Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Tuíte de Obama condenando neonazistas é o mais curtido da história.

 

No tuíte, Barack Obama condenou as manifestações neonazistas que ocorreram esta semana nos Estados Unidos
 
 
Nos últimos dias, o ex-presidente Barack Obama postou em sua conta no Twitter uma célebre frase de Nelson Mandela e tal mensagem explodiu em audiência, se tornando a mais curtida na história do microblog. O tuíte em questão se referia aos conflitos envolvendo um protesto de brancos supremacistas e neonazistas na cidade de Charlottesville que causou a morte de três pessoas nesta semana nos Estados Unidos.

Ninguém nasce odiando alguém por causa da sua pele, da sua origem, ou de sua religião…’.

Entre os mortos nos conflitos, estava Heather Heyer, uma ativista de direitos civis que tinha 32 anos e que foi atropelada por um carro durante a manifestação contra os nazistas. Durante o protesto, protestantes norte-americanos de extrema-direita chegaram a gritar saudações nazistas e palavras de ordem contra judeus, negros, homossexuais e imigrantes.

Após a morte de Heather, um jovem branco de 20 anos foi preso e acusado de homicídio doloso. Sobre o atentado, o presidente Donald Trump defendeu que houve violência tanto dos manifestantes neonazistas quanto do grupo que vem se opondo as manifestações conservadoras nos Estados Unidos.

A declaração do atual presidente foi bastante criticada inclusive por lideranças do próprio partido Republicano como o ex-governador Arnold Schwarzenegger que defendeu que não existem dois lados para o preconceito.


Arnold Schwarzenegger afirma que nazistas vivem no inferno e critica Donald Trump.

 
Com a declaração, Schwarzenegger endossa uma ala do partido republicano que faz oposição ao presidente
O ator e ex-governador do estado da Califórnia, Arnold Schwarzenegger mandou uma mensagem para o atual presidente dos EUA, criticando o apoio de Trump aos manifestantes neonazistas que marcharam pela cidade de Charlottesville durante os últimos dias.

“Como presidente desse grande país, você tem uma responsabilidade moral de mandar uma mensagem inequívoca de que você não vai tolerar ódio nem racismo. Não existem dois lados para o preconceito”, declarou o ex-governador, respondendo a um argumento de Trump de que os protestos dos dois lados contaram com atos de violência.

“Se você escolhe marcar com ou ao lado de uma bandeira que simboliza o massacre de milhões de pessoas, não existem dois lados. A única forma de bater as vozes barulhentas e raivosas destas pessoas é falar ainda mais alto, e com equilíbrio – isso inclui você, Presidente Trump”, acrescentou o ator que também é membro do Partido Republicano, mesmo partido do atual presidente dos Estados Unidos.

“Deixe-me ser claro: nazistas são perdedores. Vocês dão suporte para uma causa perdida. Eu conheci os nazistas originais. Nasci em 1947, na Áustria, pouco depois da Segunda Guerra, e conheci os homens que voltaram da guerra cheios de fragmentos de bomba e culpa, homens que foram levados sem saber por uma ideologia perdedora. Eu posso lhes dizer: estes fantasmas que vocês idolatram passaram o resto de suas vidas vivendo em vergonha, e hoje descansam no inferno”, conclui.

Vale lembrar que os protestos em Charlottesville acabaram deixando três mortos: uma mulher de 32 anos e dois policiais. Os confrontos entre os supremacistas brancos e ativistas também deixou pelo menos 34 feridos e dezenas de pessoas acabaram sendo presas.
 

A 'lei do banheiro' que discriminava transexuais foi banida no Texas.

 
Lei que impede trans de utilizar banheiro de acordo com sua identificação de gênero fracassa no Texas
 
 
Um projeto de lei do estado norte-americano do Texas que obrigava estudantes transexuais a usarem banheiros correspondentes ao seu sexo de nascimento foi rejeitado em uma sessão extraordinária da Câmara dos Deputados.
 

A lei causou polêmica e não foi bem aceita, tanto que diversos ativistas e grandes empresas com sede social no Texas, como Amazon e Apple, uniram-se em protesto contra a norma. Com isso, o projeto perdeu força e foi revogado.
 

