Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

Alfabeto na Balada.




Para Pensar por Arthur Virmond de Lacerda Neto

A sou eu;
B namorava Mateus,                      
C, conhecia-o de privança,          
D usava bonete
E usava chapéu,
F andava em cabelo,
G cobria-se com barrete,
H usava pulseiras,
I portava pingente,
J desviou o rosto quando nele reparei,                   
K sorriu-me e acenou-me ao ver-me,                  
L abraçou-me com efusão,                                  
M correspondeu-me ao cumprimento com frieza   
N supreendeu-se ao se me deparar,                      
O esgueirava-se por entre a gente,   
P empurrava a outrem se sem esgueirar,
Q era álacre com todo o povo,                              
R tinha cabelos pintados de escarlate,
S usava belas melenas e banda,
T, dele esquivei-me, 
U supôs-me catarinense,          
V perguntou-me se sou brasileiro,
W surpreendeu-se ao saber-me professor,
X pediu-me cigarro que não tinha eu, por não fumar,
Y enfezou-se comigo quando esbarrei nele, ao me empurrarem,
Z beijou-me, e ainda bem: mais letra não há e se não fora ele, não seria ninguém.     
27 bebeu etílicos,
28 bebeu etílicos demais,
29 bebeu etílicos ainda mais,
30 vomitou,
31 dormiu, alcoolizado,
32 beijou dois em simultâneo,
33 trajava-se excentricamente,
34 bailava,
35 cantava,
36 deitou-me olhares,
37 levava-me olhares,
38 beijou bocalmente 39
39 entregou-se voluptuosamente a 38,
40 era mulher e beijou outra,
41 tinha cabelos nacarados,
42 fingiu desconhecer-me (era curitibano),
43 fitou-me e não me cumprimentou (outro curitibano),
44 ouviu-me frases sedutoras,
45 deixou-se-me seduzir,
46 pediu-me bebida e neguei-lha
47 pediu-me água e dei-lha,
48 pousou a cabeça no meu peito,
49 agregou-me à sua camarilha de amigos, para que me não quedasse só,
50 indagou-me se não bebo etílicos e respondi-lhe que só água,
51 reputou elogiável que senhor da minha idade andasse em balada juvenil,
52 perguntou-me se sou hetero ou homo,
53 indagou-me o mesmo,
54 foi igual ao anterior,
55 inspirou-me o poema “Zeus cristão”,      
56 é-me vizinho e simpático,
57 é-me vizinho e antipático, 
58 engordou,  
59 usava bermudas curtas, em voga, 
60 usava barba,
61 também,
62 também, 
63 também,
64 declarou-se hetero,
65 esbarrou em mim e pediu-me desculpas,
66 fez o mesmo a outrem,
67 era viraga,
68 era efeminado,
69 abraçou-me (e outros também)
 70 encantou-se por mim,  
71 reconheceu-me e, por não saber quem eu era, não me veio  falar,
72, com ele palestrara pelo Facebook e lá o conheci presencialmente, 
73 por pouco não foi residir comigo,  
74 indagou-me a minha idade, 
75 foi-me aluno e não me falou,
76, confundi-o com um amigo,
77 reagiu-me com frieza quando o cumprimentei,
78 esquivou-se de mim por duas vezes,  
79 pareceu-me entristecido e tive-lhe dó, 
80 disse-me que tenho sotaque diferente,
81 inquiriu-me se sou docente,
82 estava duvidoso se era homo ou hetero e esclareci-lhe, 
83 a ele, falei-lhe de antepassados e ele nada percebeu,
84 a ela, disse-lhe quem me odeia e porquê,
85 era introvertida por demais e confirmou-me ser curitibana,
86 a ele, falei-lhe e ignorou-me, pelo que concluí ser curitibano,
87 era futilíssimo e do norte do Paraná,
88 com realismo dizia que, de alguns,“se juntar dois,  não dá um”,  
89 era de Cascavel e amistoso; sobre curitibanos falamos,
90 era igual ao anterior e desejou-me,   
91 era igual aos dois anteriores e desejei-o,
92 era fusco, insinuei-me, ele sorriu-me largamente e foi-me a pérola do dia.
Andava tudo feliz e alegre, com liberdade sem medo. 
Assim folgavamos, assim nos entretinhamos e assim gozavamos a vida em folguedo.

