Slide 1 Slide 2 Slide 3

FILMES TEMATICOS GLS


FILMES DA QUARTA-FERIA (WEDNESDAY´S MOVIES)


FILME(INEDITO): DEPARTURE (UK-FRANCE-2015- LONGA DVDRIP- LEGENDADO EM PORTUGUES)


VEJAM O TRAILER NO FIM DO POST


SINOPSE: Beatrice visita sua casa de campo na França com seu filho Elliot. Sofrendo com a separação do casamento, Beatrice tenta colocar sua vida em ordem ao esvaziar a casa enquanto seu filho se relaciona com um jovem francês.

SYNOPSIS: Béatrice visite sa maison de campagne en France avec son fils Elliot. Souffrant de la séparation du mariage, Béatrice tente de mettre de l'ordre dans sa vie en vidant la maison pendant que son fils se rapporte à un jeune Français.

SYNOPSE: An English mother and teenage son spend a week in the South of France breaking up a summer home that has become one of the casualties of the boy's parents' crumbling marriage. Matters only become more complicated when an enigmatic local boy enters their lives. 


LINK UNICO: https://openload.co/f/7tgd0nEaFs4/Departure.2015.mp4#


(CLICKE DOWNLOAD, FECHE A PAGINA DE PROPAGANDA, TODAS QUE SURGIREM, CLICKE DOWNLOADS ATE BAIXAR AUTOMATICAMENTE)

FILME(INEDITO): ED WOOD (USA-1994- LONG RMVB- LEGENDADO EM PORTUGUES)


VEJAM O TRAILER NO FIM DO POST


SINOPSE: Um retrato da vida de Ed Wood (Johnny Depp) é concentrado nos anos 50, quando se envolveu com um bando de atores desajustados, incluindo um Bela Lugosi (Martin Landau) em fim de carreira, e fez filmes de péssima qualidade, que o fizeram passar para a história como o pior diretor de todos os tempos.

SYNOPSIS: Because of his eccentric habits and bafflingly strange films, director Edward D. Wood Jr. is a Hollywood outcast. Nevertheless, with the help of the formerly famous Bela Lugosi and a devoted cast and crew of show-business misfits who believe in Ed's off-kilter vision, the filmmaker is able to bring his oversize dreams to cinematic life. Despite a lack of critical or commercial success, Ed and his friends manage to create an oddly endearing series of extremely low-budget films.


OPÇAO1- PARTE1: https://mega.nz/#!FCxznTIK!NmH19euLU8G3yy6_4lsre00gH2O_YD4E3rvJTdfw0YM


OPÇAO1- PARTE2: https://mega.nz/#!UHZmXLSR!fzCzhXYjVQk5GtwgX33mWzrlr4cOKr08W1d6-ylRx3w


OPÇAO2- PARTE1: https://minhateca.com.br/GayDreamFilmes/Filmes/2018/Jan2018/Ed.Wood.1994.part1,1263015042.rar(archive)


OPÇAO2- PARTE2: https://minhateca.com.br/GayDreamFilmes/Filmes/2018/Jan2018/Ed.Wood.1994.part2,1263015043.rar(archive)

FILME(REPOSTAGEM): KICK OFF (UK-2011- LONGA RMVB- LEGENDADO EM PORTUGUES)


VEJAM O TRAILER NO FIM DO POST


SINOPSE: Uma equipe de futebol recém formada por homens gays enfrenta uma equipe estabelecida com uma merecida reputação de violenta, um capitão agressivo, e mais ação fora do campo do que nele.

SYNOPSIS: What happens when the hardest team in the Sunday Soccer league comes up against a gay team (pun intended) and finds they've finally met their match? Watch and wince as fledgling referee Elton Glixton struggles to control this testosterone tsunami as rude-boy meets bum-boy in this outrageous new comedy set in the crazy gung-ho world of 5-a-side footie. 


