Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

Sexólogo explica como fazer a chuca de forma adequada para o sexo anal


Por falta de informações sobre como fazer a chuca, há quem recorra a métodos nada seguros para limpar o ânus


Enquanto algumas pessoas preferem seguir o método mais tradicional (que utiliza o "chuveirinho") antes de praticar o sexo anal , outras recorrem a métodos arriscados por falta de informações e instrumentos para realizar o procedimento. Mas, afinal, isso é realmente necessário? E, se sim, como fazer a chuca sem que haja riscos à saúde?

De acordo com o sexólogo, fazer uma boa limpeza do ânus (mais especificamente no cólon), é algo imprescindível para evitar que fezes apareçam durante a hora H, mas que ela não precisa necessariamente ser uma limpeza interna. Ele afirma que o ideal é evacuar antes do ato (se houver vontade) e, em seguida, fazer a higiene normal com água e sabonete sem introduzir nada no ânus.

Há casos, porém, em que a chuca é necessária. “Devido a uma dieta errada, estresse, prisão de ventre, diarréia ou outros problemas gastrointestinais, pode haver mais fezes ou resíduos fecais no reto, e, nestes casos, pode-se optar pela chuca”, pontua Marzano.

Como fazer a chuca de forma adequada?


“A lavagem pode ser feita com um produto médico, chamado Fleet Enema, ou com o ‘chuveirinho’ do chuveiro”, diz Marzano. Para quem optar por usar o “chuveirinho”, o especialista avisa que ficar de cócoras ou sentar-se no vaso sanitário são boas escolhas de posição, mas que é imprescindível ter total controle do que se está fazendo. Ele ensina também o passo a passo adequado de como fazer a chuca:

Faça a lubrificação do ânus com lubrificante à base de água; 

Insira um dedo no canal para "acostumá-lo" à abertura e, posteriormente, insira mais um junto do primeiro; 

Faça a mesma força que faria para defecar para facilitar a entrada dos dedos e introduza a parte final da mangueirinha do chuveiro já ligado, evitando água muito quente; 

Retire a mangueirinha e fique sentado por alguns instantes. A água inserida no canal do reto estimula o reflexo da defecação e, assim, as fezes ali existentes saem; 

Repita a operação até que saiam todas as fezes e a água saia o mais transparente possível. 

E como fazer a chuca com produtos próprios para o processo? De acordo com o especialista, o ideal é seguir as orientações presentes na bula, mas que, em geral, é preciso lubrificar previamente o canal, inserir o enema com cuidado, apertar para introduzir a água no ânus e retirar, de forma semelhante ao método do "chuveirinho".

Segundo o urologista, na hora de fazer a chuca, é necessário escolher bem o local. “É aconselhável que o enema seja realizado próximo ao banheiro pela urgência da evacuação que pode ocorrer”, acrescenta.

O processo, porém, não acaba aí. De acordo com o especialista, para evitar totalmente a contaminação do parceiro por bactérias presentes nas fezes na hora do sexo, a chuca deve ser seguida da higiene da região anal, com água e sabonete, para garantir que tudo está completamente limpo.

É indicado usar laxantes?


Outro método em que as pessoas costumam apostar como alternativa ao uso do "chuveirinho" é o de utilizar medicamentos com efeito laxativos para facilitar a evacuação das fezes, mas, segundo Marzano, esta não é uma técnica indicada para todos os casos e nem para uso frequente. Conforme explica o sexólogo, é possível recorrer ao método, mas apenas nos casos de prisão de ventre. Ele também comenta que a substância deve ser utilizada de dois a três dias antes do sexo, para evitar constrangimentos maiores na hora H. 

É indicado o uso de supositório de glicerina?


O supositório de glicerina é uma fármaco destinado à inserção em orifícios anais, que também facilita a evacuação de fezes. Segundo Marzano, o supositório é uma opção de como fazer a chuca e pode ser utilizado dois dias antes do sexo, para estimular a evacuação previamente e não ter problemas durante a relação. O sexólogo complementa recomendando a utilização de lubrificação com gel à base de água na hora de inserir o supositório.

É possível fazer a lavagem retirando as fezes com os dedos?


