Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

3 formas de abordar um homem – sem parecer que você está dando em cima dele.




Sabe quando você bate o olho em um boy na rua, no trabalho, no busão, no supermercado e, de cara, já fica interessado?

Você pensa: “Nossa, que cara interessante! Tinha que dar um jeito de falar com ele”.

Com aquela vontade de chegar mais perto, de descobrir o nome, de pegar o telefone…?

…Para, quem sabe, pegar em outra coisa mais tarde!

Sabe como é?

Pois é!

Tenho certeza de que isso já aconteceu com você algumas (muitas) vezes nessa vida, né não?

E daí tem casos em que o cara até te dá umas olhadas de volta, mas você nunca sabe como agir.

Você nem sabe se ele é gay, muito menos se está flertando mesmo com você.

Afinal, sempre pode ser tudo coisa da sua linda cabeça, tudo fantasia do seu melhor sonho de princesa…

E sejamos realistas: partir para o ataque em um homem sem primeiro saber para que time ele joga pode ser até um pouco arriscado.

E se ele for pai de família e marido de mulher ciumenta? E se for homofóbico? E se ficar ofendido com as suas investidas? E se ele te expor ao ridículo?

Você não quer passar por esse tipo de constrangimento, não é verdade?

Então, saiba que, com as atitudes certas, você pode, sim, facilitar as coisas.

E que fique claro: facilitar não é o mesmo que ser fácil.

Você vai apenas criar as oportunidades para que aquele cara se aproxime – e para que vocês possam se conhecer melhor.

Mas, caso ele não seja gay, ou simplesmente não esteja interessado, você de maneira nenhuma “queimará o seu filme”.

Pelo contrário: será visto como mais um homem simpático na multidão. Tudo sem deixar evidentes as suas segundas intenções.

E como você faz isso?

Eu vou compartilhar com você agora 3 maneiras super eficazes de iniciar uma conversa com um homem em qualquer situação. E o melhor: sem parecer que você está dando em cima dele.

No meu curso Irresistível, eu ensino muitas outras técnicas como essas. Mas, para não ser injusta com meus alunos, aqui vai apenas uma amostra (que certamente já te ajudará MUITO!).

Então, leia com atenção:

#1. PEDINDO A OPINIÃO

Esta é ótima!

Pedir a opinião é a maneira mais fácil de falar com alguém que você não conhece, sem parecer invasivo, inconveniente ou visivelmente interessado.

Por exemplo, suponhamos que você está em um supermercado e vê um cara interessante tirando um iogurte do refrigerador…

Tudo que você deve fazer é se aproximar dele e perguntar: é bom esse iogurte, nunca comprei. Vale a pena?

Percebe que bela brecha para uma conversa se abre assim?

E isso pode ser usado para tudo: opinião de cerveja num bar, de café em uma cafeteria, de livro em uma livraria…

Peça opinião e você estará criando oportunidades para que essa pergunta “despretensiosa” evolua para uma troca de nomes e, quem sabe, de telefones.

#2. PEDINDO UM FAVOR

Estudos comprovam que, no momento que você fizer um favor para alguém, esse alguém, automaticamente vai gostar mais de você.

A explicação é simples: a pessoa se sente em dívida e, consequentemente, está mais propensa a te dar algo em troca.

É a famosa lei da reciprocidade, que você lê mais a respeito aqui.

Pois bem.

Depois disso, foi feita outra pesquisa que diz que, se você faz um favor para alguém, também se conecta rapidamente com essa pessoa. Principalmente, se você é um homem.

Isso porque fazer um favor é o mesmo que atiçar duas necessidade básicas que mexem com o ego masculino: prover e proteger.

Aqui um exemplo simples disso na prática:

Digamos que você está em uma festa e vê um boy magia encostado no bar. Você pode, simplesmente, ir até o lado dele e dizer:

“Você pode segurar o meu casaco rapidinho para eu levar essas bebidas para os meus amigos?”

Ninguém vai falar “não, não vou segurar”. Se falar, pode desistir desse cara, porque ele é um baita escroto.

E daí, depois dessa ajuda, você volta lá, pega o seu casaco e agradece. Você pode até emendar um perguntinha simples:

“Nossa, muito obrigada! Muito gentil, facilitou a minha vida. Eai, tá curtindo a noite?”

A grande sacada aqui é que, na cabeça dele, você estará sendo apenas gentil. Apenas sendo simpático para retribuir o favor que ele acaba de fazer.

Mas agora você já quebrou o gelo e deu o espaço para que ele te aborde, sem se comprometer com isso.

Perfeito, não?

E, de novo, isso é aplicável em qualquer lugar: no parque, na farmácia, na fila do cinema, na rua…

Você pode pedir as horas, pode perguntar como se chega em algum endereço, pode pedir para tirar uma foto sua com o seu amigo, pode pedir a senha do wifi…

Favores são simples, elegantes e nada vulgares. Basta um pouquinho de criatividade e pronto: oportunidade criada.

#3. QUEBRANDO PADRÕES

Este pode parecer até bobo, mas você já já vai entender como sua eficácia é poderosa.

Imaginemos que você está em um bar e, no caminho para o banheiro, passa por um cara interessante.

Então, você diz: “meu deus, como você está bronzeado!”

Assim, do nada mesmo. Pode dizer sem medo. Diga e saia. Continue andando para onde você estava indo.

Esse cara ficará intrigado. Ele vai pensar em você a noite inteira: “quem é essa pessoa, gente. Da onde que ele tem intimidade para falar assim comigo?”

Está feita a magia.

Depois disso, você já não será apenas qualquer um perdido na multidão. Ele vai te reparar, vai prestar atenção em você. E vai estar muito mais propenso a puxar uma conversa.

Sabe por quê?

Porque normalmente as pessoas não fazem o que você acaba de fazer. Isso é totalmente fora dos padrões. Isso é diferente.

E o diferente atiça a curiosidade. O diferente mexe com a cabeça dos homens.

Prove e comprove.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...