OPÇÃO1: http://www.mediafire.com/file/i7qmpbnhg1ui1ob/K1ck0ff_%282011%29_RMVB.rmvb


OPÇÃO2: https://my.pcloud.com/publink/showcode=XZ3mlH7ZHD2OmQ2uwFFD4UwwqfNAcJk6KgHX


OPÇÃO3: https://gavitex.com/share/xi71o7dte


OPÇÃO4: http://minhateca.com.br/GayDreamFilmes/Filmes/2018/Jan2018/K1ck0ff(2011)+RMVB,1260891365.zip(archive)

FILME(INEDITO): STAGE BEAUTY (UK-2004-LONGA DVDRIP- LEGENDADO EM PORTUGUES)


VEJAM O TRAILER NO FIM DO POST


SINOPSE: Em 1660 os papéis femininos no teatro eram sempre representados por homens. Ned Kynaston (Billy Crudup) é o ator inglês mais conhecido por interpretar mulheres, graças ao seu talento e também à sua beleza. Entretanto o rei Charles II (Rupert Everett) se cansa de ver sempre os mesmos rostos no palco e ordena que as mulheres também integrem as companhias teatrais. Com isso Ned perde sua função nas peças, perdendo completamente sua utilidade. Desiludido, ele vê apenas o suicídio como alternativa até que recebe a ajuda de Maria (Claire Danes), sua ex-camareira, que agora se tornou atriz.

SYNOPSIS: A female theatre dresser creates a stir and sparks a revolution in seventeenth century London theatre by playing Desdemona in Othello. But what will become of the male actor she once worked for and eventually replaced?


LINK UNICO: https://openload.co/f/tW2-6vN8F8s/Stage_Beauty.mp4#


(CLICKE DOWNLOAD, FECHE A PAGINA DE PROPAGANDA, TODAS QUE SURGIREM, CLICKE DOWNLOADS ATE BAIXAR AUTOMATICAMENTE)

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (1) Comente aqui!

1 comentários:

CONFISSÕES DO DIVÃ




Os textos apresentados nesta seção buscarão ilustrar situações, angústias, problemas e experiências vivenciadas por alguns homens gays. Não existem experiências universais, comuns a todos os homens gays, cada um de nós é constituído e atravessado por diversas características que tornam a sua experiência única.  Nossa principal ideia aqui é pensar em possibilidades de enfrentamento para as questões aqui representadas, que em menor ou maior grau podem ser semelhantes com alguma das histórias vivenciadas por você. Essas histórias não são uma representação literal de histórias reais e sim textos fictícios.

O Dr. Alexandre é formado em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atua como psicólogo clínico no Espaço Recontar na região de São José / SC. Fundamenta seu trabalho pelos princípios da Psicologia Sistêmica. Compreender os fenômenos psicológicos sistemicamente significa, literalmente, “colocá-los” dentro de seu contexto, estabelecendo a natureza das suas relações.

Você pode fazer perguntas e sugerir temas que nosso psicólogo responderá com todo prazer.

Bem, vamos ao tema de hoje:

O trabalho prejudica demais o nosso relacionamento!

Alexandre de Souza Amorim, Psicólogo
alexandresouza.psicologo@gmail.com


 

Eu e ele moramos juntos há um ano e estamos juntos há três. Nos amamos, temos muitos objetivos de vida em comum e já adquirimos muita coisas juntos, por exemplo o nosso apartamento. Sempre foi tudo muito intenso e corrido. Mas sempre, SEMPRE encontrávamos tempo para curtimos um ao outro. Nos últimos três meses as coisas tem sido diferente. Estamos sempre cansados, chegamos em casa conversamos um pouco e logo já estamos dormindo. No sábado ele trabalha. Chega sem disposição para nada e no domingo tudo que fazemos é ficar em casa para descansar e juntar forças para mais uma semana. No começo parecia não haver nada de errado com isso, mas agora esta pesando muito. Nos beijamos menos, transamos menos, saímos menos, embora a gente tenha conversado e sabemos que nos amamos muito ainda. Como podemos lidar com isso sem ter que abrir mão do relacionamento ou do trabalho?Nossos casais de amigos não passam por isso e sinto-me envergonhado, como se estivéssemos no caminho errado.

Osvaldir, 28 anos

Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

CONTOS DO LEITOR


A casa abandonada - sexo gay ao ar livre
Autor: Fabinho 

 

