Slide 1 Slide 2 Slide 3

LIVROS DA ESTANTE


LIVRO DA SEMANA:
QUANDO O AMOR NOS ENCONTRA







Amar alguém e não ser correspondido é muito difícil. Ficamos com aquele sentimento dentro de nós querendo extravasá-lo, mostrar ao outro o quanto o amamos. Sofrer em silêncio é o que nos resta na maioria das vezes. Um amor platônico pode ser romântico em filmes, mas na vida real não tem tanta beleza. Mesmo assim aquece o coração olhar para alguém e sorrir pelo simples fato de que o amamos. 

Alan tinha planos para sua vida. Saiu da sua cidade no interior para estudar Direito e tornar-se um grande advogado. Não estava querendo envolver-se sentimentalmente com ninguém, mas para as coisas do coração não adianta fazer planos. Trabalhando na área administrativa da Oficina Mecânica Continental, Alan apaixonou-se justamente por um colega de trabalho. Deco despertava a atração das mulheres. Aquela barba, aquele sorriso, aqueles músculos, aquele jeito simpático, impossível não se deixar seduzir por aquele mecânico conquistador. Tanta sedução despertava os ciúmes exagerados de sua namorada Emily que tentava convencê-lo a casar a qualquer custo. Era por esse homem tão cobiçado e hétero que Alan estava completamente apaixonado. 

Não estamos livres de amores impossíveis, mas Alan tinha se apaixonado por alguém que mesmo tão perto parecia inatingível. Márcio e Jerre , amigos de Alan, questionavam a proximidade dele com Deco. Muitas vezes achamos que está perto como amigo é melhor do que nada. Mas isso pode aumentar ainda mais o sofrimento de não poder ter quem amamos.

Às vezes é melhor olhar para os lados e dá atenção a que nos quer, como no caso de Breno, outro colega de trabalho, quer queria seduzir Alan e lhe proporcionar momentos de prazer. Seria uma amizade colorida. Talvez fosse a melhor solução para Alan se libertar daquele sentimento que começava a lhe sufocar. Mas quando menos esperamos o impossível parece que pode acontecer.

O amizade e dedicação de Alan, fez Deco nutrir um grande sentimento por ele que de início achou que fosse apenas de amigo, afinal ninguém antes tinha se preocupado tanto com ele, incentivando-o tanto a progredir na vida, nem mesmo sua namorada. Que sentimento estranho era aquele que estava surgindo? Deco encontrava-se em meio a um grande conflito interno e o desgaste de uma relação de anos com Emily.

Entre uma amizade colorida que lhe fazia tão bem e um amor impossível, Alan viveria muitos momentos de prazer, de amizade e de carinho, onde aprenderia que nem todos que se aproximam têm boas intenções, algumas pessoas ainda se deixam levar pelo preconceito. 

Essa é uma história de quando o amor nos encontra e não podemos usufruir dele com toda paixão que nosso coração carrega, mas principalmente uma história que mostra o quanto um sentimento verdadeiro pode fazer o impossível acontecer.


INDICADO PARA MAIORES DE 18 ANOS.



Nossa Avaliação

O Amor Derrubando Barreiras

Uma máxima que rola no mundo gay, é que se apaixonar por um hétero é a maior roubada. Mas parece que aqui essa máxima cai por terra, embora de maneira dura e cheia de sobe e desce, que torna o livro extremamente atraente, e de certa forma muito realista ao expor os preconceitos e seus enfrentamentos. O caracter de Alan, que apesar de tudo, se mantem coerente e lúcido ao perseguir seus sentimentos, até quando é explorado pelo crápula do Cássio, não cedendo às suas safadezas. Acreditar no amor essa é a mensagem maior da história, e principalmente saber reconhecê-lo quando ele nos encontra.

Avaliação: 5 Estrelas


Onde Encontrar:



BOA LEITURA !!!

Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...