Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Padrasto que assassinou enteado por “parecer gay” é condenado a pena de morte nos EUA.


Isauro Aguirre condenado por matar enteado


O julgamento que analisa o assassinato de Gabriel Fernández, de oito anos, morto e torturado em 2014 pela mãe e o padrasto por suspeitarem que o menino fosse gay, ganhou desdobramento recentemente. Isauro Aguirre, namorado de Pearl Fernandez, foi condenado a pena de morte.

A sentença aconteceu no mês passado, no tribunal em Los Angeles, nos Estados Unidos, e a execução deve acontecer em março de 2018. O homem foi considerado culpado por torturar o jovem Gabriel Fernandez com spray de pimenta, obrigá-lo a comer as próprias fezes e depois vomitá-las. Além de queimar a criança com bitucas de cigarro, agredir a vítima com taco de beisebol e matá-lo com a “permissão” da mãe, que ainda não foi julgda, mas aguarda audiência presa.

A criança foi encontrada ainda com vida, amordaçada com uma meia, desnutrida e doente, além de apresentar vários hematomas e queimaduras por todo o corpo. Diante as condições, os médicos não conseguiram salvá-lo e o menor acabou não resistindo.

A defesa do casal argumentou que não tinha a intenção de assassinar Gabriel e que o ocorrido foi um episódio de ira explosiva, e também culpar a vítima ao afirmar que o menor tinha costume de se “autoflagelar, era gay e tinha desejos suicidas.”

De acordo com o site Gay Times, ainda outros quatro assistentes sociais também são apontados como acusados pela morte do menino, já que teriam feito abuso infantil e falsificação de registros públicos o que teria contribuído para que a fatalidade acontecesse.

Escolas do Reino Unido incluem temas LGBT+ em aulas de educação sexual.




Enquanto no Brasil a implementação da Base Nacional Comum Curricular, que sugere o estudo sobre identidade de gênero e orientação sexual nas escolas, é alvo de inúmeras críticas, no Reino Unido os estudantes passarão a ter o ensino de assuntos LGBT, dentro da disciplina de Educação Sexual, de maneira obrigatória, a partir de setembro de 2019.

A matéria já era oferecida nas instituições do Estado soberano, há 17 anos, mas de maneira facultativa, e sem nenhuma atualização. Porém, agora serão abordados temas como gênero e sexualidade.

Para isso, um programa de oito semanas será instituído, através do Departamento de Educação para ouvir os alunos, pais e professores e definir quais assuntos devem ser abordados nas aulas.

“Sabemos, através de pesquisas com jovens LGBT+, que a maioria não aprende nada sobre esses assuntos nas aulas de educação sexual, o que os deixa mal informados sobre como lidar com decisões sobre relacionamentos, saúde e bem estar”, afirmou um representante da organização Stonewall, conhecida por promover atividades educacionais relacionados a diversidade.

Com a nova disciplina, o governo do Reino Unido espera diminuir a discriminação homofóbica. De acordo com a publicação, cerca de 50% dos professores europeus já presenciaram algum episódio de preconceito dentro do ambiente escolar.

Deputados baianos aprovam projeto do Dia do Orgulho Hétero.


Assembléia Legislativa da Bahia


A Comissão de Constituição e Justiça, da Assembleia Legislativa da Bahia, aprovou na quarta-feira (20), o Projeto de Lei que propõe instituir o Dia Estadual do Orgulho Heterossexual. A data escolhida para comemorar seria sempre no terceiro domingo de dezembro.

O autor do texto é o deputado pastor Isidório (PSC), que se identifica como ex-gay, e é um dos maiores críticos em relação às pautas do movimento LGBT. O projeto foi proposto pelo parlamentar em 2015.

“Estamos na vigência da semana dessa data muito importante que visa entre outros fatos valorizar a preservação da espécie humana, acabando assim com qualquer tipo de discriminação contra os heterossexuais. Além de sublimar a livre manifestação das famílias, daqueles que respeitam as opções sexuais de quem quer que seja, mas querem deixar claro a sua opção e não irão se envergonhar dela: HOMEM + MULHER = FILHOS”, afirmou Isidório através da sua assessoria de comunicação. As informações são do blog Me Salte.

