Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

13 razões para desistir das bees “sem noção”.



O Ministério do humor adverte: esse é um texto com altas doses de sarcasmo. Tirem as crianças da sala e qualquer semelhança não é mera coincidência - é intencional “meixmo” (deboche com sotaque carioca). Acontece comigo, acontece com você.

Abaixo, segue um pequeno repertório de características e atitudes das bees que são capazes de tudo só para saírem bem na fita e, no final das contas, acabam cag*ndo na própria cabeça. Não há nada de suspense nessa trama: elas se arruínam e a gente só assiste. 

**********

1 - Amor à primeira pista: paixão de balada é a maior furada. Ponto. Na Terra do Nunca muita gente leva a sério a felicidade do comprimidinho colorido. Então você atravessa o portal, se conecta com uma pessoa, tem momentos incríveis que duram pouco mais de duas horas (sendo bastante otimista) até que ela resolve mandar um “vou ali no banheiro e já volto”. FIM. 

2 - Bees religiosamente intriguentas: a pessoa bebe até cair e fala mal do maconheiro; o maconheiro fuma até esquecer o nome da mãe e fala de quem cheira; o cheirador quase bate as botas de tanto entupir o nariz de farinha e fala mal do evangélico; que fala mal de quem bebe. Estão todos enxugando gelo. Papai do céu vai ficar muito feliz quando cada um cuidar da própria vida.

3 - É veneno para bombar o corpo, veneno para curtir a onda na night, veneno para deixar o negócio de pé por horas, veneno para pregar os olhos e dormir. As pessoas estão envenenadas e no supermercado passam horas lendo rótulos para evitar gorduras Trans.

4 – A pessoa brotou do nada, ganhou um pouquinho de dinheiro, foi para a Zona Sul, deu um tapinha no visual, fez um ciclo de esteroides extraordinário, faz crossfit todos os dias, comida orgânica e ainda assim não é nota dez: 7,5. Pra piorar, essa criatura tem a audácia de sair discriminando e rotulando indivíduos que frequentam o mesmo espaço que ela. Se acha superior, só dá vexame, coleciona episódios de gafes pavorosas e fala aos berros: educação praticamente suíça, nota 0.

5 - Acabou aquele alvoroço de gringo dando apartamento, ator global distribuindo carro a torto e a direito. Quem deu o golpe já deu, quem ainda não conseguiu segue acreditando que foto sem roupa no Instagram será suficiente para ser modelo da empresa MODELO e poder atrair grandes investimentos. 

6 – Ilusão de ótica: fila, empurra-empurra, ser tratado como gado, e ainda acreditar que é VIP na buatchy.

7 - As pessoas te amam até não precisarem mais de você. Até aí tudo bem, não há nada de novo, mas fazer macumba on line, arquitetar vingancinhas medíocres, promover fofocas de boteco... é sinal de que a palavra gratidão anda com cheiro de mofo.

8- Indireta em rede social é uma das atitudes mais grotescas e covardes, vem das cavernas. A pessoa acha que está causando e está apenas expondo, ainda mais, a sua fragilidade. Que tal procurar o coleguinha inbox e dizer diretamente que você morre de inveja dele, que ele te incomoda e que você não consegue ser feliz por conta própria? De repente ele poderá ser útil. Estejamos cientes de que, na maioria das vezes, o alvo das indiretas nunca lê a mensagem e tudo o que nos resta é um mal-estar entre pessoas do nosso convívio que não têm nada a ver com a história.

9 - Beleza não abre apenas portas, mas pernas. Esse “pica das galáxias” é tão sem noção que sai por aí vomitando um monte de asneiras contando vantagens quando na verdade todas as conquistas que ele obteve estão relacionadas ao sexo e, como se não bastasse, ainda tem a ousadia de julgar os garotos de programa. 

10 – A gata garota tem um corpinho sarado e acha que não precisa saber quanto é 7X8? Precisa sim e precisa também aprender a escrever em português para que todos possam entender o seu barraco no Facebook. Está se queimando e, até onde sabemos, até queimadura tem segundo grau. 

11 -  A bee vai morar no exterior e fica se achando o último biscoito do pacote quando na realidade tem que aguentar gringo enfiando chave de fenda no pinto, colocando fio no traseiro para levar choque, aturando um sexo pra lá de bizarro; tendo que pagar um preço altíssimo só para poder voltar ao Brasil e usar uns óculos PRADA na praia de Ipanema, e não é que o diabo veste PRADA? That’s all.

12 - Um minuto de silêncio em prol das bees que Julgam o relacionamento alheio para compensar o fato de estarem sempre solteiras e sozinhas, por livre espontânea vontade – dos outros.

13 - Todo mundo sente atração pelo perigo, mas desde que o perigo não exista: ‘Amigo, a colocação ainda não bateu, será que tomo mais uma dose?’ Dependendo da quantidade de drogas que a pessoa ingere ela pode se sentir num paraíso gozando da felicidade plena, O-U, pode partir dessa para uma pior ...

‘...chegando no céu a bee diz: puxa, mas ninguém me avisou. 
Avisou sim, pode descer. ‘

Bruno de Abreu Rangel.

PERGUNTAS & RESPOSTAS


Do que os BISSEXUAIS realmente gostam?

 

 
Do que os BI realmente gostam? Pq eles são tão indecisos!?
 
~*~
 
Se colocar no ponto de vista das pessoas é muito fácil para mim quando o assunto é homossexualidade, porque vivo isso 24h por dia. Sou gay e sei muito bem a maioria das coisas que todos passam, porque muitas delas eu passei, passo ou passarei na minha vida. Há uma certa dificuldade em me colocar no papel de um hetero por exemplo, porque nunca fui hetero. Entende???
No caso de bissexuais posso falar um pouco sobre, e ainda relembrar alguns relatos que amigos bissexuais me disseram ou que vi acontecer. Vamos lá.
 
