Slide 1 Slide 2 Slide 3

CONFISSÕES DO DIVÃ






Os textos apresentados nesta seção buscarão ilustrar situações, angústias, problemas e experiências vivenciadas por alguns homens gays. Não existem experiências universais, comuns a todos os homens gays, cada um de nós é constituído e atravessado por diversas características que tornam a sua experiência única.  Nossa principal ideia aqui é pensar em possibilidades de enfrentamento para as questões aqui representadas, que em menor ou maior grau podem ser semelhantes com alguma das histórias vivenciadas por você. Essas histórias não são uma representação literal de histórias reais e sim textos fictícios.

O Dr. Alexandre é formado em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atua como psicólogo clínico no Espaço Recontar na região de São José / SC. Fundamenta seu trabalho pelos princípios da Psicologia Sistêmica. Compreender os fenômenos psicológicos sistemicamente significa, literalmente, “colocá-los” dentro de seu contexto, estabelecendo a natureza das suas relações.

Você pode fazer perguntas e sugerir temas que nosso psicólogo responderá com todo prazer.

Bem, vamos ao tema de hoje:

Estou em cima do muro: Homem ou mulher?

Alexandre de Souza Amorim, Psicólogo
alexandresouza.psicologo@gmail.com





Bom dia Dr., é com muita ansiedade que lhe escrevo este e-mail. Quero lhe pedir ajuda, não sei o que fazer com certas situações. Durante minha infância sempre brinquei como garoto, mas como minha irmã era maior que eu, brinquei também de boneca, escondido dos meus pais, pois sabia que era brinquedo de menina. Quando entrei na adolescência notei que alguns amigos meus sempre viam o órgão genital um do outro, no meu pensamento também queria ver, mas nada acontecia, por volta de 13 anos comecei a descobrir a masturbação. Fiquei viciado, praticava até quatro vezes ao dia. Notei minha atração por homens, mas depois de alguns anos comecei a gostar e me apaixonar por meninas, mas sempre platonicamente. Os anos passaram e me apaixonei por outras meninas mas sempre naquele “sistema”, mas a atração por homens ainda acontecia. Depois com dezoito anos de idade conheci um homem que me dá prazer até hoje, essa relação não é de “namorados” só mesmo prazer, meus pensamentos sexuais sempre se misturavam, um tempo gostava mais de homens, outros de mulher. Atualmente minha atração por mulher vem aumentando, mesmo eu tendo prazer com o mesmo homem que falei. Acho que preciso de ajuda para me posicionar, qual a meta seguir, escolho homem e mulher? Essa confusão está na minha cabeça e fico chateado por viver em cima do muro.

Flávio, 23 anos

           
Olá Flávio, tudo bem?

Começo com outra pergunta: Você precisa escolher?          

Veja bem, a confusão em geral nos é imposta. Imposta quase sempre pela sociedade, e como nem você e nem eu fomos criados em Marte, imposta por nós mesmos também. O que quero dizer, é que a sexualidade ainda hoje é tratada com muita rigidez e nossos desejos são reprimidos quando não condizem com o que ditam para nós como sendo o "comum" ou "normal".

O nosso foco deve ser pensar porque essa instabilidade do seu desejo te incomoda? E se incomoda ao ponto de te fazer sofrer?

Psicológicamente não há nada demais ou de "errado" em hora sentir atração por mulheres e hora sentir atração por homens. Temos até uma categoria identitária para isso, que certamente você conhece: Os bissexuais.

A sexualidade pode ser fluida, mesmo que algumas pessoas consigam manter seu desejo fixo em homens ou mulheres.

Os bissexuais, por exemplo, transitam o seu desejo sem se preocupar com isso.

Minha sugestão, é que não fique tão preocupado por estar em cima do muro. Relaxe e aproveite os privilégios desse local. Curta o seu desejo seja qual ele for, por homens, mulheres, trans, travestis, etc. E não fique tão preocupado se ele alterna toda hora, isso também tem seu lado positivo: Você torna-se aberto para amar pessoas, independente do sexo.

Porém, se isso estiver te causando algum tipo de sofrimento real, dê mais atenção para isso e procure por ajuda especializada. Combinados?

Forte abraço!


Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...