Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Rússia oferece casa de apoio a LGBTs durante Copa do Mundo.


Protesto por direitos LGBT Rússia


A cidade de São Petersburgo, na Rússia, vai oferecer um lugar para a comunidade LGBT celebrar a diversidade sem sofrer represálias de um dos países mais conservadores do mundo em questões da diversidade, durante a Copa do Mundo. As informações são da Agência ANSA.

Intitulado “Pride House”, o local será aberto no dia 14 de junho, em uma estrutura temporária e deve ser desinstalado assim que acabar o mundial. A ação terá uma proposta parecida com a  das Olimpíadas de Inverno de Vancouver, em 2010, promovida pela Pride House International, porém não terá apoio “oficial”.

Apesar da lei que proíbe a propaganda gay no país, o membro da União de Futebol da Rússia, Aleksei Smertin, garante que os ativistas LGBT poderão hastear bandeiras e outros símbolos do movimento sem sofrer nenhuma punição. “Usar símbolos coloridos não será proibido. Obviamente vocês poderão vir aqui sem ser multados por expressar seus sentimentos”, assegurou.

Casamento gay de brasileiro é rejeitado pela Justiça italiana.


Segundo a justificativa da Corte italiana, o pedido de casamento gay não condiz com a legislação do país, sendo rejeitado


Segundo justificativa da Justiça italiana, baseada na legislação, o casamento é restrito a heterossexuais e prevê a "obrigação da fidelidade" e a adoção

Pela primeira vez desde sua legalização, um casamento gay não foi reconhecido na Itália. A Corte de Cassação da Itália rejeitou o pedido de um brasileiro e um italiano, com a justificativa de que a solicitação não condiz com as leis do país, segundo o tribunal, que é a principal instância da Justiça italiana.

O processo em questão solicitava a validação de  casamento gay  que foi celebrado no Brasil, em 2012, e em Portugal, em 2013, entre dois homens que permanecem no anonimato. Na Itália, relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo podem ser oficializados apenas como “união civil”, o que seria considerado diferente de “casamento”.

Segundo informações da agência italiana de notícias Ansa, o casamento é restrito a heterossexuais e prevê a "obrigação de fidelidade" e a adoção, impedindo o casamento entre duas pessoas do mesmo sexo e evidenciando a homofobia.

Esse é o primeiro caso de rejeição ao reconhecimento de um matrimônio desde que a lei de união civil entrou em vigor na Itália, em 2016. A decisão de rejeitar o pedido de casamento acontece às vésperas do Dia Mundial Contra a LGBTfobia, comemorado no dia 17 de maio.

"É necessário que o próximo governo reconheça direitos plenos a casais gays e lésbicos, a partir do matrimônio e da lei contra a homofobia", afirma Fabrizio Marrazzo, porta-voz da organização "Gay Center", através de uma nota.

Ser LGBT na Itália.

Recentemente, a Itália foi listada como um dos cinco piores países para se viver da Europa, segundo levantamento da Expert Market, site britânico que compara preços de serviços diversos. A lista analisou direitos, liberdade e legislação de cada país concedidos á comunidade LGBT.

Os outros quatro países são Letônia, Bulgária, Lituânia e também Irlanda, que, apesar de ter legalizado o casamento gay em 2015, tem legislação limitada e não criminaliza a discriminação contra identidade de gênero ou orientação sexual, por exemplo.

*Com informações da ANSA

Prédio do Ministério dos Direitos Humanos se ilumina com as cores do arco-íris.


Ministério de Direitos Humanos iluminado com cores LGBT


Para celebrar o Dia Internacional de combate contra a Homofobia, nesta quinta-feira (17), o prédio do Ministério dos Direitos Humanos está iluminado com as cores do arco-íris, símbolo da bandeira LGBT, desde esta segunda-feira (14).

O  ministro da pasta, Gustavo Rocha, afirmou sobre a importância desta data para a luta contra a discriminação da comunidade LGBT. “Certos passos já foram dados, mas ainda é preciso que avancemos na luta pela garantia dos direitos humanos para todos”, disse.

Nesta semana ainda acontece o lançamento do Pacto Nacional de Enfrentamento à LGBTfobia. O qual Estados, Distrito Federal, e o Governo Federal se comprometem a lutar contra a violência enfrentada por pessoas da comunidade LGBT.

Até o fim da semana, o Ministério promove uma série de eventos como seminários, assembleias, plenárias e painéis, além de atividades culturais para lembrar o dia contra a Homofobia.

Igreja evangélica usa perfil no Grindr para tentar converter jovens gays.




A igreja evangélica parece ter encontrado uma nova forma de tentar converter jovens homossexuais, e acredite se quiser, através de aplicativos de pegação gay. Pelo menos é o que mostra um print que vem circulando pelas redes sociais.

“Você se dispõe a ir no nosso culto de libertação”, diz uma das mensagens enviadas para um usuário da plataforma. Em outro momento, a pessoa por trás do perfil solicita o nome do usuário, que acaba negando.

Ninguém sabe ao certo a veracidade da conversa, mas em determinado momento o perfil da igreja garante que todos os fieis estão acompanhando a conversa e profetizando para que o jovem aceite Jesus e “seja uma nova pessoa”. Bizarro!

Confira



Travesti é espancada a pauladas por dois homens no interior da Paraíba.




Uma travesti de 35 anos foi agredida com socos e pauladas na cidade de Sumé, no interior da Paraíba. Devany Freitas, de 35 anos, foi atraída até uma barragem, no bairro de Frei Damião, onde foi agredida por dois homens ainda não identificados.

A agressão aconteceu na madrugada da última sexta-feira (11/05), mas a vítima só foi encontrada no local pela manhã. Dave, como é conhecida por moradores, teve hematomas e cortes no rosto, pancadas no tórax e nos braços, além de apresentar uma lesão séria no pé esquerda.

Em entrevista a uma rádio local, ela disse não conhecer os agressores. Devany foi conduzida para um hospital da cidade, mas deve ser transferida para Campina Grande, onde será examinada de forma mais detalhada.


Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...