Sempre ouvira dizer que era um dos points de pegação na cidade, mas nunca tinha coragem de ir conferir pessoalmente. Talvez por medo de ser apanhado em flagrante, já que, apesar de aparentemente discreto, o lugar fica a poucos metros de um dos pontos turísticos mais movimentados que temos por aqui. Ou, sei lá, de encontrar, em vez de caras a fim de foder, querendo outro tipo de coisa. Sair querendo pica e ser assaltado não é propriamente um fetiche meu, é o seu, por acaso?
Ontem, porém, a curiosidade falou mais alto. Era fim de tarde, quase começo de noite, mas o horário de verão ainda nos daria algumas horas de claridade. E a oportunidade para um pouco de diversão.
Foi suficiente para chegar e ver que havia algum movimento no local. Três caras circulando pelas ruínas daquilo que, um dia, fora uma casa. Paredes ainda de pé, mas nem vestígios do telhado. Vários cômodos à disposição para brincadeiras furtivas entre adeptos de uma boa sacanagem entre machos.
Dois deles pareciam formar um casal e só fiquei curtindo, de voyeur, a transa deles. O de boné azul bombava com gosto o rabinho do colega do boné branco. Lamentei ter vindo sem um dos meus. Tenho uma coleção grande. Fiquei excitadíssimo com a cena. Ambos pareciam estar curtindo muito, tanto quem comia, quanto quem era comido.
Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

DICAS DE BELEZA


Dicas de Cuidados com o Corpo
Carnaval chegando, e quem não quer fazer bonito na multidão, hein? Trouxemos algumas dicas para dar uma pequena melhorada no seu visual

 

1.             Limpeza da pele. O banho ajuda retirar as impurezas e eliminar as células mortas do corpo. Evite a água quente, que provoca o ressecamento e utilize sabonetes neutros com ingredientes hidratantes.
2.             Para firmar os tecidos do corpo, utilize ducha fria.
 
3.             Para ativar a circulação do corpo, dê um choque térmico: alterne entre água fria e água quente.
4.             Antes de entrar no chuveiro, passe uma boa camada de creme nutritivo no rosto e no pescoço. O vapor facilita a penetração do creme na pele e intensifica seus efeitos, tanto no rosto quanto no corpo.
 
5.             Uma vez por semana, utilize um esfoliante corporal para fazer uma limpeza profunda.

 
6.             Após estar com a pele limpa, use e abuse dos hidratantes corporais. A hidratação ajuda a devolver à pele seus protetores naturais e a protegê-la contra fatores externos.

Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

MINHA VIDA GAY

'Escondi ela no armário por horas': lésbica conta como é viver com a namorada no Irã, onde ser gay é ilegal.


Relacionar-se com alguém do mesmo sexo ainda é prática proibida por lei em 77 países



Após o ataque que matou 49 pessoas em uma boate gay de Orlando, nos Estados Unidos, foram organizadas ao redor do mundo vigílias em solidariedade à comunidade de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros (LGBT).

No entanto, em 77 países ainda existem leis que punem, até com a pena de morte, qualquer "conduta homossexual".

Um deles é o Irã, onde alguém condenado por cometer um ato homossexual pode receber a pena capital. Lá, ser gay pode ser motivo de grande tensão nas relações familiares.

Sara* tem 23 anos e, há quatro, vive com sua namorada. Ela e sua mãe, com quem as duas moram, contaram à BBC as dificuldades que enfrentam em suas vidas. Confira:

O depoimento de Sara

"Tinha 11 ou 12 anos quando me apaixonei pela primeira vez por uma mulher. Contei para minha prima, que ficou horrorizada. Ela me chamou de hamjensbaaz: sapatão.

Na hora, não me dei conta que era um insulto, mas soube que, se contasse para mais alguém, fariam pouco de mim.


Irã é um dos países que têm leis contra qualquer "conduta homossexual"


Uma vez disse à minha treinadora que sentia algo por ela, e ela me respondeu dizendo para ler o Alcorão.

Quando conheci minha companheira, Maryam*, há quatro anos, não estava certa de que era gay. Conversamos pela internet e, quando fomos em nosso primeiro encontro, conheci uma menina pequena e delicada. Fiquei fascinada com sua beleza e pensei: 'Ela realmente será minha namorada?'.

Minha mãe escuta nossas conversas íntimas por telefone. Às vezes, pela manhã, checa nosso quarto, olha para as almofadas e diz: 'Por que vocês duas dormem tão juntas?'.

Ou sugere que a cama é muito pequena e que uma de nós deveria dormir em outro lugar. Também entra no quarto sem avisar e sempre verifica se a porta está aberta. Gostaria de pedir que parasse, e que isso não compete a ela.

Minha mãe tem medo. Posso ser muito agressiva. Não machucaria ninguém, mas se estou sob muita pressão, estouro. Já aconteceu antes, e saí de casa duas vezes. Não tinha para onde ir, por isso voltei alguns dias depois.

