Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

OMS alerta para alta nos casos de resistência do vírus HIV.

 
 
 
Relatório chama a atenção para as mutações do vírus. De acordo com médico especialista, tomar os remédios de forma errada é a maneira mais comum de criar uma versão resistente às drogas.

O Brasil está na lista dos países com registro de resistência do vírus em novos pacientes, mas com índice menor que 10% – por enquanto, foram reportados 1.391 casos. A organização diz que o crescimento dessas taxas, mesmo que ainda lento, poderia minar o progresso internacional no tratamento e prevenção da doença.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta para uma tendência crescente de resistência do vírus HIV às drogas disponíveis. O órgão divulgou nesta quinta-feira (20) um novo relatório com base em estudos. O texto destaca que em seis dos 11 países pesquisados na África, Ásia e América Latina mais de 10% das pessoas que começaram o tratamento antirretroviral tinham uma cepa do vírus resistente a medicamentos do mercado – veja quais são os países no gráfico abaixo.
 
 
A resistência do HIV é causada por uma mutação em sua estrutura genética, o que impede o bloqueio da replicação do vírus pelo remédio e o tratamento se torna ineficaz. Todos os medicamentos existentes contra vírus hoje correm o risco de se tornar parcialmente ou totalmente insuficientes contra a doença.

O médico especialista e pesquisador da Faculdade de Medicina da USP, Esper Kallas, diz que ter uma versão resistente do vírus é um alerta, mas não é motivo para pânico: o HIV pode se tornar resistente a um tipo de remédio, mas resta uma cartela grande disponível. Segundo ele, são mais de 20 tipos de pílulas contra a doença.
 
A Organização Mundial da Saúde classificou os tipos de resistência:

•Resistência adquirida quando mutações ocorrem em indivíduos que já recebem as drogas;
•Em pessoas que não tem histórico de ingestão de medicamentos do HIV e são infectadas por versões mais resistentes;
•Em pacientes com exposição prévia aos remédios, iniciando ou reiniciando o tratamento: mulheres expostas aos medicamentos para prevenção da transmissão do HIV de mãe para filho; pessoas que receberam Profilaxia Pré-Exposição, ou pessoas que reiniciaram o tratamento após interrupção.

Mas o que torna um tratamento ineficaz ou faz um vírus criar uma mutação contra alguns remédios? De acordo com a OMS e com Kallas, a resistência ao HIV se desenvolve quando as pessoas não seguem o tratamento prescrito – esquecem de tomar no dia e horário certo e/ou pulam etapas, como também acontece com o combate às bactérias. A organização diz que esses pacientes podem transmitir os vírus resistentes para outras pessoas.

“Quem é que passa um vírus resistente para outra pessoa? É uma pessoa que não está se tratando direito”, diz Kallas

Das 36,7 milhões de pessoas que convivem com o HIV em todo o mundo, 19,5 milhões têm acesso a algum tipo de terapia antirretroviral. Uma tendência crescente de resistência às drogas da doença pode levar a mais infecções e mortes. Um modelo matemático da OMS prevê um adicional de 135 mil óbitos e 105 mil novas infecções nos próximos cinco anos, caso novas medidas não sejam tomadas. O custo adicional pode chegar a US$ 650 milhões.
 

PERGUNTAS & RESPOSTAS

 
 

Gosto de usar roupas femininas.

 
 
 
Sou gay, tenho 17 anos e sou um pouco efeminado. Tenho o maior problema em comprar roupas, sapatos, em achar um corte de cabelo bonito, essas coisas, porque eu gosto de coisas femininas.

Eu gostaria muito de mudar, ser um pouco mais “masculino“, não pelos outros, por mim mesmo, porque isso me prejudica muito as vezes. Mas não consigo me sentir bem em roupas “normais“. Socorroo.

Anônimo, via Formspring
 
~*~
 
Olá querido Anônimo,

Você não precisa se vestir da forma como as pessoas gostariam, e sim da forma que você se sente bem. Se você se sente bem vestindo roupas mais femininas, use-as, ué.

Se você está tendo problemas sérios com relação a isso, seria interessante que você mudasse a forma de vestir nos locais onde estes problemas acontecem. Particularmente, eu não curto roupas femininas em homens, mas cada um é cada um… e é aí que mora a diversidade e o respeito que temos que ter com qualquer pessoa.

Você não precisa se vestir com roupas normais, você pode se vestir com roupas masculinas, e ao mesmo tempo femininas. O que acha de algo mais moderno??? Os meninos mais modernos usam calças skiny, camisetas mais coladas, com estampas modernas e coloridas, camisas xadrez, entre outras coisas. Nisso você pode colocar uns acessórios mais femininos, como um cinto largo, um botton mais ousado.

~*~

Gosto de homens mais novos.

 
imagem meramente ilustrativo


Qual a sugestão que vocês dão para um homem de 60 anos que gostaria de namorar seriamente jovens de 30 anos, um pouco mais, um pouco menos? Abandonar a ilusão? Como investir num relacionamento desses? Tenho chance? Como conquistá-los?

Anônimo, via Formspring
 
~*~
 
Olá Anõnimo, ficamos felizes com a sua pergunta. Não é sempre que os “daddies” [gays mais velhos] nos mandam perguntas, né???
 
Amor não tem idade, não importa que um tenho 60 e o outro 20 anos, o que importa mesmo no fim das contas é o sentimento que rola entre os dois. Não há idade que possa afastar o verdadeiro sentimento. Essa coisa de idade está por fora. O que impediria um homem de 30 anos de se apaixonar por você??? NADA. Além do mais há diversos caras por ai que curtem caras mais velhos, inclusive da sua idade.

Sei que muitas vezes o mundo gay é complicado, principalmente quando falamos em idade e corpo. PARECE que a maioria busca jovialidade e corpos sarados, mas não é bem assim. Conheço diversos caras que curtem homens mais maduros.

Um relacionamento desses é como investir em qualquer outro – Amor, Companheirismo, Carinho, Fidelidade, etc. Talvez a única coisa que deva se ter a mais é PACIÊNCIA, porque talvez a pessoa não tenha tantas experiências de vida quanto você, e ver o cara fazendo algumas coisas que você não faria [por ter aprendido com seus anos a mais de vida] te deixe um pouco impaciente, mas nada que não possa ser aprendido.

Portanto não abandone sua vontade por conta de um preconceito, que aliás pode partir de você mesmo. Pense se você não está se subestimando quanto a arrumar uma pessoa, as vezes pode ser.



Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...