Slide 1 Slide 2 Slide 3

DICAS DE SAÚDE


CÂNCER DE PELE

Dr. Walter Pinheiro
Dermatologia e Cosmiatria


 


No topo dos tipos de câncer mais frequentes nos brasileiros, segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, o câncer de pele representa inúmeros perigos, podendo levar à morte. Seu risco e vulnerabilidade de ocorrência se dá pelo simples fato de apresentarmos rotineiro contato com os raios solares sem as devidas precauções e pela incidência dos mesmos tornar-se acumulativa em nossa pele durante toda a vida.

Para se entender melhor o problema é necessário a compreensão de sua origem. Tudo começa com o contato direto com os raios ultravioleta, presentes em cabines de bronzeamento artificial e, principalmente, nos raios solares, que temos contato diariamente. Com o passar do tempo, o acúmulo desse raios é responsável por alterações nas células da pele.

Cientificamente falando, o Câncer de pele é caracterizado pelo aumento excessivo de células cutâneas anormais que, se não forem impedidas de propagação, chegam a atingir toda a pele e até mesmo outros órgãos e tecidos do corpo. Basicamente, existem três tipos de Câncer de pele: o carcinoma basocelular, o carcinoma espinocelular e o melanoma.


 

 Carcinoma basocelular


O carcinoma basocelular, com características mais básicas de aumento de células cutâneas anormais, é o tipo mais comum. Já o espinocelular se refere as alterações das células da epiderme. Tipo mais raro, porém mais perigoso, o melanoma ocorre nos melanócitos, as células que produzem o pigmento da pele. É o principal responsável pelas mortes relacionadas a doenças de pele.


 

Cacinoma espinocelular


 
 Melanoma

Pessoas com a pele, olhos e cabelos mais claros são mais vulneráveis ao desenvolvimento do câncer de pele, não excluindo o risco de ocorrência em pessoas de características opostas (pele, olhos e cabelos escuros). Pessoas acima de 40 anos ou com ocorrência de casos de câncer de pele na família também representam grupos de perigo. Mesmo representando riscos, o câncer de pele, se diagnosticado primariamente, pode ser tratado, porém, seu melhor tratamento é a prevenção.

Reduzir a exposição solar é sempre o melhor caminho a se seguir. Porém, como a exposição é inevitável, alguns cuidados são essenciais:
-       Evitar exposição ao Sol das 10h as 16h;
-       Usar protetor solar com fator de proteção solar (FPS) de no mínimo 30, mesmo no inverno;
-       Proteger a pele com chapéus, bonés e roupas com mangas.

Lesões, pintas, sinais ou qualquer outra alteração suspeita na pele devem ser imediatamente examinadas por um dermatologista. Características como assimetria, coloração e diâmetro devem ser observadas. O câncer de pele apresenta suas primeiras características de diversas maneiras, portanto, o cuidado com a pele é primordial.



Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...