, mas nunca pode viver como tal por conta do medo de sofrer represálias da sociedade.

“Soube desde os meus três anos, altura em que conheci uma menina chamada Patricia e senti que queria ser como ela”, disse, em entrevista ao jornal Daily Mail.

O veterano de guerra, que antes era chamado de Peter, foi casado durante 63 anos e em 1987 contou o que sentia à sua mulher, mas esta não o julgou e inclusive chegou a oferecer-lhe joias e vestidos para que o marido se sentisse melhor, pelo menos em casa.

Patricia vive numa aldeia em Leicestershire e a maior parte dos vizinhos aceitou esta mudança, dando apoio e ajudando. “Foi um peso que saiu de cima dos meus ombros. Eu estava a viver uma mentira”, recorda a idosa.



Casal de lésbicas vai até a Nova Zelândia se casar, e avô de uma delas morre.


O casal de lésbicas estava celebrando o casamento quando o avô de uma delas faleceu na Austrália

Entretanto,  o dia que tinha tudo para ser feliz virou uma tragédia: o avô de Phoebe, que não pôde fazer a viagem, morreu enquanto o casal de lésbicas celebrava o casamento. De acordo com o site "Daily Mail", elas nem chegaram a ir para a lua-de-mel porque precisaram voltar para a casa a tempo de ir ao enterro do avô.

Casamento legal.

Como a Austrália ainda não mudou a lei sobre casamentos entre pessoas do mesmo sexo, muitos casais estão sendo forçados a viajar para o exterior como alternativa. “Escolhemos a Nova Zelândia porque era o país mais próximo que tinha cerimônias legais de casamento entre pessoas do mesmo sexo", disse Charity. “Foi incrível a quantidade de apoio que recebemos, mas casar no exterior significava que meus avós idosos não poderiam ir”.

A história das duas amadas comoveu muita gente pelo país após elas participarem de um programa de TV. Amigos e outros moradores passaram a entrar em contato com políticos pedindo a liberação do casamento entre pessoas do mesmo sexo, além de iniciarem uma campanha a favor da medida.

Charity e Phoebe na TV.

O casal, que apareceu no programa Bride and Prejudice (Noiva e Preconceito), organizou seu casamento em apenas seis semanas. "Inicialmente, nos disseram que seria uma série documental sobre relações diversas", afirmou Charity. "E mesmo que isso obrigasse a tornar nossa vida privada em pública para mostrar algumas das lutas que um casal do mesmo sexo pode ter quando o tema do casamento é abordado, nós só queriamos continuar o diálogo.”

Charity explica que elas pretendiam mostrar que eram um casal de lésbicas normal, assim como qualquer outro casal heterossexual, nada estereotipado.  Além disso, as duas queriam incentiver outros casais homossexuais a “procurar apoio e encorajamento".

Trilha Sonora: Tom Goss - "Son of a Preacher Man"





Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...