Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Atleta LGBT recusa encontro com vice de Trump nos Jogos de Inverno na Coreia do Sul.


O patinador Adam Rippon e o vice-presidente dos EUA Mike Pencer


A Olimpíada de Pyeongchang, tem a abertura prevista para esta sexta-feira (09), na Coreia do Sul, mas já está causando polêmica, após um dos atletas ter recusado a comparecer a um encontro com o vice-presidente do governo de Donald Trump, nos Estados Unidos.

De acordo com o jornal USA Today, o patinador gay Adam Rippon faltou a uma reunião marcada pelo parlamentar norte-americano Mike Pence, após ele ter feito críticas a atual gestão do governo dos Estados Unidos em uma entrevista. “Você quer dizer Mike Pence, o mesmo que fundou uma terapia de conversão de gays (ou terapia de reorientação sexual)? Não acredito”, criticou.

Ao tomar conhecimento da reportagem de Rippon, a assessoria do político enviou um comunicado desmentindo a declaração do atleta. “Esta acusação é totalmente falsa e não tem fundamento. Apesar deste mal-entendido, o vice-presidente estará, com muito entusiasmo, apoiando os atletas americanos em Pyeongchang”, diz o comunicado.

O agente de Rippon, David Badden não quis comentar o assunto e disse que a mesma posição será tomada pelo seu cliente. Porém, o patinador havia comentado a possibilidade de encontrar Pence depois dos Jogos de Inverno. “Se tiver a chance de encontrá-lo, depois da competição, poderá haver a possibilidade de uma conversa aberta.”

Cazaquistanês se passa por mulher e engana concurso de beleza.


Cazaquistanês Ilay Dyagile se passou por mulher e chegou a etapas finais de concurso


Com o objetivo de vencer uma aposta feita com amigos, o cazaquistanês Ilay Dyagilev, de 22 anos, entrou em um concurso de beleza “Miss Virtual Kazakhstan” dedicado exclusivamente às mulheres, e conseguiu chegar até as etapas finais.

O jovem chegou até a final da competição online, mas logo foi desclassificado assim que os organizadores descobriram que a candidata Arina Aliyeva era na verdade um homem.

Quando saiu do jogo,  Ilay já havia avançado e desbancou cerca de 4 mil candidatas e chegou a ser coroada a Miss Virtual de Skymkent, a capital da região sul do país do oriente médio, porém o sucesso durou tempo, já que sua verdadeira identidade foi revelada.

De acordo com o jovem rapaz, tudo foi o início de uma brincadeira e não esperava a repercussão que se recebeu. “Cheguei à final e decidi expor a identidade de Arina Aliyeva quando percebi que tinha ido longe demais”, contou.

Canal esportivo publica meme homofóbico para divulgar jogo do SP e desperta ira dos torcedores.


Meme homofóbico veado São Paulo


Um meme de cunho homofóbico publicado pelo Esporte Interativo para se referir ao time do São Paulo – que jogou contra o Bragantino na noite desta quarta-feira (07), no estádio do Morumbi  – surpreendeu e repercutiu negativamente entre os torcedores. O canal a cabo postou a imagem de um veado no perfil oficial do Twitter.

O post fazia alusão ao apelido utilizado pelos adversários que chamam os admiradores do clube de “bambis”. A brincadeira repercutiu mal entre os torcedores tanto da equipe paulista quanto de outras, e também fez com que o próprio time tenha se manifestado.

“O São Paulo FC lamenta que uma emissora com o alcance e a ambição do Esporte Interativo, que sempre recebeu tratamento profissional e cordial de todos os profissionais do clube, permita-se uma ofensa como essa à nossa instituição e a nossos torcedores. Pior: que faça isso tomando carona na inaceitável e retrógrada muleta do pensamento homofóbico, que a emissora deveria tentar extirpar do futebol”, disse em comunicado publicado pelo UOL Esporte.

Ainda na nota, o SPFC informou que cobrou explicações e pelo menos um pedido de desculpas. “O clube espera que o canal reveja sua postura para que esse episódio lamentável nunca mais se repita. O São Paulo FC torce para que o episódio se trate de um equívoco humano, de uma infeliz coincidência, e que não tenha a ver com uma postura homofóbica”, completou.

O EI, por sua vez, publicou texto em suas redes sociais e se redimiu pelo ocorrido. “O Esporte Interativo admite que foi infeliz ao usar essa imagem para marcar o início dessa partida […] ao perceber que a imagem gerou uma conotação negativa, ela foi retirada do ar imediatamente. O Esporte Interativo trata o esporte com descontração, mas jamais tem a intenção de ofender ninguém. […] pedimos desculpas caso alguém tenha se sentido desconfortável com a publicação”, afirmou.

