Slide 1 Slide 2 Slide 3

CONFISSÕES DO DIVÃ







Os textos apresentados nesta seção buscarão ilustrar situações, angústias, problemas e experiências vivenciadas por alguns homens gays. Não existem experiências universais, comuns a todos os homens gays, cada um de nós é constituído e atravessado por diversas características que tornam a sua experiência única. 

Nossa principal ideia aqui é pensar em possibilidades de enfrentamento para as questões aqui representadas, que em menor ou maior grau podem ser semelhantes com alguma das histórias vivenciadas por você. Essas histórias não são uma representação literal de histórias reais e sim textos fictícios.

O Dr. Alexandre é formado em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atua como psicólogo clínico no Espaço Recontar na região de São José / SC. Fundamenta seu trabalho pelos princípios da Psicologia Sistêmica. Compreender os fenômenos psicológicos sistemicamente significa, literalmente, “colocá-los” dentro de seu contexto, estabelecendo a natureza das suas relações.
Você pode fazer perguntas e sugerir temas que nosso psicólogo responderá com todo prazer.
Bem, vamos ao tema de hoje:


Meu namorado se excita olhando para outros caras e isso me incomoda...

Alexandre de Souza Amorim, Psicólogo
alexandresouza.psicologo@gmail.com

 

Oi pessoal do blog. Gostaria de contar minha situação para o psicólogo Alexandre. Bem, eu estou em um relacionamento firme de quase 5 anos, estamos morando juntos a 10 meses. Mas o meu namorado tem certas atitudes que me incomodam, apesar de falar que fico chateada ele continua com essas atitudes. Acho que para a maioria das pessoas isso nem seria um problema, mas para mim é. E mesmo que pareça besteira, eu sofro com essas atitudes. Quando passa um cara bonito e gostoso na T.V. ou em algum canto da internet ele coloca a mão no "peru" e fica excitado. Na rua encara outros caras. Sem dar a mínima que eu esteja junto, ele sequer disfarça. Temos uma vida sexual ativa, deixo falar fantasias, ver filmes, revistas junto comigo. Mas, fico infeliz com as atitudes no dia a dia. Não consigo assistir T.V em paz com ele, por exemplo, por que as vezes termina em briga. O que faço? É normal um homem maduro de 34 anos ter atitudes assim?
Urilson, 29 anos

           
Oi Urilson. De fato algumas pessoas se incomodam e outras não, mas esse não é o centro da discussão. Você não deve se preocupar com o que as outras pessoas pensam, se elas acham ou não que isso seja realmente algo importante. Você deve sim se preocupar com o que você sente e com os efeitos disso para você e a sua relação.

Em TODAS as formas de relacionamento existem regras, implícitas e/ou explicitas. Mesmo nos relacionamentos mais liberais existe uma linha, um limite até onde você pode ir sem que isso machuque seu parceiro, você mesmo e/ou outras pessoas.

Nem sempre se tem conhecimento dessas “regras”, seja pela falta de diálogo ou por diversas outras razões.

Em uma relação de casal, em geral o objetivo é que ambos se façam felizes, uma vez que estão juntos para somar e crescer de muitas maneiras. Portanto, é preciso que esses limites sejam respeitados para que a dê certo, para que ocorra o crescimento e a chama do desejo se mantenha acesa.

Urilson, pelo que você relata você se sente desrespeitado quando ele se comporta dessa maneira, violando os seus limites.

Não tem jeito fácil, é preciso que você mostre para ele, do modo mais claro, o quanto isso o incomoda e o machuca, que isso faz você perder a admiração por ele.

Depois que tiverem esclarecido esses pontos é preciso que você olhe com mais atenção para a relação. Por que isso não significa que ele irá mudar. Ele pode ou não mudar por você. Existem uma série de outros fatores que pesam nessa balança.

Caso as coisas não mudem você terá outras decisões e questões para refletir. Vai precisar rever os prós e contras de permanecer em um relacionamento onde alguns de seus limites são desrespeitados. Cito algumas questões, como exemplo: O quanto isso pesa? O quanto você ainda consegue suportar? Quais as consequências a longo prazo? O que isso pode influenciar na sua autoestima e nos relacionamentos futuros?

Talvez você precise de ajuda profissional no futuro para lidar com essas questões, nesse caso a terapia pode ajudar.



Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...