Uma vez, no meio da noite, a escutei chorando e pedindo a Deus que me curasse. É muito difícil.

Fui ingênua de pensar que, como meus primos trazem suas namoradas para as reuniões familiares, eu também podia fazer isso. Minha família tornou-se cada vez mais hostil, e, na festa de aniversário do meu primo, todos ignoraram Maryam.

Foi incômodo, e tivemos de ir embora. Eles me amam, mas a odeiam. Não consigo suportar isso. É ridículo.

Uma vez, quando meus tios vieram nos visitar, tive que escondê-la no armário por horas. Quando minhas tias vieram sem avisarem, Maryam pediu que a escondesse outra vez para que não tivesse de vê-las.

Às vezes, tenho pena da minha mãe. Tem quase 70 anos e é religiosa. Não posso discutir com ela e temo que não seja capaz de suportar tudo isso.

Também acredito em Deus e rezo todos os dias. Busco por algo no Alcorão que mostre que a homossexualidade pode ser compatível com o Islã. Mas não encontro e não posso perguntar a um imã.

Uma vez, fui a uma terapeuta, e ela começou a me insultar. "Não entende que até as vacas sabem como ter um sexo normal?", ela perguntou. Disse que eu estava violando as leis da natureza.

Em dado momento, pensei que a única forma de enfrentar isso seria mudar de sexo. No Irã, ser transexual é considerado um transtorno médico tratável, mas é ilegal ser homossexual.


Muitos homossexuais iranianos tiveram de deixar o país por medo de serem punidos


Às vezes, as pessoas são incentivadas a fazer a cuirurgia de mudança de sexo para que não "caiam em pecado" vivendo como homossexuais.

Os médicos não costumam ser honestos quando opinam se ser transexual realmente requer uma operação, por isso as pessoas ficam confusas com frequência.

Tive dez sessões com uma terapeuta, que me analisou e me colocou na lista de espera para a cirurgia, mas não acho que conseguiria me submeter a ela. Poderia me arrepender. Além disso, minha namorada odiaria. Poderia me deixar.

E não há como voltar a ser o que era se você muda de ideia. Conheço pessoas transgênero que, depois da operação, sofreram com depressão e problemas de saúde mental.

Vi uma mulher em uma clínica que havia feito a operação para virar homem. Estava chorando e implorando que revertessem a operação. Dizia que não podia viver no corpo de um homem. Fiquei horrorizada.

De qualquer forma, tenho uma aparência bem masculina. Tenho cabelo curto e uso jeans folgados, relógio de homem e sapatos esportivos.

Fico encantada com o poder que os homens têm e adoro me comportar como um homem no meu relacionamento. Às vezes, quando vejo casais heterossexuais, me sinto fraca por não poder proteger minha companheira como quero.

A polícia moral já deteve nós duas quando saímos juntas, e fomos interrogadas. Uma vez, estávamos em um parque, e tirei meu véu. Um homem se aproximou, me perguntou se eu era mulher, e eu disse: "Sim".

Ele me disse para acompanhá-lo, mas, quando lhe mostrei o cartão que me deram no centro de terapia transexual, ele me deixou ir. Esse cartão significa que tenho permissão de sair em lugares públicos sem levar o hijab, porque te permitem viver como um homem antes da operação.


Homossexuais iranianos são incentivados a mudarem de sexo


Hoje, é possível ver mulheres jovens como eu nas ruas, e é um pouco mais tranquilo do costumava ser. Mas, há alguns anos, quando caminhava por Teerã, me sentia totalmente insegura.

Fico preocupada que me detenham, chequem meu telefone e encontrem fotos ou mensagens de texto para minha namorada, me levem para a prisão, confisquem meu passaporte e até me matem.

Gostaria de me casar com ela. Quem sabe um dia, quando sairmos do Irã, isso seja possível."

O depoimento da mãe de Sara

"Não sei se é um tipo de doença ou o que é. Sob o Islã, é pecado. Ela não aceita que eu diga isso, mas não está certo.

Soube desde o início que seu relacionamento não era só amizade. Não havia problemas com suas outras amigas. Conhecia suas famílias e seus antecedentes. Mas essa mulher é uma completa estranha. Não sei como se conheceram.

Costumavam sair juntas, e minha filha voltava muito tarde para casa. Dizia que sua amiga era muito jovem e que não sabia como voltar para casa e, por isso, precisava levá-la até a estação de trem.

