Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Cadetes russos são investigados após vídeo sensual com uniforme.


Cadetes aéreos russos estão sob investigação após vídeo sensual 


Uma brincadeira feita pelos cadetes do Instituto de Aviação Civil de Ullyanovsk (UIGA), na Rússia pode resultar em uma verdadeira dor de cabeça para eles e até na expulsão dos envolvidos.

Um grupo de alunos da escola militar está sob investigação, após gravar um vídeo com cenas bem sensuais, no qual aparece fazendo tarefas domésticas como passar roupa e comendo bananas apenas de cuecas quepes, gravatas e botas.

Os estudantes dançam nas imagens ao som da música Satisfaction, do Benny Benassi. Segundo as normas da escola, os cadetes têm por obrigação respeitar o seu uniforme e a reputação do instituto.

Outra questão é o fato do registro conter altas características homossexuais, no país, onde a sexualidade é reprovada por 83% da população, de acordo com uma pesquisa realizada recentemente. Além da lei, em vigor desde 2013, a qual proíbe qualquer tipo de “propaganda gay”.

83% dos russos reprovam a homossexualidade, revela pesquisa.




Ano de Copa do Mundo e é comum aumentar a demanda de turismo para a Rússia, sede do mundial em 2018. Porém, se você está entre os interessados a fazer esta viagem, deve pensar duas vezes, pois o país está longe de ser o melhor lugar para conviver como gay no planeta.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo instituto Levada Center, 83% da população russa – residentes tanto em áreas rurais quanto urbanas – considera a prática homossexual, como sempre ou quase “reprovável”.

O levantamento entrevistou 1.600 pessoas, e deste universo, apenas 8% afirmou não ter nada contra em relação a pessoas que praticam sexo com outras do mesmo sexo. O número se mostra alarmante, visto que, estudos anteriores feitos em 1998, mostravam que 68% da sociedade condenava a homossexualidade.

Vale lembrar que desde 2013 vigora uma lei que proíbe qualquer forma de “propaganda gay”. Chamadas de relações sexuais não tradicionais, carinhos, mãos dadas, beijos, entre outras manifestações de afetos é altamente condenável.

MPF recomenda presença de pessoas trans nas Forças Armadas.


Forças Armadas LGBT


Uma recomendação emitida pelo Ministério Público Federal na última sexta-feira (12) pedindo para as Forças Armadas Brasileiras passem a aceitar transexuais nos seus quadros de militares.

A Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão do Rio de Janeiro afirma que a identidade de gênero de um servidor não deve ser visto como motivo para a sua reforma (aposentadoria) ou forma de incapacidade para o seu trabalho no Exército, Aeronáutica ou Marinha.

O texto foi assinado pelos procuradores Ana Padilha e Renato Machado, que apesar de não ter caráter judicial, foi estabelecido um prazo de 30 dias para que a recomendação seja seguida, com “pena de impetração da medida judicial cabível em caso de inércia ou descumprimento”, caso a ordem não seja respeitada.

A medida também recomenda as Forças Armadas a implementar programas de combate a LGBTFobia dentro do ambiente militar.

Império de Casa Verde lança ala LGBT e adere à campanha contra o preconceito no carnaval.


Logo Império de Casa Verde 2018


A escola de Samba paulista Império de Casa Verde se juntou à Coordenação de Políticas para LGBT da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) na campanha “Carnaval é alegria, diga não à LGBTfobia”, que tem o intuito de reduzir a discriminação por orientação sexual durante o carnaval e vai apresentar no desfile uma ala totalmente dedicada à diversidade.

A ação, que também foi abraçada pela Vai-vai, surgiu no ano passado durante uma reunião na Câmara de Comércio LGBT e Turismo LGBT do Brasil (CCLGBTB), na qual se firmou uma parceria, que traz a ala dedicada à comunidade LGBT.

Integrante da agremiação e presidente da CCLGBT, Rogério Gomes falou sobre a desigualdade da festa. “Até dentro do Carnaval tem preconceito. Existe o cabeleireiro gay, a maquiadora lésbica que ajudam a escola, a comunidade. Os gays ricos que são maravilhosos e bancam suas fantasias milionárias. Isso todo mundo acha lindo”, afirmou.