Mais tarde, a emissora voltou a se pronunciar, desta vez, de maneira oficial quando alegou usar imagens automáticas na rede social e que o mesmo poderia ocorrer com qualquer time. “Fazemos em todos os jogos com gifs automáticos do Twitter com pessoas, animais e personagens ‘comendo pipoca’. Lamentamos demais o ocorrido que jamais teve a intenção de desrespeitar, segregar ou menosprezar quem quer que fosse.”

Blocos de Carnaval de SP reúnem Diversidade e muito Beijo Gay.



Os foliões paulistanos ocuparam com blocos os principais pontos de São Paulo neste sábado (10) de Carnaval. Tarado Ni Você, Agrada Gregos, Minhoqueens e Ritaleena atraíram milhares de pessoas. Já o “I Have a Bad Felling About This”, em homenagem à franquia “Star Wars”, atraiu menos de cem pessoas. Por outro lado, o Largo da Batata, em Pinheiros, que não teve nenhum evento oficial, ficou lotado de foliões durante todo o dia.

O público LGBT foi muito bem representado nos blocos Minhoqueens, na República, e Agrada Gregos, no Obelisco do Ibirapuera, atraindo cada um cerca de 100 mil foliões. Em ambos, a pegação bombou.




A Gretchen foi o grande destaque do Agrada Gregos, que desfilou com a promessa de ser o maior bloco LGBT de São Paulo. Neste ano, os organizadores mudaram de lugar, deixando a 13 de Maio, no Bexiga, para o Ibirapuera com o objetivo de dar mais infraestrutura e segurança para os foliões.

Já o Minhoqueens manteve a tradição e ofereceu ao público boa música, diversão e, claro, pegação. Durante as quatro horas do bloco, casais se formaram, acabaram e novos se fizeram. Os foliões, no entanto, destacaram que a pegação não era sinônimo de assédio. “Existe pegação e paquera, claro. Mas os caras têm que entender que não é à base da força”, disse a jornalista Marcela.

A diversão também foi garantida no Tarado Ni Você, no Centro de São Paulo, famoso pela qualidade musical dos integrantes da banda. As músicas de Caetano Veloso serviram de inspiração para as fantasias dos músicos, como leõezinhos, odaras e vacas profanas.



No bairro do Ipiranga, na zona sul da capital, o bloco Ritaleena reuniu uma multidão de cerca de 10 mil ovelhas negras e ervas venenosas em homenagem à rainha do rock brasileiro. O bloco saiu da Praça do Monumento às 15h e percorreu as ruas do bairro ao som dos sucessos da cantora. Nem a chuva que caiu desanimou o cortejo que terminou perto das 19h.

O fiasco ficou mesmo por conta do bloco nerd “I Have a Bad Felling About This” (“Eu tenho um mau pressentimento sobre isso”, na tradução livre) que é uma frase repetida a exaustão pelos personagens da franquia “Star Wars”. Então, parece que o pressentimento se tornou realidade, já que pouquíssimos foliões compareceram para o bloco, que se dispersou rapidamente poucas horas depois de começar.

Teste Rápido no Carnaval do Salvador identifica 8 casos de HIV, 44 casos de sífilis, 2 de hepatite B e 7 de hepatite C.




A Prefeitura de Salvador informou neste domingo (11) que identificou oito casos de HIV em testes rápidos para detecção de doenças sexualmente transmissíveis aplicados em postos instalados em dois pontos tradicionais do Carnaval na cidade: a Barra e a praça Carlos Gomes.

Os oito casos foram detectados em um total de 1290 testes rápidos aplicados nesse sábado (10) pelo primeiro dia de atuação do projeto “Fique Sabendo” no Carnaval deste ano.

Além dos infectados pelo HIV, os testes revelaram também 44 casos de sífilis, dois de hepatite B e 7 de hepatite C.

Segundo a Secom (Secretaria de Comunicação do Município), os pacientes com resultado positivo para sífilis iniciam o tratamento no próprio local de atendimento. Já os usuários com sorologia positiva para outras DSTs são encaminhados para tratamento a unidades de referência, localizadas nos bairros da Liberdade e Dendezeiros.

Além dos postos de aplicação de testes, o Município implementou como ação preventiva às DSTs, durante os eventos do Carnaval, a distribuição gratuita de preservativos em todos os circuitos da folia. Até este domingo, informou a Secom, mais de 1,2 milhão de camisinhas foram entregues aos foliões, tanto nas ruas quanto nos módulos de assistência à saúde.

Serviço
Os postos de aplicação dos testes funcionam até a quarta-feira de cinzas (13), das 9h às 21h, no Multicentro Carlos Gomes, e das 12h às 22h, na rua Dias D’Ávila, próximo ao Farol da Barra.

Em todo o Carnaval do ano passado em Salvador, os quase 7 mil testes rápidos aplicados detectaram 42 diagnósticos positivos para HIV, 200 reagentes para sífilis e 23 para hepatites.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...