Pensei que era melhor se ficassem juntas em casa. É perigoso estar lá fora. É melhor ficar em casa do que ficar perambulando por parques e até mesmo hotéis. Foi assim que essa mulher passou a viver na minha casa.

Não interfiro. Essa mulher vive aqui comodamente. Não sai do quarto quando minha filha não está em casa. Ela come no quarto, inclusive. Sei o que está acontecendo, mas fico calada. Tento evitá-las. Sempre que possível, saio para não ter de vê-las.

Odeio essa mulher, mas, pelo bem da minha filha, a aguento em minha casa. Minha filha fica presa entre ela e eu. Se ela fosse uma amiga normal, não teria nenhuma objeção. Não quero que minha filha fique sozinha, e é bom que tenha uma amiga próxima.


Muitos saíram às ruas em Londres para demostrar solidariedade pelas vítimas do ataque em Orlando; no Irã, isso é inimaginável


Se fossem só amigas normais, eu mesmo pediria que ficassem juntas pelo resto da vida. Mas sei que essa mulher é grosseira e sem vergonha. É atirada e descarada. Está corrompendo minha filha. Aproveita-se da Sara e a faz gastar dinheiro. São como amantes e compram coisas para se presentearem.

Fui amável com essa mulher. Dei conselhos de mãe a ela e lhe pedi que encontrasse um marido, mas ela se incomodou e contou para minha filha.

Minha filha está muito sozinha, e acho que, se disser algo para essa mulher, partirei seu coração. Tenho muito medo de dizer qualquer coisa. Se provoco essa mulher para que ela se vá de minha casa, minha filha poderia se magoar, e eu lamentaria pelo resto de minha vida.

Ela poderia incendiar a casa. Uma vez, ameaçou fazer isso. Fico preocupada que se machuque, então, fico calada. Odeio falar disso.

Se Sara tivesse um irmão ou seu pai estivesse vivo, essa mulher não se atreveria a vir aqui e se envolver com minha filha dessa forma. Perguntei a ela: "O que significa esse anel em seu dedo? Tire-o para que um jovem te faça uma proposta". Ela respondeu: "Não me casarei até que sua filha se case".

Preciso que alguém fale com minha filha, faça ela pensar no futuro. Porque ficará velha e não terá filhos. Essa mulher não ficará com a minha filha. Ela a deixará e se casará com um homem!


O ataque a uma boate gay na Flórida gerou comoção ao redor do mundo


Minha filha é especial. É amável e inteligente, e sempre digo a ela que é perfeita, exceto por esta única coisa. É anormal.

Essa mulher é uma tortura para mim. Não sei o que fazer. Não gosto de deixá-las sozinhas em casa nem por uma noite e muito menos que vivam juntas.

Não consigo achar uma solução. Não sei como salvar a vida da minha filha."

*Os nomes das entrevistadas foram alterados. Sara e sua mãe falaram à jornalista da BBC Leyla Khodabakhshi.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

SEXO

10 Dicas: Sexo homem com homem.


Não há uma regra básica para o sexo gay, que em nada diverge do sexo entre heterossexuais. Todos têm seus desejos, tanto o heterossexual quanto o gay em uma relação homem com homem. Contudo, entender o básico do que acontece no sexo gay pode ajudar a garantir alguns dos melhores momentos de prazer gay da sua vida.





Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

ARTE HOMOEROTICA E QUADRINHOS EROTICOS






QUADRINHO EROTICO - EROTIC COMICS


PIG X DIRECTOR


ESPAÑOL- ENGLISH - PORTUGUES)


VEJA ABAIXO- VEA ABAJO- SEE BELOW

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

GATO LEGEND MEN

GAVIN WOLFE







Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

RELIGIÃO

"A história gay da Bíblia que os fanáticos religiosos fingem desconhecer." 

Por Kiko Nogueira.


Jônatas e Davi por Gottfried Bernhard Goez, 1708-1774. A cabeça de Golias no canto inferior direito


Os evangélicos fundamentalistas que estão por trás (opa) de todas as batalhas pelo obscurantismo no Brasil usam a Bíblia a seu bel prazer.

A justificativa para a “cura gay”, por exemplo, é baseada em versículos como este do Levítico:

“Se um homem se deitar com outro homem como quem se deita com uma mulher, ambos praticaram um ato repugnante. Terão que ser executados, pois merecem a mor­te.”

