Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Relatório denuncia orgias gays e prostituição financiadas por padres do Vaticano.




Um relatório enviado ao Vaticano pelo arcebispo de Nápoles, Crescenzio Sepe, descreveu de maneira detalhada supostas relações homossexuais envolvendo padres na Itália, que vão em orgias e até à prostituição.

Após a repercussão, a arquidiocese de Nápoles contou em comunicado que recebeu o dossiê no  último dia 28 de fevereiro assinado por Francesco Mangiacapra, que também se encarregou de entregar à instituição.

O documento contém cerca de 1.200 páginas denunciando as práticas que quebram o celibato e outras regras da Igreja Católica, cerca de 50 sacerdotes de dioceses italianas estão entre os envolvidos. “O mais sórdido que vi foi um sacerdote que ejaculou em frente à estátua de Nossa Senhora de Fátima”, declarou Mangiacapra em declarações ao Anticlericali.

Ainda de acordo com o relatório, o diretor do gabinete da diocese costuma marcar encontros sexuais através de aplicativos de pegação, além de denunciar outro padre que é responsável por organizar verdadeiras orgias dentro do ambiente religioso.

Um CD com diversas gravações, mostra imagens explícitas e capturas de tela de conversas em um app que os religiosos usavam para encontrar parceiros. Mangiacapra também contou que as investigações não constataram casos de pedofilia e condutas criminosas. “São pecados, não crimes”, disse.

Banhistas sofrem ataque de tubarão em praia gay na Austrália.




As praias de La Perouse, localizadas em New South Wales, na Austrália e conhecidas como um point para a comunidade LGBT, sobretudo gays, tiveram o seu acesso fechado após o ataque de um tubarão branco a banhistas no final de semana. A medida foi tomada 24 horas depois do ocorrido.

Ums mulher de 55 anos estava na lista entre as vítimas e afirmou ter sido mordida enquanto nadava no oceano a uma distância de 20 metros da costa de Little Congwong, sofrendo graves ferimentos na perna que culminaram em uma cirurgia.

À imprensa local, a prefeita da cidade Lindsay Shurey afirmou que a vítima “é muito sortuda por não ter perdido (amputado) a perna… e, também, por ter sobrevivido.” Este é o primeiro registro de ataque de tubarão após 25 anos.

Little Congwong Beach é conhecida pela alta frequência de gays. Apesar de não-oficial, o local também é escolhido por aqueles que são adeptos do naturismo e nudismo que aproveitam a sua área afastada e escondida pelas árvores para tomar banho de sol pelados.

Após as investigações, o local foi reaberto ainda no fim de semana, porém os banhistas foram aconselhados a evitar as proximidades onde aconteceu o ataque de tubarão. As autoridades locais estudam instalar redes de tubarões para evitar novos acidentes.

Secretaria da Cultura lança edital de apoio à Paradas LGBT.


Secretaria da Cultura lança edital de apoio à paradas LGBT


As Paradas LGBT receberão como apoio para a realização de suas atividades um carro de som ou caminhão palco, adaptado com aparelhos de sonorização para apresentações artísticas e um DJ ou atração cultural. Em 2017, foram escolhidos dez projetos das cidades de Campinas, Sorocaba, Mogi Guaçu, Ribeirão Preto, Diadema, Franco da Rocha, Peruíbe, Mogi Mirim, São João da Boa Vista e Santo André, muitas delas realizando a sua primeira edição.

Como se inscrever.

Serão selecionados 12 projetos que envolvam atividades culturais e ações de visibilidade para a população LGBT, conhecidas como Paradas LGBT , no interior e litoral do estado. Os interessados devem se inscrever até o dia 21 de março, quarta-feira, no link http://omelhordaculturasp.com/editais-e-convocatorias/chamamento-orgulho-lgbt/ 

O Edital de Chamamento Público é voltado para Pessoas Físicas, por meio de coletivos ou individualmente, Associações e Cooperativas, sem fins lucrativos, que atuam na promoção da cultura, direitos humanos ou LGBT localizados em qualquer região do Estado de São Paulo – com exceção de São Paulo, capital.




Então, vamos prestigiar e apoiar as Paradas LGBT do interior e litoral também? 

PSOL lança primeiro pré-candidato gay às eleições do governo de Goiás.


Candidato ao governo de Goiás Fabrício Rosa


O agente da Polícia Federal (PRF) de Goiás, Fabrício Rosa, será o primeiro político abertamente gay a concorrer ao título de governador do estado nas eleições deste ano pelo PSOL. Em entrevista ao jornal Opção, o pré-candidato ao cargo afirmou que irá levantar a bandeira LGBT durante a campanha.

“Trata-se da minha própria existência. Já sofri muito por ser gay, fui expulso de casa e não quero que isso aconteça com outras pessoas. Esta é uma pauta civilizatória”, explicou ele pontuando outras questões importantes na sua agenda como a legalização da maconha e a desmilitarização da polícia.

Atuante em diversos movimentos sociais, o socialista afirma que a maioria dos agentes públicos pensa como ele. “O policial tem que ser treinado para a cidadania. Por mais que vivamos em um país violento, há excessos que precisam ser combatidos. E não sou exceção: 80% dos policiais militares são a favor da desmilitarização. O que acontece é que a militarização impede que o grosso da polícia – os soldados – exerça seu direito de expressão”, declarou.

Uma educação pública livre do interesse privado, além da maior participação social na Saúde entre outras áreas da administração também são outras pautas a serem defendidas por Rosa.

Homens são condenados por matar travesti a pedradas em Goiás.


Dupla atingiu com pedradas até a morte travesti em Goiás


O Ministério Público de Goiás (MP-GO) condenou por meio de júri popular dois homens a 13 anos de prisão por matarem a pedradas a travesti Allan José Calaça Júnior, de 27 anos. O crime aconteceu em julho de 2015, quando, segundo a polícia, a vítima foi chamada para fazer um programa, levada para um local ermo e assassinada.

A decisão, que cabe recurso, aconteceu na última quarta-feira (28), através do 4° Tribunal do Júri, que reconheceu os réus como culpados por crime qualificado por motivo torpe e crueldade.

Na época, a polícia informou que a travesti foi abordada pelos assassinos em uma rotatória da capital. A dupla chegou em um caminhão e a convidou para um programa, realizado no baú do caminhão. Após manter relações sexuais, eles tiveram um desentendimento e saíram do veículo brigando.

Os condenados apedrejaram a travesti até a morte e abandonaram o corpo, encontrado horas depois pela Polícia Militar. Um dos autores do crime que dirigia o caminhão alegou que tomou a medida extrema por vingança, por Allan ter supostamente jogado uma pedra no carro dias antes.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...