“A luta é para que essas pessoas sejam aceitas como são, independentemente do que tenham a oferecer. Seja da força de trabalho, seja do seu poder aquisitivo. É aceitar o outro como ele é”, completou.

Gomes ainda conta que a Pérola Negra também manifestou interesse em fazer parte da campanha. “Para esse projeto [na Império] tivemos patrocínio e fizemos as camisetas, mas o objetivo é a conscientização. Se não tiver camiseta, vamos do mesmo jeito. A escola divulga nas redes sociais que assume o compromisso de fazer um Carnaval sem LGBTfobia. Isso é o mais importante. A Câmara promove, traz o povo. Tem muita gente aqui que nunca tinha pisado em uma escola samba“, festejou.

Com informações do UOL.

Ex-Colega de sala mata Estudante com 20 facadas e alega que a vítima estava dando em cima dele.




Os pais de Blaze Bernstein, o aluno da faculdade (acima) encontrado morto com 20 facadas enquanto visitava sua casa para o feriado no sul da Califórnia, dizem que o assassinato de seu filho pode ter sido um crime motivado por homofobia.

Samuel Woodward, 20 anos, ex-colega de classe do ginásio de Bernstein, foi preso sexta-feira por suspeita de matar depois de provas de DNA na cena do crime – um parque local – e em seu carro o ligou ao crime.

CBS News acrescenta:

De acordo com registros de 16 páginas obtida pelo The Orange County Register, as mensagens de texto enviadas por Bernstein sugeriram que ele poderia estar planejando prosseguir sexualmente com Woodward.

Bernstein enviou mensagens de texto a duas amigas sobre uma interação em junho com Woodward, de acordo com a declaração. Bernstein escreveu que Woodward estava prestes a “bater em mim” e “ele me fez prometer não contar a ninguém … mas eu mandei mensagens para todos, uh oh”.

O relatório também observa que Woodward disse à polícia que Bernstein o beijou na boca na noite do seu desaparecimento e que Woodward se afastou Bernstein.

“Estamos entristecidos de ouvir, no dia em que enterramos nosso filho, que os dados horríveis da causa de sua morte foram publicados”, escreveram os pais de Blaze, Gideon e Jeanne Pepper Bernstein. “Nosso filho era uma alma gentil e linda que amamos mais do que qualquer coisa. Estávamos orgulhosos de tudo o que ele fazia e de quem ele era. Ele não tinha nada a esconder. Somos solidários com o nosso filho e a comunidade LGBTQ “.

“Se for determinado que este era um crime de ódio, lutaremos não só pelo nosso filho, mas para pessoas LGBTQ em todos os lugares que vivem com medo ou que foram vítimas de um crime de ódio”, continuaram.

Bernstein foi dado como desaparecido em 3 de janeiro pela família – eles estavam preocupados depois que ele não apareceu para uma consulta de dentista e sua carteira e os óculos ainda estavam em seu quarto. O estudante da Universidade da Pensilvânia, de 19 anos, estava visitando sua casa em Lake Forest quando ele desapareceu.

Usando Snapchat, a polícia rastreou Woodward (abaixo), que tinha entrado no carro de Bernstein na noite anterior.




O corpo de Bernstein foi finalmente descoberto em 10 de janeiro.

De acordo com uma declaração jurada de garantia de busca, Woodward teve arranhões pelo corpo, arranhões nas mãos e terra sob as unhas quando foi interrogado pela polícia. Na época, ele “não conseguiu se lembrar” do sobrenome ou do endereço de sua namorada, ele disse que visitou depois de deixar Bernstein em casa.

Quando os detetives perguntaram sobre os cortes e arranhões, Woodward disse que era de um clube de luta em que ele estava e que uma queda em uma “poça suja” resultou na sujeira debaixo das unhas.

Bernstein e Woodward estudaram na Escola de Artes do Condado de Orange.

Com facadas, homem mata outro após discussão sobre beijo em travesti.




Um boato feito em forma de brincadeira terminou em morte na cidade de Feira de Santana, a 100 km de Salvador, nesta segunda-feira (15). De acordo com a polícia, um homem esfaqueou um rapaz de 28 anos, após uma discussão sobre um beijo em uma travesti na noite anterior.