A Primeira Epístola de Paulo aos Coríntios, outro favorito da turma, ensina o seguinte: “Não errais: nem os impuros, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem malakoi, nem arsenokoitai herdarão o reino de Deus”.

Os livros dos felicianos e malafaias traduzem essas palavras gregas como “efeminados e homossexuais”. Traduções mais recentes e criteriosas preferem “pervetores”, “pervertidos” ou “imorais”.

Paulo, que se chamava Saulo e era um devasso antes de se converter cristão, fazia uma referência à licenciosidade do Império Romano sob Nero — o qual, segundo a tradição, o decapitou.

Mas a história que os crentes preferem ignorar é a de Davi e Jônatas, presente em Samuel I e II.

Jônatas era filho do rei Saul de Israel e seu sucessor natural. Mas fez uma aliança com Davi, que acabou sendo escolhido para o trono, o que Jônatas aceitou de coração. “O que tu desejares, eu te farei”, declara.

“Jônatas o amava como à sua própria alma”, diz a Bíblia. Numa cena, ele tira a roupa e se deita com o amado. “Beijaram-se um ao outro”.

É belíssimo — como, aliás, toda a saga de Davi, um homem cheio de contradições, capaz, por exemplo, de mandar um general para o front para poder ficar com a mulher dele, Betsabá. 

No sonho da quadrilha crente, as páginas com o amor de Davi e Jônatas seriam queimadas — juntamente com os gays.

Jesus pregou: “E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”. A eles não interessam nem a verdade e nem a libertação, muito menos a de si mesmos.

(1SM 18:1-4) “E sucedeu que, acabando ele de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a alma de Davi; e Jônatas o amou, como à sua própria alma. E Saul naquele dia o tomou, e não lhe permitiu que voltasse para a casa de seu pai. E Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma. E Jônatas se despojou da capa que trazia sobre si, e a deu a Davi, como também as suas vestes, até a sua espada, e o seu arco, e o seu cinto.”

(1SM 20:3) “Então Davi tornou a jurar, e disse: Teu pai sabe muito bem que achei graça em teus olhos; por isso disse: Não saiba isto Jônatas, para que não se magoe. Mas, na verdade, como vive o Senhor, e como vive a tua alma, há apenas um passo entre mim e a morte. E disse Jônatas a Davi: O que disser a tua alma, eu te farei.”

(1SM 20:41) “E, indo-se o moço, levantou-se Davi do lado do sul, e lançou-se sobre o seu rosto em terra, e inclinou-se três vezes; e beijaram-se um ao outro, e choraram juntos, mas Davi chorou muito mais.”

(2SM 1:25-26) “Como caíram os poderosos, no meio da peleja! Jônatas nos teus altos foi morto. Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas; quão amabilíssimo me eras! Mais maravilhoso me era o teu amor do que o amor das mulheres.”

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

DIREITOS

4 projetos de lei que podem mudar a vida de LGBTs brasileiros em 2018.


Manifestantes protestam em São Paulo, após um juiz do Distrito Federal decidir que psicólogos estão liberados para aplicar tratamentos de "reversão sexual".


A morte de Dandara. As críticas e o boicote à mostra Queermuseum, em Porto Alegre. O dado que mostra que homofobia faz uma vítima a cada 19 horas. A decisão do juiz do Distrito Federal que autorizou psicólogos a aplicar tratamentos de "reorientação sexual". 2017 não foi um ano fácil para LGBTs no Brasil.

Atualmente, existem cerca de 20 propostas ligadas a questões de gênero e que dizem respeito à população LGBT em tramitação na Câmara e no Senado. Entre elas, o direito à troca de nome e sexo, a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo e injúria por gênero.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

HOMOSSEXUALIDADE

Todo homofóbico é gay enrustido?




E daí você fica pensando toda vez que encontra aquele namorado homofóbico da sua amiga, bem do tipo que adora falar mal de “viado”: “por que ele se incomoda tanto com a minha presença?”.

Funciona mais ou menos assim: quanto mais ele é forçado a aceitar você como igual, mais ele te odeia e sente raiva.

Mas por que diabos ele preferiria que você fosse diferente? Será porque ele não quer se reconhecer como igual a você?

O gay que defendia a cura gay.

A notícia divulgada há algum tempo pelos veículos norte-americanos levantou uma discussão antiga: homofobia em excesso pode ser sinal de homossexualismo?

