Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Justiça de Taiwan considera proibição ao casamento gay como inconstitucional.

 



No dia 24 de maio, a Corte Constitucional de Taiwan fez história deu o primeiro passo para legalizar as uniões entre pessoas do mesmo sexo na ilha. Apesar da influência da China, a Corte Constitucional considerou que o Código Civil taiwanês, que afirma que o matrimônio é uma união legal de um homem e uma mulher, fere a Constituição. O casamento gay tem apoio do presidente Tsai Ing-wen, que desde maio do ano passado, quando assumiu o comando, manifestou apoio à causa.
 
"Os dispositivos atuais sobre o casamento não permitem que duas pessoas do mesmo sexo criem uma união permanente de natureza íntima e exclusiva com o objetivo determinado de levar uma vida juntos. Isto é obviamente um grave defeito legislativo”, despachou a corte que evocou os princípios da estabilidade social e dignidade humana em sua decisão. Foram 12 votos a favor e apenas dois contra entre os magistrados.
 
Assim como aconteceu no Brasil, pela demora do Parlamento, a Corte autorizou que o registro dos casamentos fossem realizados. O governo tem 2 anos para regulamentar as uniões homossexuais. 
 

Após homofobia em bar, ativistas fazem protesto com beijaço.

 
 
 
O professor de inglês Diego Nunes, 27 anos, escolheu o Bar do Ceará, no Centro de Curitiba para tomar uma cerveja  quando ele e o companheiro foram hostilizado após trocarem um beijo. “Aqui não heim”, teria dito o atendente com um soco sobre a mesa em que estavam. Atônitos, os rapazes terminaram a bebida e foram embora. O fato ocorreu na noite desta segunda-feira, dia 05 de junho. O Bar fica próximo a Catedral de Curitiba com a igreja matriz em um extremo da rua e a boate gay mais tradicional da cidade na outra, a Cats Club.
“Até pensamos em fazer algum alarde ali mas não sabemos com quem estamos lidando e ficamos com medo do que poderiam fazer com a gente depois disso... Então pensamos em fazer a denuncia pelas redes sociais. Extremamente constrangidos terminamos nossa cerveja e fomos embora. Gostaria de agradecer ao homem e uma mulher que estavam em uma mesa ao lado e se solidarizaram com a gente e se dispuseram a serem testemunhas do caso”, afirmou Diego em seu perfil nas redes sociais.
 
“É muito triste que hoje em dia ainda exista essa diferenciação de quem pode beijar em um lugar público ou não, pior ainda em um estabelecimento onde os clientes devem ser bem atendidos e se sentirem respeitados e acolhidos independente de quem seja. Ou pior ainda, se sentir incapacitado até mesmo de questionar algo do tipo por ter medo de ser perseguido na rua depois ao sair... Peço que quem for de Curitiba ajude a difundir essa denúncia e compartilhe esse post. Obrigado. Por uma Curitiba sem homofobia!!”, declarou o jovem.
 
 ​Após a denúncia nas redes sociais, a APPAD, Associação Paranaense da Parada da Diversidade, organizou um beijaço para protestar contra a proibição do bar, que ainda não se manifestou. O Beijaço contra a LGBTfobia está marcado para esta sexta-feira, a partir das 19h30, na Praça Tiradentes.



Travesti morre após ser baleada no bairro Vila Barcelona, em Varginha.

 
Travesti morre após ser baleada no bairro Vila Barcelona, em Varginha (MG).
 
Jovens de 18 e 16 anos são suspeitos de terem atirado duas vezes contra vítima.
Uma travesti de 29 anos foi morta a tiros na madrugada desta terça-feira (6) no bairro Vila Barcelona, em Varginha (MG). Natasha, como era conhecida, foi atingida por um tiro no rosto e outro no peito. Ela chegou a ser socorrida com vida, mas morreu após dar entrada no hospital da cidade.
 
De acordo com a Polícia Militar, dois adolescentes de 16 anos e um jovem de 18 são suspeitos de envolvimento no crime. Uma testemunha diz ter visto quando um dos menores disparou contra a vítima. A polícia informou que os suspeitos têm passagens por outros crimes.
"Nós supomos, devido à vida criminal dos indivíduos, que [a morte] possa ser envolvimento com o tráfico de drogas", disse o tenente da Polícia Militar, Orivaldo Lombardi.