Basicamente bissexuais são pessoas que sentem tesão tanto por pessoas do mesmo sexo, quanto pelo sexo oposto. O que difere é o ‘grau’ de atração que sentem por cada sexo. Há bissexuais que curte mais pessoas do mesmo sexo enquanto outros gostam mais de pessoas do sexo oposto. Alguns curtem os dois sexos da mesma forma, dizem se apaixonar por pessoas e não pelo sexo de cada um, mas esses são minorias.
 
Existe bissexual que se só envolve emocionalmente por pessoas do sexo oposto [paixão/amor/etc], e sente apenas tesão por pessoas do mesmo sexo, ou seja, só gosta de transar mesmo e gozar. Não se envolvem. Muitos desses costuma nem se rotular como bissexuais para ter uma ideia, o que acho um grande erro, mas cada um é cada um.
 
Não os considero indecisos, viu??? Eles são assim, gostam de duas coisas opostas mas que para sua sexualidade os completam. Por isso disse no começo do post que é FÁCIL e DIFÍCIL de te responder sobre isso. Cada caso é um caso.
 
Hum, senti nessa sua pergunta que tem outra pergunta por trás. Tá afim de um bissexual, é isso??? Se for, por favor nos mande outra mensagem.
Beijo.

~*~


Como se aceitar?

 
Como vocês sabem me assumi faz dois meses, minhas duas irmãs me aceitaram de boa, meu pai depois de alguns dias ficou meio depressivo e até chorou falando para minha irmã mais velha que tudo era sua culpa e minha mãe está meio relutante, fica ressaltando toda hora que me ama pelo homem que sou.
 
Pensei que depois que me assumisse os “fantasmas” do auto preconceito que rondaram minha mente durante esses anos desapareceriam, só que ocorreu o oposto, ficaram mais fortes, depois de duas semnas que me assumi entrei numa crise depressiva. Não tinha um dia que não chorasse, ocorreu o mesmo quando me assumi para uma amiga de infância.
 
O fato é que fico me questionando se serei feliz sendo gay,eu sei que não existe um guia que diz:”siga-o e aprenda como se auto aceitar”,mas que dica vocês me dão para me ajudar?Outra duvida,vocês acham possível mudar a posição exercida em uma relação homossexual,pois mesmo sendo virgem creio que sou passivo e com a doença que eu tenho [um problema intestinal] fica fora de cogitação exercer tal função. O que fazer?
 
Beijos
 
Carloz, Via E-mail
 
~*~
 
Antes de responder a sua pergunta eu gostaria que você refletisse sobre outras questões: Como você pode ter se assumido para sua família sem ter se aceitado?
 
Afinal, chegar diante de seus pais e afirmar “Sou gay” é necessário que se tenha certeza daquilo que está se dizendo. Não é como dizer que prefere torta de morango ao invés de pudim de leite. É uma questão que antes de chegar a ter a coragem que você teve, foi preciso uma longa análise pessoal para chegar a esta conclusão. Correto?
 
Pois bem, acredito que você já tenha chegado a esta conclusão. Agora eu lhe pergunto: O que o levou a assumir-se para a família antes mesmo de sentir-se a vontade com o fato de “descobrir-se” gay?
Será que foi uma tentativa desesperada de encontrar um ponto onde apoiar-se para chegar a auto-aceitação? Será que você realmente se sente a vontade com o fato de ser gay? Parece que não!
Estas perguntas são apenas diretrizes para que possamos chegar na raiz do problema. Perante a isto eu lhe faço outra pergunta: Por que não se aceitar?
 
Analise bem o mundo ao seu redor e você perceberá que não tem motivo para isso. Muitas pessoas enfrentam crises intensas de auto-aceitação e muitas delas não estão relacionadas a sexualidade. Infelizmente vivemos numa sociedade que a cada dia cria fórmulas para nos torturar cada vez mais. Mulheres que não se aceitam por se sentirem gordas ou muito magras, homens que não se aceitam.
por serem muito baixos ou muito altos, pessoas que não aceitam por julgar-se pobres ou indignos de qualquer sorte nessa vida. Nos prendemos a valores que nos são impostos pelo mundo exterior, ao invés de buscarmos nosso crescimento de dentro pra fora. Dignidade e amor-próprio são itens fundamentais na formação humana, à partir daí é que criamos e formamos nosso caráter. São nestes pontos que você tem que buscar apoio para seguir em frente.
 
Acreditar que os héteros são mais felizes que os gays, apenas pelo fato de fazerem parte do grupo considerado “normal” é um erro que cometemos. Conhece aquele ditado que diz que “a grama do vizinho é sempre mais verde”? Pois é bem por aí, mas nós não sabemos o trabalho que deu para mantê-la tão “aparentemente” mais verde. Além do mais, o que é normal para uns pode não ser para os outros.
 
Ser diferente dos outros não é motivo de vergonha, creio que seu maior obstáculo em auto aceitar-se seja o medo do que vem pela frente, esteja ciente que as dificuldades que a vida e o mundo nos reserva independem do que fazemos na cama, com homem e/ou mulher, seja como ativo ou passivo.
O primeiro passo para superar isso, e não se desesperar, viver um dia de cada de cada vez, sem desespero. Respire fundo, olhe-se no espelho e você vai perceber o ser humano incrível tem dentro de si, que está louco de vontade de conhecer o mundo que o espera lá fora de braços abertos.
Esteja pronto para este abraço, vá sem medo e jamais se envergonhe do que você é e do que você carrega dentro de si.
 
Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...