O ex-defensor da cura gay John Smid resolveu se deixar levar pela sua real orientação sexual e anunciou publicamente a oficialização da união com o namorado, Lary McQueen.

Acredite ou não, mas Smid passou 18 anos de sua vida lutando contra todos os homossexuais. Ele chegou, inclusive, a pedir às pessoas que rezassem para que os gays se distanciassem. Isso tudo, claro, até levar uma boa piroca no meio do rabo.

``Eu tinha fé na cura gay, mas isso nunca aconteceu. Agora, na minha idade, já não tenho muitos anos restantes, não posso viver mais assim pelo resto da minha vida. Então, eu pensei que não, eu não estou disposto a continuar empurrando algo que não vai ocorrer (…)  Conheci McQueen gradualmente, até que chegou um momento em que descobrimos que queríamos conhecer melhor um ao outro por meio de uma relação amorosa. Conforme saiamos, compartilhávamos as mesmas expectativas de vida, filosofias pessoais e nossos valores de fé. Encontramos uma compatibilidade que era confortável e emocionante.``


John Smid, à esquerda, e o marido, Larry McQueen


E o que diz a psicanálise?

Gostou da reviravolta na vida de John? Então, choque-se com a resposta que vem da própria psicanálise:

´´a homofobia é o resultado de impulsos homossexuais reprimidos dos quais a pessoa não tem consciência ou os quais nega.``

Ficou bege? Calma que tem mais!

O teste da neca presa.

Publicado em 1996, um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Georgia, nos Estados Unidos, fornece evidências empíricas que são consistentes com essa teoria psicanalítica.

Os cientistas conduziram um experimento envolvendo 64 homens, de 20 anos em média. Todos os participantes selecionados se descreveram como exclusivamente heterossexuais, ambos em termos de excitação e experiência.

Eles foram divididos em 2 grupos.

O primeiro grupo foi formado por 35 homens classificados como homofóbicos, por terem respondido “sim” a perguntas como “você se sente desconfortável trabalhando ao lado de homossexuais?”, “ficaria nervoso num grupo de homossexuais?” e “se um membro do gênero masculino se insinuasse para você, ficaria furioso?”

O segundo grupo, de 29 homens, foi formado por não-homofóbicos, ou seja, pelos homens que responderam “não” para essas mesmas perguntas.

Os homens entravam em uma sala com luz baixa, cadeira confortável e recebiam um pletismógrafo penil (uma argola de borracha recheada de mercúrio líquido), que era colocada ao redor da neca de cada um deles. Se eles se excitassem, a argola espicharia e o mercúrio mediria essa empolgação de acordo com o inchaço peniano.

Curioso para o resultado?

Homens em ambos os grupos (homofóbicos e não-homofóbicos) excitaram-se no mesmo grau pelo vídeo mostrando comportamento heterossexual e pelo vídeo mostrando duas mulheres fazendo sexo. A única diferença significativa no grau de excitação foi quando assistiram ao vídeo mostrando sexo homossexual masculino…

Adivinha? Os homens homofóbicos tiveram um aumento 4 vezes maior na circunferência peniana, enquanto os não-homofóbicos não apresentaram estimulação alguma.

Após esses registros, os cientistas perguntaram para cada um deles se eles haviam tido uma ereção ao assistir o vídeo entre os 2 homens, e pasmem: Os homofóbicos, já flagrados no teste, responderam, convictamente, que não!

Moral da história.

Claro que os resultados podem ter sido influenciados pela ansiedade dos homens ditos homofóbicos, assim como também não podemos generalizar que todo homofóbico tem desejos homossexuais. Não há como descartar questões culturais que os levam à rejeição aos gays, por exemplo, e a dificuldade de lidar com o diferente.

Acontece que muita gente só aceita a sua verdade como verdade absoluta. E isso vale para tudo, não apenas para a sexualidade. Então, “se eu sou hétero, todos também devem ser”.

Mas um fato é incontestável: pessoas que nascem gays e crescem em um ambiente repressivo aprendem a suprimir essa homossexualidade. E o que acontece? Desenvolvem um sentimento de raiva de si mesmo tão grande, que acabam trasbordando e projetando isso em outros gays, bem resolvidos.

Lembre-se disso na próxima vez que conhecer alguém extremamente preconceituoso.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

E´ UM CONVITE ?








Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

FOFOCAS DE CELEBRIDADES - GOSSIPS



Camila Cabello tem o álbum mais vendido do mundo nesta semana.



