Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Sam Greisman teve ajuda da mãe para conhecer o Crush patinador Adam Rippon.




A “operação Cupido” de Sally Field deu certo! A atriz de 71 anos conseguiu ajudar na tarefa de que seu filho Sam Greisman, de 30 anos, conhecesse o crush das Olimpáiadas de Inverno, Adam Rippon.

Na web, em fevereiro, quando ainda rolavam as competições, Sally (vencedora de dois Oscars por Norma Rae e Um Lugar no Coração) fez posts no Twitter para que o caçula ficasse cara a cara com o atleta. “Obrigado, mãe”, postou Sam em seu Instagram, em click colado em Rippon.







Roberta Gradel e Priscila Raab é o primeiro casal do mesmo sexo no Copacabana Palace.


O casamento de Roberta Gradel e Priscila Raab no Copacabana Palace
Roberta Gradel e Priscila Raab.


Farmacêutica e economista trocaram alianças em uma cerimônia de tradição judaica para 200 convidados.

Em 95 anos de história, o Copacabana Palace foi palco, pela primeira vez, de um casamento entre mulheres, no último sábado. Roberta Gradel, farmacêutica, e Priscila Raab, economista, trocaram alianças em uma festa de tradição judaica para 200 convidados, com cerimonial de Ricardo Stambowsky, decoração de Leonardo Araújo e celebração de David Alhadeff.

De vestido de noiva assinado pela estilista Marie Lafayette, o casal surpreendeu ao jogar os buquês do alto de dois balanços decorados com flores, pendurados no teto do Golden Room . E capricharam na abertura da pista de dança. Afinal, passaram semanas ensaiando com o coreógrafo Irídio Mendes para não fazer feio no dia tão especial.




A cerimônia teve champanhe Perrier Jouet e bufê calculado ao preço de R$ 400 por pessoa. Entre os convidados, o empresário Wolff Klabin e a modelo Daniella Sarahyba. De lembrancinhas, velas perfumadas.

Professora lésbica é suspensa por proteger direitos LGBT nos Estados Unidos.


A professora lésbica Stacy Bailey ficou seis meses suspensa por apoiar a causa LGBT



Após ficar seis meses suspensa, a professora de artes Stacy Bailey finalmente está sendo defendida por sua advogada contra a institução de ensino

Stacy Bailey, uma professora lésbica de artes do Mansfield Independent School District (MISD), um distrito escolar próximo a Dallas, Texas, nos Estados Unidos, foi suspensa após reivindicar direitos LGBT na escola. Após seis meses de licença, ela está sendo afastada das aulas em Charlotte Anderson, ensino fundamental do distrito. 

Em agosto de 2017, a professora havia enviado um e-mail à direção e à banca educacional reivindicando a proteção de estudantes LGBT contra discriminação, com a intenção de “começar uma conversa” sobre o assunto, explica a advogada Giana Ortiz em entrevista ao “Dallas News”.

No documento, ela apontou que San Antonio, Dallas e Austin adicionaram “orientação sexual” e “identidade de gênero” em suas respectivas políticas contra discriminação. “Nós somos muitos professores, estudantes e famílias LGBT+ no distrito e merecemos o direito de ser protegido pelo distrito”, afirma.

Duas semanas depois, ela entrou em contato com conselheiros da Ben Barber Innovation Academy, para saber se a instituição tinha um aliança LGBT e se seria possível uma colaboração.

No entanto, recebeu no dia 7 de setembro do ano passado um documento que constava sua licença imediata, “até o fim de uma investigação”. Ainda mais, ele dava ordens específicas de conduta: não entrar em contato com estudantes, pais ou outros membros da equipe e não falar sobre a sua licença com outras pessoas. Stacy não assinou o documento e, após os seis meses, está sendo defendida pelo caso.

Repercussão.

No MISD, Stacy foi eleita a melhor professora da escola em 2016 e tinha um histórico exemplar, segundo sua advogada. “Ela tocou tantas vidas através de sua paixão por lecionar e por seus alunos. Eu acredito que esse é um grande desserviço às crianças de Charlotte Anderson Elementary, que ficaram sem tutora de artes por uma boa parte deste ano letivo”, declarou Giana.

A professora lésbica está recebendo apoio de pais e estudantes, que até marcaram presença em uma reunião da banca educacional no final de fevereiro para manifestar apoio a ela. “Ela aceitou minha filha, estou perplexa como uma pessoa adorada está sendo afastada de nossas crianças”, afirmou Rebecca Cavitt, uma das mães.


Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...