Slide 1 Slide 2 Slide 3

SEXO

Posições para o sexo gay - Parte 1

 

Frango assado:


Se essa posição fosse um automóvel seria um sucesso de vendas, ainda mais que é flex, ou seja, dá pra incrementar com umas variadas tal como o ativo segurar os pés do passivo enquanto vai fodendo. Ou o ativo apoiar suas mãos sobre a parte posterior das coxas do passivo o que faz com que a bunda fique bem posicionada e parada.

 
 
 
 

Essa posição talvez seja uma das preferidas porque permite a ambos inclinarem-se para se beijar. Para o ativo o fato de poder dobrar o corpo permite que ele é quem tome a iniciativa de além de beijar poder acariciar com sua língua a nuca, os mamilos e passar a língua nos pelos do sovado do passivo.


 
 

Vou te dizer uma coisa, sexo é bom mas como é um tipo de comunicação, sim, um tipo de comunicação entre dois homens, por isso tem que haver sintonia, igual a um rádio. Se não houver sintonia não adianta ficar aumentando o volume e mudando de estação. Faça você o que tem vontade mas ninguém é obrigado a aturar sua ignorância, por mais pau grande ou cú apertadinho se tenha.

 
 

Esta posição é do tipo que a rola do ativo consegue ser enfiada total e completa até os bagos encostarem na bunda e os seus pentelhos servirem de almofada indicando que todos os centímetros de pica entraram. Se o ativo sabe que o lugar do cú do passivo mais sensível é a portinha, pode preferir fazer vai e vem só a parte da ponta até a metade do seu pau, em vez de atolar tudo dentro.

 
 
 

O passivo tem a deliciosa possibilidade de bater uma punheta enquanto é fodido ou usar as mãos para acariciar o ativo. Se o ativo sinalizar que gosta, o passivo consegue fazer nele um fio terra fazendo o ativo gemer loucamente afinal está tendo estímulos no pau e no cú ao mesmo tempo.

 
 

Uma vantagem dessa posição é que o ativo rapidamente pode tirar o pau do cú do passivo e, em vez de gozar dentro, pode gozar na barriga ou em outra parte do corpo do passivo, como por exemplo, se não houver risco,  gozar na boca para o passivo poder beber o leitinho. Outro final possível é os dois baterem bronha e gozarem juntos e acabar tudo numa bela melação e  cheiro de porra espalhando-se no ar.

 
 

Uma modificação diferente da posição de frango assado (imagem abaixo) é o passivo segurar seus próprios pés de modo que o ativo, em pé, tenha total liberdade de movimentos para meter do jeito que quiser. O ativo pode usar as suas mãos para abrir pros lados a bunda do passivo de modo a deixar o cú bem exposto e vulnerável, bem como enquanto vai metendo dar uns tapas na bunda do passivo, toma safado!

 
 

De quatro:

 

O passivo fica de quatro o que significa que seus joelhos e mãos estão servindo de apoio mas há também variantes nessa posição. Portanto, mesmo que o ativo não pare de foder o passivo pode movimentar-se, como por exemplo, apoiar os cotovelos na cama ou deitar-se de modo que encoste a cabeça na cama.

 
 

Também é possível que o passivo, erguendo-se, fique com as mãos livres para bater uma punheta ou apoiar-se numa parede ou no sofá, ficando sempre de joelhos apoiados. Como a pirocada nesta posição tende a ser mais forte aconselha-se tanto ao passivo quanto ao ativo encontrarem um apoio que dê sustentação.

 
 

Com o rolar da foda, em passivos nem tanto atléticos, dá um certo cansaço ficar de quatro durante muito tempo, assim sendo são bem vindas as variantes da posição de quatro porque permitem continuar a foda sem que o passivo sofra câimbra ou dormência nos braços ou pernas.

 
 

Para aliviar o peso sobre o passivo, o ativo pode também alternar sua postura, por exemplo, fazendo o doggy style brasileiro (imagem acima). Com relação ao prazer, tanto físico quanto mental, a posição de quatro é muito satisfatória, eu digo isso porque esta posição oferece ao ativo satisfazer seu desejo de posse e mando e quanto ao passivo, faz se sentir realizado por estar satisfazendo sua necessidade de ter preenchido o seu vazio interior (do seu cú e alma).

 
 
 

Se o ativo é daqueles que demora pra gozar pode acontecer do passivo não conseguir manter-se de quatro, "desabando" na cama. Tudo bem, é só deitar-se tomando o cuidado de manter a bunda elevada.  Se o passivo se deitar completamente deixa de ser a posição de quatro e passa a ser posição papai-e-mamãe.

 
 

Sempre há a possibilidade do passivo recompor a posição de quatro, basta voltar a dobrar o corpo de modo que os joelhos e braços fiquem a 90 graus. Uma vantagem dessa posição é que facilita ao ativo passar e ver se a quantidade de lubrificante no cú é a do seu gosto, bem como permite que ele veja o empalamento do passivo, centímetro a centímetro, o que certamente aumenta o seu tesão de meter.

 
 

O ativo na posição de quatro fica com mais possibilidades, por exemplo, pode ficar em pé enquanto mete a vara (imagem acima), bem como pode colocar um dos pés sobre a cama ou sofá. Ainda o ativo pode subir na cama e lá apoiar ambos os pés ou mesmo ficar de joelhos na cama. Uma variante da posição de quatro (imagem abaixo) é o passivo ficar de joelho no chão e apoiado na cama.

 
 

Eu acho que nunca transei, como ativo ou como passivo, sem fazer a posição de quatro. A minha preferência por esta posição sexual é quando sou ativo. É que eu sou meio preguiçoso, quando sou o passivo, de manter meus braços apoiados e tendo a desabar na cama. E tem o fato de que a posição de quatro permite a pica entrar profundamente arregaçando as pregas, e eu não curto muito ficar com meu cú arregaçado.

 
 

CONTINUA...


Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (1) Comente aqui!

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...