Alguém duvidou do poder de Camila Cabello depois de Havana? Se quando ela saiu do Fifth Harmony alguém duvidou de seu potencial, agora já pode se arrepender. Ela é um sucesso e agora conquistou o mundo!



Surpresa boa! James Blake retorna com o single ‘If The Car Beside You Moves Ahead’.



James Blake está de volta com um novo single que beira uma vibe futurista. If The Car Beside You Moves Ahead é a primeira faixa a ser lançada pelo produtor desde 2016. A faixa já chegou acompanhada de um clipe que acompanha a jornada de um motorista em um carro andando por uma cidade.

Seria esse o primeiro indício de que teremos o quarto disco de estúdio do produtor esse ano? Tudo indica que esse é o primeiro single do sucessor de The Colour in Anything.



Thirty Seconds To Mars lança ‘Dangerous Night’, seu novo single pop.



Estavam com saudade de Thirty Seconds To Mars? Depois de terem lançado Walk On Water em 2017, começaram 2018 com um novo single, o Dangerous Night.

A nova música da banda tem uma proposta totalmente diferente do que a banda propunha em seu início. Com o passar do tempo, Thirty Seconds To Mars veio incorporando mais do pop em seu repertório, até chegar em Dangerous Night, onde o rock quase não tem presença, a não ser pelo toque da guitarra bem suprimido.



Lucas Lucco esmurra e detona Homofóbico que critica parceria dele com Pabllo Vittar.




Lucas Lucco rebateu um comentário de um internauta sobre as fotos de divulgação do clipe “Paraíso”, que mostra os dois agarrados e em clima sexy.



Um seguidor acusou o cantor de ser uma “má influência para as crianças”, e Lucas rebateu.

“Somando atitude como essa, eu posso ajudar a diminuir o número de crianças que vão crescer e propagar ódio e preconceito como vocês hoje. Se eu não conseguir, no mínimo os meus filhos não vão ter essa mentalidade. E isso já me dá muito orgulho”.



"Com Amor, Simon conta a história de um garoto tentando sair do armário".



O filme “Com Amor, Simon”, que ganhou um novo trailer nesta teça-feira (16), conta a história de um adolescente de 17 anos, interpretado por Nick Robinson, que enfrenta o temor de sair do armário para todos os seus amigos e família.

Ele começa a criar coragem para revelar a todos sua sexualidade, quando descobre que um outro adolescente anônimo no mesmo colégio também é gay, e começa a se comunicar com ele pela internet.

Confira o novo trailer abaixo:




“Com Amor, Simon” é baseado no livro “Simon vs. a agenda Homo Sapiens”, publicado por aqui pela Editora Intrínseca. No elenco também estão Katherine Langford, de “13 Reasons Why”, Colton Haynes, Alexandra Shipp, Jennifer Garner, e Josh Duhamel.

O filme tem estreia programada para 22 de março nos cinemas brasileiros.

Diretor confirma continuação de “Me Chame Pelo seu Nome”.


Os atores Thimothée Chalamet e Armie Hammer em cena do filme Me Chame Pelo Seu Nome


Após muita especulação, o diretor Luca Guadamino finalmente confirmou a continuação de “Me Chame Pelo seu Nome”, um dos indicados ao Oscar 2018. Em entrevista ao Hollywood Repórter, o cineasta adiantou que a epidemia de Aids, nos anos 1980 será um dos assuntos abordados na trama.

“Acho que será uma parte muito relevante da história. Acho que Elio será um cinéfilo, e gostaria que ele estivesse no cinema assistindo ao filme ‘Uma Vez Mais’ (filme francês que foi pioneiro ao abordar o tema)”, afirmou ele.

O primeiro longa conta de um jovem de 17 anos (Thimothée Chalamet) que se apaixona pelo amigo do seu próprio pai (Armie Hammer) durante um verão preguiçoso na Itália, e já rendeu alguns prêmios, inclusive a indicação de Melhor Filme no Globo de Ouro, categoria que também concorre no Oscar, além de Melhor ator para Chalament.

Soldados da Inglaterra sensualizam no Quartel ao som de Satisfaction!





Gaspard Ulliel em Saint Laurent.











James Cerne...








Callum Turner...






Juliano Cazarre...





Dudu Pelizzari...














Adrian Escobar...





POXA...GOSTOSO, HEIN!



MENININHO NA CAM






Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...