Slide 1 Slide 2 Slide 3

CONTOS DO LEITOR


Brothagem
(1ªparte)




Eu sou o Binho tenho 18 anos, corpo normal, moreno claro. Estou sempre de boné e calção e praticamente nunca uso camisa em casa, pois aqui onde moro faz muito calor e também não uso cueca porque não curto.

Eu estava de férias em casa, meu pai já tinha saído para trabalhar. Minha mãe disse que iria levar minha irmã na escola e de lá ia para o trabalho e quando chegasse queria a casa toda brilhando. Apenas fiz um sinal de ok com a mão levantando o polegar para cima ouvindo a porta se fechar.

Levantei já eram umas onze horas da manhã, esquentei o almoço que minha mãe deixou já pronto para mim e fui comer sentado no sofá assistindo tv. Almocei coloquei o prato do lado e continuei ali esparramado no sofá assistindo TV e mexendo no celular interagindo com os grupos até que meu parça, Dinho me pergunta se pode vir aqui em casa e digo que sim.

Dinho mora perto e logo escuto ele bater no portão e grito para ele entrar. Meu amigo chega, coloca a bicicleta na garagem e entra. Como eu, ele estava apenas de calção e boné virado para trás. Dinho é muito parecido comigo, às vezes somos até confundidos como irmãos. Temos a mesma idade e estamos sempre juntos. Ele também tem o corpo normal, moreno claro, uma perna dele é mecânica do joelho para baixo, mas nada que o impeça de fazer nada. Sinceramente, as vezes até esqueço esse detalhe. Ele tem uma boquinha muito gostosa com um sorriso bem safado.
Dinho me cumprimenta batendo em minha mão e se esparrama no sofá ao meu lado.
_ E aí de boa?
_ Tava no maior tedio lá em casa resolvi colar aqui.
Disse Dinho, apertando a pelinha do pinto sobre o calção. Ele tinha essa mania desde pequeno.
_ E tu fazendo o quê?
_ Nada aqui de boa vendo TV e vendo vídeo no celular. Olha esse!

E assim começamos a ver e mostrar ao outro vários vídeos. Riamos, comentávamos e zuavamos. Desliguei a TV que não passava nada de interessante, liguei o som e fui varrer a casa enquanto Dinho mexia no celular no sofá e junto comigo cantávamos as músicas que tocava no som.

Enquanto a música rolava eu varria, cantava e dançava com a vassoura que hora era um microfone, outra uma partner de dança e Dinho me acompanhava no vocal, tirava fotos de mim e gravava pequenos vídeos de minhas dancinhas doidas com a vassoura. E claro, bancava o diretor as vezes mandando eu fazer coisas, passos, mandar beijo. Ele é um palhaço!


A uma certa altura Dinho vê um vídeo de dois moleques dançando, cai na risada me mostra o vídeo e diz para imitarmos a dança.
_ Vai ser mó zueira vei!!!
Disse Dinho todo empolgado com maior sorrisão na cara.
_ Sei lá cara, não acha que o povo vai ficar achando que somos viados não?
Falei meio preocupado.
_ Que se foda! Alguém paga suas contas?
_ Nem meus pais me dão um real mais, se eu quiser tenho que trabalhar.
Respondi.
_ Então meu, relaxa e qualquer coisa leva na zueira, além disso se acharem que “tamo” nos pegando pelo menos sou gatinho, fala serio? Kkkkk
_ kkkk seu besta! Ta certo se vamos ser zuados que seja juntos então! 
_ Valeu!

Escolhemos uma música, colocamos o celular em um lugar fixo de modo que tivesse uma boa iluminação e imagem nossa. Com o controle dei o play no som e começamos a coreografia que consistia em um ficar na frente do outro. Quem estivesse atrás colocava a mão na cintura do que estava na frente, trazendo o quadril deste de encontro com seu quadril. Claro que logo os dois ficaram de pau duro e o que era para ser quadril com quadril de um lado para o outro passou a ser a bunda do da frente de encontro com o pau duro do de trás. Lógico que quem estava na frente sentia o pau duro do outro vindo de encontro com sua bunda. O contato não durava mais que alguns segundos. O riso estava difícil de controlar e o safado do Dinho chegava a inclinar para trás me puxando, fazendo praticamente que eu sentasse em seu colo. Quando era minha vez de ficar atrás, ele empinava bem a bunda e como seu calção já havia descido por conta dos movimentos, aparecia seu reguinho suado e aquilo só aumentava meu tesão ainda mais.

Resolvi parar dizendo que estava com sede e fui a cozinha beber água e pegar um copo para Dinho, que ficou vendo o vídeo caindo na gargalhada.
_ E ai ficou bom?
Perguntei voltando da cozinha.
_ Ficou foda mano! Todo mundo vai rachar com esse vídeo!
Disse meu amigo.
_ Deixa eu ver.
Falei pegando o celular da mão dele. Sentado com as pernas flexionadas em cima do sofá e abertas.
_ kkkk seu puto tá parecendo que você está me fodendo kkkkk
_ Eu né? E você com esse pau durão aqui?
Disse ele pegando de cheio em meu pau entre minhas pernas por cima do calção.
_ Eita mano, que viadagem é essa man!
Disse eu cheio de tesão, mas para dar uma disfarçada.
_ Vai dizer que não ficou com tesão? E esse pau duro aqui o que é?
Disse ele ainda com a mão no meu pau.
_ Qual é Dinho somos praticamente irmão cara.
_ Então quer dizer que meu irmãozinho não esta gostando de sentir minha mão no pau dele?
Disse Dinho com uma cara de safado.
_ Não.
_ Não mesmo?

Disse ele fazendo movimentos como se tivesse me masturbando por cima da bermuda.
_ Po mano faz isso comigo não, cara!
Disse eu.
_ Ta certo então vou embora então.
Disse ele se levantando com a maior barraca armada tentando pegar o celular dele de mim.
_ To zuando! Quer pegar? Então de boa pega aqui!

Digo pegando sua mão e colocando em cima do meu pau. Dinho então tira a mão e enfia dentro do meu calção pegando no meu pau duro lá dentro, me fazendo gemer e me tasca um beijo bem gostoso com aquela boca carnuda.

(Continua na próxima semana)

Autor: Mrpr2

Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...