Jornalista é demitido após fazer piada homofóbica com Pabllo Vittar na TV.


Apresentador Fábio Araújo e Pabllo Vittar


O jornalista Fábio Araújo foi desligado da TV Tambaú, afiliada do SBT na Paraíba, após protagonizar uma cena homofóbica envolvendo a drag queen Pabllo Vittar.

Na quarta-feira (20), durante o programa Tambaú Notícias – 1ª edição, o apresentador tratou a performer como motivo de chacota ao comentar a notícia que o cantor Falcão afirmou cantar melhor que ela.

Aos risos, Araújo colocou a música “Holiday foi muito”, do cearense, e apontava para uma foto de Pabllo no refrão “Homem é homem, menino é menino, macaco é macaco e viado é viado”. A atitude culminou na demissão do âncora.

Em nota, lida ao vivo, a emissora explicou o motivo para o desligamento do jornalista. “O apresentador teve um posicionamento que não condiz com os valores defendidos pela RTC. Em respeito ao ser humano, independentemente de crença, classe, etnia, gênero e/ou orientação sexual”, dizia o comunicado.

“Informamos ainda que foram tomadas medidas administrativas para que tal fato não volte a ocorrer. Dessa forma, pedimos desculpas aos nossos internautas e telespectadores e todos aqueles que se sentiram desrespeitados por tal atitude as nossas sinceras desculpas”, completou.

Briga de casal.




Um casal gay foi notícia em Balneário Camboriú depois que brigaram na rua 4502 neste final de semana e tiveram as imagens capturadas por morador. A briga teria sido por conta de um deles olhar para o lado no mictório do banheiro da boate em que estavam. A discussão teve lavação de roupa suja na rua e empurrões. Segundo grupo de WhatsApp de Santa Catarina, o casal sempre protagoniza barracos assim. Este terminou com o mais novo no chão, chorando, sendo acodido por populares.

MP manda supermercado suspender cartilha que incentiva violência contra LGBT.


Fachada da loja da Av. Paulista do Hirota Food, que fica no prédio da Gazeta.


Promotoria também exigiu que cartilhas já distribuídas sejam retiradas de circulação da rede Hirota Food em SP.

O Ministério Público do Trabalho de São Paulo mandou nesta sexta-feira (22) a rede Hirota Food Supermercados suspender a distribuição de cartilha que promove a discriminação contra pessoas LGBT. O órgão informa que tomará medidas judiciais caso a empresa descumpra o pedido.

A Promotoria considerou “discriminatório” o conteúdo da cartilha "Cada Dia Especial Família de 2017", que traz 31 mensagens que discorrem sobre casamento, relação entre pais e filhos e até dívidas da família. Os textos foram escritos pelo pastor Hernandes Dias Lopes, da Igreja Presbiteriana, e a publicação teve tiragem de 10 mil exemplares.

A notificação enviada pelo MP ao supermercado também exige que as cartilhas já distribuídas sejam retiradas de circulação e que a empresa deixe de produzir conteúdo desse tipo e o divulgar em suas lojas, site ou redes sociais.


Cartilha distribuída pela rede de marcados Hirota condena casamento entre pessoas do mesmo sexo.


Quando o caso começou a repercutir nas redes sociais, a rede de supermercados disse, em nota, que “lamenta qualquer transtorno que tenha causado pela distribuição da cartilha da família". "Reiteramos que em momento algum tivemos a intenção de polemizar, ofender ou discriminar qualquer forma de amor”, dizia o texto.

Recomendações na contratação

O MP enviou oito recomendações à rede, incluindo impedir qualquer distinção, exclusão, limitação ou preferência que cause discriminação de trabalhador potencialmente candidato ao preenchimento de vagas ofertadas pela empresa, devido a discriminação como de gênero, orientação sexual ou por arranjos familiares entre as pessoas.

“[O MP exige que a rede de supermercado] assegure a plena e efetiva igualdade entre mulheres e homens em seu ambiente de trabalho; que garanta o respeito à liberdade de religião, credo, de gênero e orientação sexual em seu ambiente de trabalho e da mesma forma respeite identidade de gênero, orientação sexual e forma de agir de todas as pessoas."



Cartilha de mercado Hirota traz interpretações de mensagens religiosas.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...