Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Campanha de incentivo ao voto na Rússia afirma que eleitores podem “virar gay” se não forem as urnas.


Campanha homofóbica na Rússia sobre eleições


Uma campanha que começou a ser veiculada na Rússia causou indignação de ativistas LGBTs nas redes sociais de todo o mundo por incentivar o voto, que no país não é obrigatório, e traz a mensagem que pessoas como os gays não costumam comparecer às urnas. As eleições acontecem no dia 09 de setembro.

O vídeo que começou a correr a web mostra um casal gay conversando sobre o pleito e um deles afirma que não pretende participar do pleito. “Deixa que os outros vão e votam!”, diz um dos modelos da campanha.

Logo em seguida, os dois aparecem em um quarto tirando a roupa e um deles se deita apenas de cueca e de bruços em uma cama: “Temos coisas mais importantes para fazer”, sugere outro instantes antes de fechar a porta.

Por fim, o registro faz uma chamada convocando a população para a votação. Apesar de não confirmar a autoria do vídeo, acredita-se que o próprio Governo de Dmitry Azarov, da região de Samara é o responsável pelas imagens.

Bombeiros da Alemanha recebem treinamento para atender acidentes com brinquedos sexuais.




O número de ocorrências para livrar homens de experiências desastrosas com brinquedos sexuais na Alemanha tem acendido um alerta na corporação de Bombeiros local, que passou a ser treinada para resgatar as vítimas de situações como essas.

Lançado recentemente, o curso ensina como os agentes devem cortar anéis penianos ou extrair itens que ficaram presos em locais de difícil acesso, como agulhas de tricô introduzidas na uretra ou com o pênis preso dentro de uma garrafa e até uma maçã dentro do ânus de outro.

Em outra emergência inusitada um halterofilista precisou de socorro para retirar o membro do buraco de um peso de ferro de 2,26 kg. Na ocasião foi preciso mais de três horas para o órgão ser retirado com a ajuda de um triturador industrial e uma serra vibratória.

Intitulado “Falhas Mecânicas”, o seminário conta com a participação de mais de 600 bombeiros e ensina participantes a retirar os brinquedos sexuais sem ferir a vítima. Eles aprenderam como remover anéis penianos entre outros brinquedos sexuais. As informações são do site australiano News.

Cartunista italiano e marido são agredidos por vizinhos na Bélgica.




O cartunista italiano Mauro Padovani, residente na Bélgica, relatou nesta segunda-feira (13/08) ter sido agredido, junto com seu esposo, por vizinhos em uma atitude homofóbica.

A denúncia foi publicada nas redes sociais do italiano, que compartilhou uma imagem na qual ele e seu parceiro, Tom Freeman, estão com os rostos machucados. O espancamento aconteceu na própria casa dos dois em Ghent, capital da província da Flandres Oriental.

De acordo com Padovani, já faz algum tempo que os vizinhos têm atitudes agressivas em relação ao casal homossexual. Na publicação, o cartunista ainda denunciou outros recentes ataques contra gays na Bélgica. A publicação gerou muita comoção entre os usuários do Facebook. Diversas declarações de solidariedade às vítimas foram publicadas na página.

Bolsonaro nega acenar para famílias homoafetivas em programa de governo.




Jair Bolsonaro (PSL) voltou a dar declarações polêmicas a respeito a comunidade LGBT, ao lançar o programa de governo nesta terça-feira (14). Apesar do texto afirmar que a família deve ser defendida “seja como for” por ser uma instituição sagrada e que o Estado não deve interferir nas vidas dos cidadãos, o candidato à presidência negou que esteja fazendo um “aceno” às famílias homoafetivas.

“Não (é um aceno). Você vai no parágrafo segundo do artigo 226 da Constituição. Para efeito de proteção do Estado, é considerado família a união entre homem e mulher. Se alguém quiser achar que dois homens e duas mulheres são uma família, que proponha a mudança da Constituição”,  afirmou em entrevista ao jornal O Globo.

O material da campanha de Bolsonaro propõe um tom conciliador para um Brasil de “diversas opiniões, cores e orientações”, e as pessoas devem ter a liberdade de fazer as suas escolhas e viver a partir dos frutos que essas são acolhidas.

A declaração não surpreende visto que o posicionamento de Bolsonaro sempre contrário a pauta LGBT e que já fez declarações consideradas homofóbicas e que incitavam o ódio. Sendo condenado a pagar uma indenização no valor de R$ 150 mil ao fundo de defesa LGBT pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

A ação civil pública ajuizada pelo Grupo Diversidade Niterói, Grupo Cabo Free de Conscientização Homossexual e Combate à Homofobia e Grupo Arco-Íris de Conscientização teve como base as declarações do parlamentar ao programa “CQC”, da Band, no dia 28 de março de 2011.

Na ocasião, Bolsonaro disse que não “corria o risco” de ter um filho gay porque seus filhos tiveram uma “boa educação”, com um pai presente. Questionado se participaria de um desfile gay, o parlamentar disse que não porque acredita em Deus e na preservação da família.

Marina Silva defende que casamento homoafetivo se torne lei em programa de governo.




Candidata à presidência nas próximas eleições, pela Rede, Marina Silva vai defender que o casamento entre pessoas do mesmo sexo deve ser protegido por lei, lista em uma das suas diretrizes programáticas, protocoladas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nesta terça-feira (14).

“O Conselho Nacional de Justiça regulamentou a celebração de casamento civil de pessoas do mesmo sexo, através da Resolução 175/13. Acataremos a demanda de que os direitos decorrentes dessa decisão sejam protegidos por lei”, diz o texto.

Silva também defende a adoção de crianças por casais homoafetivos. “Em casos de adoção, defendemos que seja oferecido tratamento igual aos casais adotantes, com todas as exigências e cuidados iguais para ambas as modalidades de união, homo ou heteroafetiva, atendendo à prioridade de garantir o melhor interesse da criança.”

Vale lembrar que o mesmo tema se tornou polêmico durante a campanha de Marina, nas últimas eleições, em 2014. Na época, ela foi bastante criticada pela comunidade LGBT ao retirar do programa de governo as propostas que favoreciam esta minoria, ao ceder à pressão de frentes evangélicas. A atitude causou muita desconfiança do eleitorado e causou protestos das alas tanto conservadora quanto da progressista.

Vitoriosos: Brasileiros conquistam três medalhas de ouro e bronze no Gay Games 2018.




Três dos 58 atletas que representam o Brasil no Gay Games 2018, que acontece durante esta semana na capital Paris, na França, já conseguiram ganhar as suas primeiras medalhas, sendo duas de bronze e duas de ouro, na décima edição do evento esportivo.

A primeira vitória brasileira veio através do empresário Fábio Lemes, na esgrima, onde conseguiu tirar o terceiro lugar no pódio. Ele dividiu a conquista com um atleta das Filipinas, com quem concorreu na disputa de duplas. Outro bronze foi no Arremesso de Peso, um bronze da atleta Elvira Breda, que nesta terça (07), também conseguiu o ouro, desta vez, no arremesso de peso.

Já a primeira medalha de ouro veio na corrida, com Ana Animal. Heterossexual, ela é o exemplo de que o campeonato em suas modalidades não exclui ninguém pela sua orientação sexual. Ela venceu na prova de 10 km.

Ao todo, mais de 12.700 participantes, de 91 países diferentes, integram o evento. A delegação Espírito Brasil foi a responsável por levar as equipes brasileiras para o campeonato que acontece até o próximo dia 12 de agosto. As informações são do Viajay.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...