Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Ator de Heroes é arrancado do Armário por Produtor da Série e assume a Homossexualidade!

 
 
 
Conhecido por seu papel em “Heroes” e “Terminator: The Sarah Connor Chronicles”, o ator Thommas Dekker assumiu sua homossexuliadade nesta sexta (14) através de carta aberta publicada em seu Instagram.

A “saída do armário” de Thommas acontece após Bryan Fuller, que atuava como produtor executivo do drama sobre super-heróis, insinuar que o ator abandonou a série por seu personagem ser gay.

Enquanto recebia um prêmio no “Outfest Achievement Award”, Fuller revelou que criou um personagem gay em Heroes, mas que o mesmo foi “transformado” em hétero por pressão dos empresários do ator. “Ele foi transformado em hétero depois que o time de agentes do ator ameaçou tirá-lo da série se o personagem, não o ator, fosse gay. O personagem virou hétero, o ator se assumiu gay.” afirmou em seu discurso após receber o prêmio.

Thommas abandonou Heroes durante a segunda temporada da série. O personagem simplesmente sumiu da trama sem maiores informações. O rumor a respeito da sexualidade do ator surgiu nessa época, em meio as especulações sobre por qual motivo o ator teria abandonado a série. Na época Thommas chegou a dar uma entrevista para OUT Magazine, onde afirmou que não se limitava se relacionar apenas com mulheres.

O discurso de Fuller durante a premiação foi o suficiente para que Thommas decidisse, enfim, revelar sua sexualidade abertamente para o grande público. Em texto publicado no Instagram o ator afirma que se recusa a ter esse “glorioso momento” roubado por outra pessoa. “Para dizer as palavras eu mesmo: eu sou gay” completa.
 
Veja em ingles, aqui:
 
 
“Minha orientação sexual mais uma vez entrou em discussão esta semana, quando um proeminente homem gay usou um discurso de aceitação para “me tirar do armário”. Enquanto ele não me mencionou pelo nome, os detalhes explícitos de sua referência tornaram fácil para o público e mídia conectar os pontos.

Embora seja uma situação estranha, agradeço-lhe porque é uma excelente oportunidade para eu dizer publicamente que sou realmente um homem que ama com orgulho outros homens. Na verdade, em abril, eu casei com meu marido e não poderia estar mais feliz. Nunca neguei à imprensa sobre a fluidez da minha sexualidade, mas esse homem que afirmou que eu já me assumi está mentindo, porque eu nunca falei disso “oficialmente” até esse momento.

Simplesmente me recuso a ser roubado da gloriosa alegria que me pertence. Para dizer as palavras eu mesmo: “Eu sou gay”. Essas palavras são um emblema de honra que ninguém pode roubar. A sexualidade e quem você ama é uma coisa profundamente pessoal e complicada. Para alguns de nós, leva tempo para cultivar, descobrir e concluir. Não é algo que alguém jamais se envergonhe e, certamente, não é algo que alguém deveria ser apressado.

Eu concordo com muitos que acreditam que é uma responsabilidade importante para as pessoas que tem uma plataforma disponível assumir que são LGBTQ. Ter o poder de mudar mentes, desafiar as crenças e fazer os outros se entenderem e suportar. Pode fortalecer a progressão da nossa comunidade e ajudar a desarmar aqueles que discriminam nós. É uma coisa corajosa, poderosa e importante a fazer, mas é também uma decisão profundamente pessoal. E que só deve ser feito quando estiver pronto. Se quisermos permanecer firmes na comunidade gay, nossa missão deve ser o apoio e não a exclusão; Amor e não vergonha.

Eu escolho não olhar para o passado com um coração arrependido, mas concentrar-me em um futuro esperançoso. Um futuro em que eu e todos os outros podemos sentir-nos livres para expressar seu verdadeiro eu com honra e dignidade. Eu recebo vocês, qualquer um de vocês, com os braços abertos, bondade, fé e paciência. Para todos vocês que me apoiaram, antes e agora, agradeço-lhe do fundo do meu coração incipiente. Tenha orgulho de quem você é. Não importa quanto tempo demore.

Reino Unido tem seu primeiro casamento gay entre muçulmanos.

 
 
 
Jahed Choudhury, de 24 anos, e Sean Rogan, de 19, formam o primeiro casal gay muçulmano a se casar em todo o Reino Unido, informou o portal “Express & Star”. Os dois usaram o tradicional traje islâmico Sherwani numa cerimônia civil no cartório de Walsall, na Inglaterra.

Choudhury contou que ser um muçulmano abertamente gay fez com que ele se sentisse uma “ovelha negra” e que muitas vezes teve a sensação de estar preso entre sua sexualidade e sua fé. Ele tentou negar sua orientação sexual e tentou até mesmo tomar medicação para “virar” hétero. O rapaz também disse que fez uma peregrinação à Arábia Saudita e outra a Bangladesh, de onde sua família se origina, com o objetivo de mudar de orientação sexual.
 


 
 
Embora sua família não estivesse presente na cerimônia, Choudhury acredita que o casamento é um progresso significativo para as comunidades muçulmanas e LGBT. “Minha família não quis estar aqui no dia. Eles simplesmente não querem ver isso, é muito embaraçoso para eles”, conta. O casal se conheceu num dia em que Choudhury chorava em um banco da cidade britânica de Darlaston. Eles estão juntos há dois anos.

“Eu estava chorando quando Sean veio e perguntou se eu estava bem”, lembrou ele, acrescentando que Sean lhe deu esperança quando ele estava no fundo do poço e permaneceu ao lado dele desde então.
 
“Já fui violentamente atacado por meninos muçulmanos. Cheguei a tentar me matar e então conheci Sean. A associação habitacional nos deu uma casa em uma semana e vivemos juntos desde então. Eu o pedi em casamento no dia do aniversário dele, em junho passado”, contou o rapaz.


Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (1) Comente aqui!

Um comentário:

  1. Eu gostava muito do Zach, queria q ele fosse o namorado da Claire na série, é uma pena ele ter saído da série, ele tinha um papel muito bacana nela.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...