Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

Você já passou da idade de ficar com gente enrolada.




Cara casado, com filhos e sem nenhuma pretensão de sair do armário. Cara que não consegue esquecer o ex. Cara que some, que não responde as suas mensagens, mas se diz interessado. Cara que não assume o relacionamento de vocês. Cara que você nem certeza se é gay mesmo tem…

Na boa, desculpa, mas você já passou da idade ficar com gente enrolada.

Entendo que aos 13 ou 14 anos, quando você sentiu borboletas no estômago pela primeira vez, toda essa adrenalina e atração pelos amores impossíveis era algo que realmente fazia sentido.

Foi quando surgiram os primeiros joguinhos. Quando as indiretas no MSN bombavam. Quando você via os filmes de comédia romântica e se imaginava ali, vivendo uma história heroica no lugar do personagem principal.

Mas agora, crescido e com os exames em dia, por que diabos você continua alimentando a sua imaginação com relações que não existem?

O nome disso é auto sabotagem

Sim, porque no fundo você sabe que vai dar ruim.

Sabe que o boy não vai largar a família, cachorro e periquito para ficar com você. Sabe que o cara do trabalho que tem namorada/esposa e te dá umas olhadas, muito provavelmente – e com sorte – só tá interessado em uma aventura casual. Em uma primeira vez anal. Em um boquete despretensioso.

Sabe que aquele outro boy sumiu porque não tá a fim mesmo. E o outro bagunçou completamente a sua vida porque é um caos emocional, e não consegue lidar com os próprios problemas sem envolver outras pessoas na confusão dele.

Você sabe de tudo isso. E, mesmo assim, não consegue largar o osso. Fica se enganando. Se iludindo. Se auto boicotando.

Inventa mil desculpas para a realidade que é só uma: ele não vai ficar com você.

Claro, é bem mais fácil viver histórias de mentira e continuar acreditando que amores de verdade não existem. Daí, se não der em nada, a culpa não foi sua, não é mesmo?

Quer saber a real?

Você gosta mesmo é de sofrer. De lamentar as escolhas erradas numa mesa de bar, ouvindo relatos de amigos que também estão na merda. De botar uma música estilo “cortar os pulsos” para tocar e chorar pelo boy que não te quer…

Puta que pariu!

Faça o seguinte:

Deixe ele ir embora!

Os contos de fadas, os filmes da Disney e as novelas da Globo, todos sempre com um final feliz, fizeram você acreditar que, inevitavelmente, tudo acabará bem.

Mas isso NÃO É verdade!

Entenda que às vezes a melhor opção é deixar ir embora.

Lamento, mas a sua vida será um mar de alucinações e desesperança se você continuar saindo com gente enrolada.

No mundo adulto, o desafio de tentar conquistar uma pessoa que está, com o perdão da palavra, pouco se fodendo pra você, é totalmente inútil.

Medo, carência, solidão, ego… Seja qual for a razão pela qual você insiste em um amor improvável, está na hora de deixar essas fragilidades de lado e amadurecer. Pirraça só combina com criança que não entende bem essa coisa complexa que é querer ter e não poder.

Aceite, desapegue e abra o seu leque de opções para novas oportunidades. Você verá que tem um mundão com mais de 7 bilhões de habitantes aí fora para ser desbravado.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...