PERGUNTAS & RESPOSTAS




Parece que ele não quer ficar sozinho comigo.


Tenho uma perguntinha para vcs. Conheci um garoto bem legal (interessante e bonito) na balada. Rolou uma pegação básica (ótimo beijo), e descobrimos que somos da mesma universidade, apenas de cursos diferentes, mas temos alguns amigos em comum.

Daí que o convidei pra ir no cinema, mas ele quer que esses amigos (que inclusive estavam na balada) vão também. Juro que não entendi. O bom de programar um encontro não é estar só com a outra pessoa? Me pergunto se isso não tem a ver com idade (já estou quase formando, 22 anos; ele, calouro, deve ter 18) e talvez uma insegurança, sei lá. Vcs já passaram por algo parecido?? Que que vcs acham?

Three is a crowd, Rio de Janeiro

~*~

Olá querido, realmente quando se marca um segundo encontro o que você menos quer é que um grupo de amigos vá juntos.

Um ex-namorado me disse em nosso segundo encontro: Esse é encontro é mais importante que o primeiro, porque será nesse que iremos realmente começar a nos conhecer. Ele tinha razão, porque quando nos conhecemos não conversamos sobre diversos assuntos, que no segundo realmente tocamos. Depois de um tempo começamos a namorar.

Sinceramente não há nenhuma relação com idade, pode apostar. Inclusive, a diferença entre vocês é tão pequena, 4 anos não são nada. Sobre você ser um formando, isso não tem influência nenhuma.

Duas possibilidades:
1 – Ele ficou com você, curtiu mas não se interessou em continuar algo. Foi bom? Foi, mas ele talvez não esteja em uma fase para se prender a ninguém. Como têm amigos em comum, resolveu continuar tudo como uma amizade, o que também é bem válido. Já fiquei com carinhas e depois nos tornamos amigos. Super normal.

2- Ele curtiu muito. Quer tentar algo, porém é tímido demais para sair com você sozinho e resolveu se escorar nos amigos em comum da faculdade para se sentir mais seguro caso fique aquele silêncio. Cabe a você então, deixar o carinha mais sossegado e investir também.

Se você curtiu MESMO o cara, invista nele. Use sua experiência de como se sentiu quando tinha 18 anos e saia com os caras. Se coloque no lugar dele e faça tudo aquilo que achar correto.

Boa Sorte e um grande beijo.

~*~

Ele é bi, me deu bola mas do nada mudou do nada comigo.



Será que é tão dificil assim ficar com um cara bissexual que fica mais com ”minas”!? Conheci um cara super de boa, demostrava discretamente pelo corpo e o jeito, que tinha me curtido, mas na hora que o add no msn foi super seco comigo, e saiu do nada!

Anônimo, via Formspring

~*~

Olá querido, bissexuais são sempre um caso a parte, ainda mais quando eles preferem o sexo oposto, o que sempre nos deixa um pouco frustrados, né??? A maioria dos bissexuais tem preferência por um sexo específico, apesar de sentirem atração pelos dois… Isso as vezes nos deixam loucos, sei o que você passa porque já passei por isso.

Pensando um pouco no que você escreveu, talvez ele tenha simplesmente curtido você, mas não tá afim de ficar com homens no momento. Isso acontece com frequência, portanto relaxe que qualquer hora ele pode surgir das cinzas com um fênix e dar mole pra você. Vai saber??? OU… Ele realmente não te curtiu o suficiente para ficar com você.

Você o encontra pessoalmente sempre??? O que você pode fazer é tentar se aproximar mais dele para saber o que rolou. Claro que DISCRETAMENTE você sente o que ele pensa a seu respeito e mostra um pouco de si para ver se a atração surge mais forte.

Só tome um pouco de cuidado com uma coisa: As vezes ele pode simplesmente ser um conquistador, que gosta das pessoas dando mole para ele. Esse tipo de pessoa tem aos montes por aí, e são a maior furada em nossas vidas.

Invista um pouco no cara, mas se você perceber que não vai rolar parte para outra.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...