Ao G1, o delegado Fabrício Linard contou que o autor do crime, Ivo Bacelar dos Santos, bebia em um bar quando Wellington de Oliveira Pires chegou e logo os dois se desentenderam após o acusado ter insinuado que a vítima havia beijado uma travesti.

Nervoso, Wellington teria dado um soco no suspeito, que após a agressão foi até em casa e pegou uma faca do tipo peixeira, e retornou ao bar para continuar a beber. Ele esperou o movimento do estabelecimento diminuir para realizar o ataque.

A vítima recebeu vários golpes e acabou morrendo no local. O corpo foi removido pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT), da cidade. Já Ivo, foi preso em flagrante no início da manhã desta segunda-feira (15) para a Delegacia de Homicídios de Feira.

Jovem gay morre com cinco tiros após briga com suspeito em SP.


Alex Sanre da Silva morreu na porta de casa, após ser atingido por cinco tiros


Um jovem de 24 anos morreu após ser atingido por cinco tiros na manhã do sábado (13), na rua Ferdinando Paer, na região de Pedreira, zona sul de São Paulo, local onde a vítima morava. As informações são do portal R7.

Gay assumido, Alex Sanre da Silva estava na noite anterior, com mais cinco amigos também homossexuais, em uma festa que acontecia dentro de um bar, nas proximidades de onde ocorreu o crime.

O rapaz teria se envolvido em uma discussão com outro frequentador do estabelecimento, descrito como um homem de cabelos grisalhos, muito conhecido dentre os moradores do bairro, que começou a xingar Silva e ameaçou expulsá-lo do local, mostrando uma arma na cintura.

O homem deixou o local logo em seguida, o jovem e os seus amigos permaneceram no bar, e decidiram ir embora horas depois do fato. Quando estavam chegando próximo de suas casas, os rapazes teriam avistado o acusado, nas redondezas.

O suspeito seguiu a vítima até a rua onde fica localizada a sua casa e disparou cinco tiros contra ele, tendo um dos disparos atingido a cabeça de Alex que morreu em frente a sua residência.

O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia de Diadema (DP). A família acredita que o jovem foi vítima de homofobia. Agentes estiveram na casa do acusado, mas não o localizaram, segundo familiares da vítima. Alex Sanre da Silva foi enterrado no domingo (14) no cemitério Jardim Vale da Paz.

Jovem agredido no DF acredita ser vítima de homofobia: “Diziam que eu era ‘viadinho'”.


Thiago de Lima Cursi foi agredido por três homens em Samambaia do Sul (DF)


O jovem Thiago de Lima Cursi, de 21 anos, afirma ter sido agredido no último dia 6, por um grupo composto de três homens em Samambaia do Sul, no Distrito Federal. De acordo com ele, a motivação para a violência foi a homofobia.  O episódio aconteceu quando a vítima estava em uma distribuidora de bebidas, próximo a sua casa, quando os agressores começaram a encará-lo.

“Eles mexeram comigo, mas foram embora. Uns 40 minutos depois, voltaram de carro e me chamaram pelo nome. Pensei que fosse alguém conhecido e me aproximei. Nesse momento, o rapaz que estava no banco do passageiro desceu e me deu um soco tão forte que fiquei desnorteado. O motorista e outro homem também desceram e começaram a me bater”, afirmou ao jornal Metrópoles

O rapaz até tentou fugir dos homofóbicos, mas acabou sendo alcançado. Durante a sessão de violência, eles teriam feito xingamentos discriminatórios. “Me enforcaram, chutaram a minha cabeça, minha costela e meu peito. Eles ficavam dizendo que eu era um ‘viadinho’ e que teria que morrer”, descreveu.

Por causa das agressões, Thiago fraturou as costelas e o toráx, além de sofrer lesões no olho e crânio, e muitas escoriações pelo corpo. “Até hoje [16/1], não consigo dormir direito. Sinto muita dor no peito. Os médicos me explicaram que, como as agressões foram muito fortes, vou sentir dor por alguns dias”, contou ele, que já havia sofrido uma agressão homofóbica, durante uma Parada LGBT, quando tinha 14 anos.

Um Boletim de Ocorrência (B.O.) foi registrado na 26ª Delegacia de Polícia de Samambaia do Norte, pelo irmão da vítima. As investigações, porém, serão feitas como lesão corporal e roubo, pela 32ª DP, em Samambaia do Sul.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...