Slide 1 Slide 2 Slide 3

DIREITOS

São Paulo tem mutirão de retificação de nome social e gênero para pessoas trans.


Em celebração ao Dia da Visibilidade Trans (29 de janeiro), o primeiro mês do ano foi escolhido para realização do projeto.


A Coordenação de Políticas para LGBT lançou o “Mutirão de Retificação de Nome e Gênero” para pessoas travestis, mulheres transexuais e homens trans na cidade de São Paulo, em razão da grande dificuldade e falta de informação por parte da comunidade T – que muitas vezes desconhece seus direitos. O objetivo do projeto é resgatar a cidadania e o respeito dessas pessoas para que elas possam ter acesso às questões mais básicas como emprego, saúde e educação.

Laura Prevato, mulher transexual integrante do CAIS (Centro de Apoio e Inclusão Social de Travestis e Transexuais), ainda não tem o nome retificado e relata que já passou por constrangimentos. Para ela, a retificação do nome e gênero é sinônimo de segurança: “Com certeza a retificação traz autenticidade em todos os aspectos, desde entrevistas de emprego até uma simples consulta no médico. É a formalização física, no papel, de quem você realmente é”, afirma.

Raira Santos, mulher transexual e recepcionista no Centro de Cidadania LGBT Luiz Carlos Ruas, diz que se sente respeitada após ter seu nome retificado. “Muita coisa mudou, me sinto completa. As pessoas passaram a me reconhecer pelo nome que eu escolhi”, declara.

O mutirão terá limite de 50 participantes e as pessoas interessadas em retificar seu nome e gênero poderão se inscrever em um dos Centros de Cidadania LGBT, de 10 a 29 de janeiro.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...