 
Travesti morre após ser baleada no bairro Vila Barcelona, em Varginha.
Até esta publicação, apenas o jovem de 18 anos havia sido detido. Ele foi localizado em casa e teria confessado que segurou Natasha para que um dos adolescentes atirasse contra ela. O motivo do crime ainda não foi esclarecido.
 

Polícia investiga assassinato de travesti às margens de rodovia no nordeste do Pará.

 
Natasha Taylor foi assassinada com três tiros na barriga e nas pernas
 
 
A Polícia Civil investiga a morte de uma travesti às margens da rodovia BR-316 na noite da última segunda-feira (5), em Castanhal, no nordeste do Pará. Conhecida como Natasha Taylor, de 34 anos, ela foi assassinada com três tiros na barriga e nas pernas.
 
Segundo a família da vítima, Natasha frequentava o local há vários anos e não tinha inimigos. O irmão acredita que o crime está relacionado à transfobia.


O irmão acredita que o crime está relacionado à transfobia
 
"A única coisa que ela tinha era que muitas pessoas tinham preconceito com o travesti ainda hoje. As vezes que ela estava lá e passavam atirando. Maldade, pura maldade mesmo, o que fizeram com ela", lamentou Rodiney Cabral, irmão da vítima.
 
De acordo com a Polícia Civil (PC), no momento que a vítima foi baleada, havia outras pessoas próximas ao local e que podem ter visto a moto ou o carro de onde partiram os tiros, mas até o momento ninguém apareceu á delegacia para prestar esclarecimentos, ou ajudar a Polícia para identificar o criminoso.
 
"Em Castanhal já houve outros incidentes semelhantes. A Polícia Civil já vem com uma linha de investigação para esse tipo de delito. Temos algumas informações e posteriormente tudo será esclarecido para que não prejudique ás investigações da Delegacia de Homicídios", disse Patrício Pontes, delegado de polícia.

Portugal: Homem é barrado de ser padrinho de casamento em igreja católica.

 
 
 
Não adianta o papa pedir, alguns padres católicos ainda vivem na Idade Média. Quem percebeu isso foi o português Miguel Alcaide, 45, de Praia de Mira, Portugal, que foi convidado para ser padrinho de crisma de um adolescente institucionalizado em uma instituição religiosa. Horas antes da cerimônia, foi informado que não poderia ser o padrinho por ser casado com outro homem.
 
Depois de apresentar a certidão de crisma, conforme solicitado, o homem acusa a Igreja de “discriminação e homofobia” e vai apresentar queixa no Ministério Público. “Fiquei indignado, chocado e revoltado”, disse o homem que é servidor público há mais de 10 anos na Assistência Social na Câmara Municipal de Mira. “Não podemos ficar calados. Temos que começar a dizer um basta. Há outras pessoas a quem isto acontece”, afirmou o homem.
 
"Há aqui maldade das pessoas da Igreja. O padre nem me conhece. Vi lá padrinhos que nem casados pela Igreja são", acrescentou, acusando o padre João Pedro, da igreja da Praia de Mira, de discriminação, falou ele para a imprensa. Já o padre afirmou que a culpa foi da catequista que emitiu a proibição mas afirmou que concorda que o homem não é apto para ser padrinho em sua igreja.
 

Heterossexual é preso suspeito de injúria por homofobia em Sergipe.

 
Homem foi preso no Terminal da Rodoviária Velha, Centro de Aracaju (SE).
 
 
No final da noite da terça-feira (7), um homem foi preso no Terminal da Rodoviária Velha, Centro de Aracaju (SE), pela Guarda Municipal após uma denuncia de injúria por homofobia. Segundo às informações divulgadas no Boletim de Ocorrência, nesta quarta-feira (7), ele teria cometido o crime dentro de um ônibus ao ofender um grupo de 5 jovens gays.
 
Descontrolado, o suspeito chegou a agredir um agente da GMA com um soco, acabando algemado. Durante a ação, ele chegou a dizer que era réu em outros crimes e foi encaminhado à Delegacia Plantonista da Zona Sul, onde foi autuado em flagrante por delito de roubo, resistência, desobediência, desacato, ameaça, lesão corporal e injúria.


Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...