A "lei dos banheiros", como vinha sendo chamada, tinha sido aprovada pelo Legislativo do Texas em julho passado.

Segundo os defensores da norma, o objetivo era proteger mulheres e crianças de abusos sexuais, enquanto os opositores do projeto argumentavam que a medida era discriminatória.
 
O estado do Texas é considerado um dos mais conservadores dos Estados Unidos e um dos maiores apoiadores do Partido Republicano.


Homem é condenado a 32 anos de prisão após matar pai de santo gay.

 
Homem matou homens a facadas em Curitiba em 2009
 
 
Um homem de Curitiba foi condenado a 32 anos de reclusão em regime fechado pelo assassinato de dois homens a facadas em 2009. De acordo com o Ministério Público, o crime foi motivado por homofobia e intolerância religiosa. A sentença foi expedida pelo Tribunal do Júri da Capital.

O caso ganhou bastante repercussão na época, por causa de uma das vítimas ser um pai de santo, famoso na região. Os homicídios, inclusive, aconteceram dentro da casa do religioso, onde também funcionava um, no bairro de portão, da capital paranaense.

O assassino teria marcado um encontro sexual com os dois homens, porém, em um dado momento, o réu passou a agredir o pai de santo e o atingiu com 18 golpes de faca. O outro envolvido tentou intervir na agressão, e acabou também sendo esfaqueado, e morrendo em seguida.

Após cometer o ato, o réu dormiu na casa do religioso, sendo encontrado no dia seguinte por duas parentes do pai de santo. Ele ainda as ameaçou com a arma do crime e fugiu levando os pertences dos homens assassinados.

Segundo o processo, o homem tentou, por várias vezes, desqualificar as vítimas por serem homossexuais e também teria se referido ao pai de santo como “macumbeiro”.

Durante o julgamento, ficou comprovado ainda que o criminoso tem o perfil higienista e seletivo. Pelas mortes, o réu foi condenado a 24 anos de prisão e pelo roubo a oito anos, somando os 32 anos de reclusão em regime fechado. Ele já havia sido condenado a 17 anos de cadeia pela morte de uma prostituta, em abril de 2015, após ouvir a decisão do júri, ele se dirigiu novamente para a sua cela.


Jovem gay é espancado na saída de baile funk: “Bateram por ele ser homossexual”.

 
Pedro Henrique de Oliveira foi espancado na madrugada da última segunda (14)
 
O jovem Pedro Henrique de Oliveira, de 28 anos, desaparecido desde a madrugada da última segunda-feira (14), foi encontrado internado na Unidade e Terapia Semi-intensiva do Hospital das Clínicas de São Paulo, nesta quarta-feira (16).

De acordo com o padre Júlio Lancellotti, ele foi espancado na saída de um baile funk e encontra-se com muitos ferimentos no corpo.”Ele disse que não há fratura, mas levou vários pontos na cabeça, na testa, tem ferimentos no ouvido, pescoço. Me chamou atenção a quantidade de ferimentos da cabeça e o inchaço nas mãos. Ele deve ter levado muita pancada nas mãos”, afirmou o religioso.

Um amigo de Oliveira, que presenciou toda ação, Marcos disse que a vítima apanhou, após tentar separar uma briga. “Sai daqui, viado!”, falou um dos agressores. “Pedro correu, já muito machucado, com o cabelo pingando sangue, e parou na Praça Kennedy, mas um grande grupo correu atrás”, revelou a testemunha.

“Os caras rodearam ele e chutaram muito. Ele conseguiu fugir, atravessou à Radial Leste muito ensanguentado, mas o grupo foi atrás e um carro branco também, com uma moça e vários outros caras no veículo, um deles, com um taco de beisebol”, completou.

Para Marcos, o caso foi motivado por homofobia. “A intenção do Pedro era ajudar para que aquelas pessoas não se machucassem, e quem acabou se machucando foi ele. E bateram por terem percebido que ele era homossexual. Era muita gente”,

Natural de Ibitinga, interior de São Paulo, Oliveira se mudou para a capital há um ano e meio, em busca de emprego e independência. Seu quadro de saúde encontra-se estável, porém o jovem se queixa de muitas dores. Agora ainda espera para passar por exames para se certificar que não sofreu nenhuma lesão.



Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...