Slide 1 Slide 2 Slide 3

FOFOCAS DE CELEBRIDADES- GOSSIPS

Eminem acaba com o presidente Donald Trump em freestyle divulgado no BET Awards 2017.



Eminem está de volta e em grande estilo! Na noite da última terça-feira (10), aconteceu o BET Awards 2017 e o rapper aproveitou para divulgar um freestyle criticando o presidente Donald Trump.

O vídeo tem quase cinco minutos e foi gravado em Detroit. Nele vemos o artista criticando o posicionamento do presidente dos Estados Unidos a respeito de imigração, corrupção, supremacia branca, controle de armas, desastres ambientais e muito mais.

Ele chama Trump de “mimado”, “avô racista”, “mesquinho” e muito mais. Em certo momento ele cita que o presidente “espera a merda acontecer para pegar seu avião”, que “racismo é a única coisa na qual ele é fantástico” e que ele “prefere falar da NFL quando todas essas tragédias estão acontecendo”. Ele claramente está falando sobre a postura de Trump em relação aos protestos de Charlottesville e ao furacão Maria em Porto Rico.



St Vincent lança ‘Pills’, música com a participação da ex-namorada Cara Delevingne.



Ex boa é ex que te chama para fazer uma palhinha na música dela! Ao menos, foi o que St Vincent fez em Pills: chamou a Cara Delevingne pra participar.

Pills, liberada nessa terça-feira (10), é uma das faixas do sexto álbum de St Vincent, MASSEDUCTION. A cantora (que na verdade se chama Annie Clark) escreveu a canção em parceria com Jack Antonoff, e a produção é da Sounwave, a produtora do Kendrick Lamar.



A luta contra o preconceito por Shamir, no clipe de ‘Straight Boy’.



Shamir acaba de lançar o clipe de Straight Boy! A faixa é parte do seu novo álbum, Revelations, que será lançado dia 3 de novembro.

O clipe lançado nessa quarta-feira (11) foi dirigido por Ryan Carpenter. Nesse, Shamir aparece num fundo branco tocando guitarra, sendo aos poucos transformado em um cara branco. Em Straight Boy, ele canta “alguém pode me dizer porque eu continuo deixando esses caras heteros estragarem a minha vida?”.

Mas ao contrário do que pode parecer, não é sobre ser feito de palhaço por um cara. Na verdade, é sobre uma questão racial. Em entrevista ao NPR, Shamir explica que é sobre whitewashing: apagar a figura de uma pessoa negra e substituí-la por uma branca.

``É sobre o quão frustrante foi para mim ter toda a minha identidade definida muito novo, para depois ver homens brancos héteros usarem-na como uma escolha estética. O vídeo descreve inequivocamente o processo de whitewashing e o repúdios aos gays e pessoas de cor que foram pioneiros.``



Depois de chamar LGBTs de “anormais”, jogador de vôlei compartilha piada homofóbica.




O meio de rede da seleção brasileira de vôlei e do Sesc-RJ, Maurício Souza, foi repreendido pelo seu clube após uma postagem homofóbica nas redes sociais. O atleta publicou no seu Instagram, na última semana, uma piada homofóbica sobre sexo anal.

“Sou do tempo que fumar era bonito e dar a bunda era feio! Hoje fumar é feio e dar a bunda é bonito! Sorte que sou velho”, dizia a “piada”. Na legenda, Maurício ainda comentou: “Grazadeus”. Ele apagou a postagem horas depois, por conta da repercussão negativa, mas não foi o suficiente.

Segundo o UOL, fontes do clube afirmaram que a diretoria pediu mais cuidado nas redes sociais. Campeão olímpico em 2016, Maurício tem histórico de polêmicas na internet. Em 2014, por conta da novela “Em Família”, o jogador postou em seu Facebook chamando gay de “anormais”.