Usando uma garrafa PET? Ou supositório de glicerina? Sexólogo explica quais são os métodos adequados para fazer a chuca ao se preparar para o sexo anal

"Chuca" é um termo familiar para pessoas da comunidade LGBT e homens que curtem estimulação anal, mas, apesar disso, o assunto ainda é cercado por muitas dúvidas. De acordo com o sexólogo e urologista Celso Marzano, essa prática consiste em introduzir água no intestino através do anus antes de estimular a região durante o ato sexual, e, entre os adeptos da prática, há algumas variações de como fazer a chuca. 

Por falta de informações sobre como fazer a chuca, há quem recorra a métodos nada seguros para limpar o ânus
Enquanto algumas pessoas preferem seguir o método mais tradicional (que utiliza o "chuveirinho") antes de praticar o sexo anal , outras recorrem a métodos arriscados por falta de informações e instrumentos para realizar o procedimento. Mas, afinal, isso é realmente necessário? E, se sim, como fazer a chuca sem que haja riscos à saúde?

De acordo com o sexólogo, fazer uma boa limpeza do ânus (mais especificamente no cólon), é algo imprescindível para evitar que fezes apareçam durante a hora H, mas que ela não precisa necessariamente ser uma limpeza interna. Ele afirma que o ideal é evacuar antes do ato (se houver vontade) e, em seguida, fazer a higiene normal com água e sabonete sem introduzir nada no ânus.

Há casos, porém, em que a chuca é necessária. “Devido a uma dieta errada, estresse, prisão de ventre, diarréia ou outros problemas gastrointestinais, pode haver mais fezes ou resíduos fecais no reto, e, nestes casos, pode-se optar pela chuca”, pontua Marzano.

Como fazer a chuca de forma adequada?


“A lavagem pode ser feita com um produto médico, chamado Fleet Enema, ou com o ‘chuveirinho’ do chuveiro”, diz Marzano. Para quem optar por usar o “chuveirinho”, o especialista avisa que ficar de cócoras ou sentar-se no vaso sanitário são boas escolhas de posição, mas que é imprescindível ter total controle do que se está fazendo. Ele ensina também o passo a passo adequado de como fazer a chuca:

Faça a lubrificação do ânus com lubrificante à base de água; 

Insira um dedo no canal para "acostumá-lo" à abertura e, posteriormente, insira mais um junto do primeiro; 

Faça a mesma força que faria para defecar para facilitar a entrada dos dedos e introduza a parte final da mangueirinha do chuveiro já ligado, evitando água muito quente; 

Retire a mangueirinha e fique sentado por alguns instantes. A água inserida no canal do reto estimula o reflexo da defecação e, assim, as fezes ali existentes saem; 

Repita a operação até que saiam todas as fezes e a água saia o mais transparente possível. 

E como fazer a chuca com produtos próprios para o processo? De acordo com o especialista, o ideal é seguir as orientações presentes na bula, mas que, em geral, é preciso lubrificar previamente o canal, inserir o enema com cuidado, apertar para introduzir a água no ânus e retirar, de forma semelhante ao método do "chuveirinho".

Leia também: Ativo, passivo, versátil e gouine: como funciona o sexo gay? Sexóloga explica

Segundo o urologista, na hora de fazer a chuca, é necessário escolher bem o local. “É aconselhável que o enema seja realizado próximo ao banheiro pela urgência da evacuação que pode ocorrer”, acrescenta.

O processo, porém, não acaba aí. De acordo com o especialista, para evitar totalmente a contaminação do parceiro por bactérias presentes nas fezes na hora do sexo, a chuca deve ser seguida da higiene da região anal, com água e sabonete, para garantir que tudo está completamente limpo.

É possível fazer a lavagem com uma garrafa PET?


Sem "chuveirinho" ou por falta de informações sobre como fazer a chuca , há quem recorra a métodos mais extremos para fazer a lavagem intestinal, como o uso de garrafas plásticas cheias de água. De acordo com Marzano, porém, essa "técnica" não é indicada. Segundo ele, a inserção do gargalo no ânus pode provocar ferimentos no local, então o melhor é ficar com os métodos convencionais. 


Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...