Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Mc Linn da Quebrada: “Sou uma voz que tem muito a dizer e a (des)construir”


Mc Linn da Quebrada faz sucesso com suas músicas de empoderamento


Artista Mc Linn da Quebrada está ganhando destaque por desconstruir padrões de gêneros e empoderar minorias com suas músicas.

Com mais de 300 mil visualizações em seu hit “Enviadescer”, a cantora trans Mc Linn da Quebrada já se tornou um exemplo de artistas que desconstroem gêneros e atuam no empoderamento de minorias. Em suas músicas, a auto-estima funciona como uma arma contra opressões. Como ela mesma diz, “um poder é um poder”.

Por causa de sua origem religiosa, MC Linn da Quebrada passou muito tempo sem conseguir se encontrar em seu próprio corpo e sem entender o que se passava com ela. “Só me libertei na adolescência, após trabalhar num salão de beleza e passar a me vestir e me maquiar como queria. Aquele foi o primeiro passo dado para meu entendimento enquanto corpo e possibilidades - de ser quem eu era e do que eu poderia fazer e transmitir a partir daí”.

Como forma de falar sobre todos os seus pensamentos, Linn decidiu se tornar uma cantora para “mandar a real”. “Eu posso falar de mim, da minha experiência, de pessoas próximas a mim. Falo de um lugar de onde eu me reconheço: da quebrada, para a quebrada, com a quebrada”. 

De acordo com a artista , “enviadescer” significa ?”se permitir, se transformar, possibilitar a seu corpo tudo aquilo que você pode fazer com ele, sobre ele e dele”. Em seu outro sucesso “ Bixa Preta ”, Mc Linn fala sobre empoderamento e como sua pele preta - que ela considera ser seu manto de coragem - impulsiona o movimento. “A letra fala disso, de um fortalecimento, um papo bem reto para todas as manas e monas das quebradas que já viveram e ouviram ofensas simplesmente por serem quem são”, explica.
“A gente sai na rua e as pessoas acham que estão no direito de nos oprimir, mas não estão. Por isso nossa auto-estima importa. Além de nos fazer bem, de fazer a gente se voltar para nós mesmas, ela é também uma arma contra essas opressões”.

Desconstrução de gênero.

Além de Mc Linn, outros artistas que desconstroem gêneros estão tendo destaque, como Pablo Vittar, Glória Groove e Liniker. “Acho que chegamos em um momento onde a representatividade tem tido cada vez mais espaço e eco nas pessoas”, afirma Linn. “Principalmente nas pessoas que nunca se viram ou se encontraram em tudo aquilo que é imposto e colocado como bonito e interessante”.

“Eu sou uma voz a mais vinda de um grupo que tem muito a dizer e a (des)construir e tem muita gente fechando com a gente nessa”, afirma Mc Linn da Quebrada.

Como sai do armário





Da cabeça aos pés: Nike e Converse lançam coleção em apoio ao mês do orgulho LGBT.


Camiseta LGBT Nike

Junho é considerado o mês do orgulho LGBT e duas marcas decidiram lançar coleções em apoio ao movimento. A Nike e a Converse desenvolveram calçados, meias, tops e camisetas com cores inspiradas na bandeira do movimento.

A Nike divulgou o lançamento da linha BETRUE. Entre as novidades, o logo da marca aparece com oito cores diferentes e é a primeira vez que o tênis VaporMax Air ganha o solado colorido.


Coleção de produtos da Nike em comemoração ao mês do Orgulho LGBT.


De acordo com Robert Gorman, responsável por assuntos LGBT da marca, ao se exercitar com as cores do arco-íris na academia ou em uma corrida você se torna um aliado à causa.

Já a coleção “orgulho LGBT” da Converse é chamada de Yes To All e celebra a liberdade, independente do gênero, identidade ou orientação sexual. O tradicional modelo Chuck Taylor da marca ganhou uma versão especial limitada. E, no site da empresa, alguns produtos podem ser customizados.



Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...