“Essa galera das novelas que querem mostrar e colocar na cabeça dos brasileiros que trair a mulher, ser gay entre outras coisas é normal e que é legar ser essas coisas, afirmou o atleta. “Não sou preconceituoso, longe disso, mas prefiro que meu filho não veja esse tipo de coisa e saiba que ter uma mulher, construir uma família, e ter valores é o certo. Foi o que meu pai me ensinou é assim que tem que ser. Fica esperto e não deixe seus filhos verem essas coisas”.



Aqui, não! Felipe Titto revela que odiaria ter um filho gay no Brasil.



Felipe Titto deu uma entrevista para o canal do apresentador Caio Fischer no Youtube e revelou que odiaria que seu filho de 14 anos fosse gay no Brasil, por conta da onda de preconceito e intolerância que tem tomado conta do país nos últimos anos.

“Infelizmente a mentalidade do brasileiro, da massa, é tão limitada, tão restrita, que dá medo”. “Teria medo do meu filho ir pra rua e ser espancado… Se ele morasse em Los Angeles, eu falaria: filhão, fique à vontade, porque eu não tenho problema nenhum”, afirmou.

Bem humorado, o galã ainda participou de um quadro chamado “Pega ou Não Pega”, em que teve que responder quais os artistas do mesmo sexo ele ficaria, caso fosse homossexual.

Começando por Leo Picon, ele elogiou e disse que ficaria: “Muito, o moleque é sangue bom”. Já quanto ao Caio Castro, o ator disse: “Caio é meu irmão, sou fã das coisas que ele faz”. Sobre Lucas Lucco, ele também revelou que pegaria: “Fiquei muito amigo no meio artístico”, afirmou.



Professora proíbe alunos de escreverem redação sobre personagem Ivan, de A Força do Querer.


Ivan, Carol Duarte, em A Força do Querer 

O drama do personagem Ivan (Carol Duarte), que se descobre transgênero e resolve passar pela transição na novela A Força do Querer, acendeu o debate a respeito do assunto na sociedade. Porém, os mais conservadores insistem em condenar a situação e o pior, tentam vetar a reflexão de outros.

Como é o caso de uma professora no Rio de Janeiro. De acordo com a coluna, Gente Boa, do jornal O Globo, ela proibiu os seus alunos, do sexto ano de uma escola no Leblon, de escreverem uma redação com a personagem do folhetim de Gloria Perez como tema. O mais contraditório é que a atividade tinha como proposta falar sobre justamente os assuntos abordados na trama.

O problema teve início após todos os alunos escolhessem para escrever sobre a trajetória do filho de Joyce (Maria Fernanda Cândido). A docente logo barrou a proposta justificando que “Este não é assunto para uma escola católica”.

Com a censura, a professora sugeriu que os alunos falassem sobre a personagem Bibi (Juliana Paes), mulher do bandido Rubinho (Emílio Dantas), que abdicou de um futuro promissor para seguir o marido fora da lei.

Jogador de futebol italiano comemora vitória só de cueca.




Você já ouviu falar de Andrea Petagna?! O jogador de 22 anos entrou para o time Itália com menos de 21 anos para o Campeonato da Europa de Sub-21 de 2017 em junho. Depois de vencer as semifinais contra uma equipe alemã, ele fez o que qualquer jovem atacante ansioso faria: ele arrancou a calça e ficou caminhando pelo campo.

Toda a multidão no Stadion Cracovia, em Cracóvia, na Polônia, conseguiu ter uma visão privilegiada do atleta. E agora, graças a todas as pessoas maravilhosas com câmeras, o resto do mundo também vê.








Maurho Jiménez tá Nu em Narcos.





O ousado ensaio de Dmitry Averyanov, Lorenzo Gomez.







Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (1) Comente aqui!

Um comentário:

  1. Sobre o jogador Mauricio de Souza, tao imbecil igual aos outros homofobicos. Depois de uma declaração dessas, diz não ser preconceituoso, falando as mesmas besteiras incoerentes, como os cristaos fundamentalistas, que se baseiam em versiculos distorcidos de seus livros ditos sagrados. As ações e falas tem consequencias no futuro e o autor, devera´ ter responsabilidades sobre elas.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...