Slide 1 Slide 2 Slide 3

CONTOS DO LEITOR



NA FACULDADE
Autor: Haventureiro
 

Desde dezembro não fiz nada de interessante que seria válido de se contar aqui.
Porém em março desse ano me matriculei em um curso de 3 meses para me atualizar na profissão e entrei em um curso numa faculdade famosa aqui no Rio de Janeiro, o curso era somente aos sábados.
Já no primeiro dia de aula levei uma cantada de um cara, nem acreditei que ele estava fazendo o que fez.
Ele sentou ao meu lado, seu nome Flavio, tem 37 anos, deve ter 1,75cm fortinho, branquinho e com poucos pelos.
Ele puxou assunto comigo e começamos a conversar, foi quando do nada ele me disse que eu tinha sobrancelhas bonitas, tenho sobrancelhas grossas, sou descendente de português.
Fiquei sem graça, mas ao mesmo tempo fiquei de radar ligado. Ele perguntou minha idade, se tava trabalhando e essas coisa e de repente uma pergunta curiosa :
_ Você é casado?
_ Não, estou na pista para negócios, topo o que der e vier. Tive que soltar a minha.
Na hora do intervalo fui ao banheiro e ele foi atrás de mim, ficou no mictório ao meu lado e percebi que ele tentava olhar meu pau, não deixei por menos e dei uma olhada descarada em sua vara. Tava meia bomba, branquinha de cabeça vermelha e de pentelhos vastos.
Ele não percebeu que eu olhava, dei um passo para trás e sacudi a pica e ele deu uma boa encarada.
_ Você gostou? Perguntei.
Ele ficou sem graça mas não teve como fugir.
_ Bonita.
_Quer pegar?
_ Posso?
_ Deve.
Ele pegou e ficou massageando de leve e ela foi subindo.
Nisso entrou gente no banheiro, guardei a pica e sai. Ele saiu atrás de mim e perguntou:
_ Quer continuar a brincadeira?
_ Onde? Perguntei.
_ Podemos ir lá para casa, moro perto e estou de carro.
Pensei...Tô parecendo adolescente, matando aula logo no primeiro dia e dei um sorriso e aceitei o convite.
Fomos para a sua casa e em 5 minutos chegamos em sua casa. Uma casa legal para quem mora sozinho. De muito bom gosto e aconchegante.
Ao entrarmos ele foi me agarrando e me deu um beijo, adoro foder com caras que gostam de beijar, detesto quando pego esses enrustidos que não curtem beijos e carícias.

Estávamos na sala e nos beijamos por um tempo.
_ Quer beber alguma coisa? Perguntou.
_ Quero!
_ Quer uma água, uma cerveja?
_ Quero outro beijo e o agarrei e o beijei, dei um beijo de vagar, com carícias, minha mão passeando por todo o seu corpo, um beijo de língua sedento.
Ele me arrastou para o quanto e me mostrou o banheiro e falou:
_ Vai tomando um banho que já venho.
Quando ele voltou , voltou pelado e de pau meia bomba, foi quando pude reparar direito na ferramenta que ele tinha.
Um pau de mais ou menos uns 17cm, não muito grosso, mas de grossura satisfatória, daqueles que cabem direitinho dentro da boca e no cu. Uma bunda branquinha com marca de sunga, durinha e empinada.
Ele entrou no box e já foi agarrando meu pau que já estava duro de tanto tesão que eu estava sentindo.
 
Ele me encostou na parede do boxe, fechou a água se ajoelhou e caiu de boca na minha pica. Costumo ser mais passivo, mas esse me surpreendeu com a boca. Ele sabe chupar muito bem, sabe o que faz e faz com louvor.
Ele ficou uns 10 minutos chupando o meu pau. Ele enfiava tudo na boca, passava a língua por toda extensão, chupava meus ovos, ele se deliciou na vara do macho. rsrsrsr.
Quando percebi que iria gozar o levantei e lhe dei outro beijo, adorei beijar aquela boca, Ele beija tão bem quanto chupa.
 
Agora foi a minha vez de chupar aquele pau. um pau bonito, macio e cheio de veias salientes.
Comecei lambendo sua vírilha e fui em direção a vara. Botei a cabeça na boca e fiquei sugando lhe arrancando suspiros. Se ele sabe chupar um pau dar prazer a um macho com a boca, ele tinha que saber que eu também sabia.
 
chupei muito o pau, deixando todo melecado com a baba de minha garganta profunda.
Ao sairmos do banheiro ele foi no frigobar do quanto pegou duas cervejas e me ofereceu uma. Peguei, dei uma golada grande e falei ta uma delícia, deve ser mais gostosa ainda com gosto de pau. Deitei ele na cama, joguei cerveja na vara dele e cai de boca sugando todo o líquido que escorria.
Ele fez o mesmo em mim, e sem que eu percebesse, ele me vestiu uma camisinha e sentou na pica. O pau escorregou para dentro daquele cu, um cu macio e largo, pois o pau entrou sem lubrificante. Ele cavalgou muito no meu pau. O pau dele não abaixa, ele cavalgou o tempo todo de pau em riste.
 
Botei e ele de 4 e soquei, soquei muito naquele rabo gostoso, ele gemia e pedia mais e mais.
Quando percebi que iria gozar sai de dentro dele e falei:
_ Agora é minha vez.
Encapei seu pau, fiquei de quatro e ele veio, encostou o pau na beira do meu cu e empurrou. Ardeu um pouco, mas relaxei e ele foi enfiando de vagar. Depois que entrou tudo ele ficou parado lá dentro, com seus pentelhos encostado em minha bunda e foi me empurrando para deitar. Ao ficar deitado com ele por cima de mim ele começou a se movimentar bem de vagar dentro de mim. Ele me comia de papai e mamãe. Como é gostoso ficar de bruços com um macho dentro de você te fazendo gemer de prazer.
 
Ele percebeu que eu curtia muito mais dar do que comer e me comeu o resto da manhã inteira.
Depois de me comer em tudo quanto foi posição ele anunciou o gozo e saiu de dentro de mim e gozou tudo em cima de minha bunda e depois veio e passou a língua deixando ela limpinha.
Me virei e comecei a me masturbar, pois ainda não tinha gozado e ele abocanhou meu pau e eu enchi sua boca com meu leite, ele veio com a boca cheia em minha direção e me beijou, me passando a porra de volta onde engoli todinha.
Passamos a tarde juntos, onde ele me comeu novamente e eu o comi também.
No final do dia fui embora feliz da vida;
Todos os sábado após o curso eu vou para sua casa onde eu meto e levo pica.

Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...