Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Jovem russo de 16 anos é o 1º menor a ser condenado na lei contra “propaganda gay”.


Adolescente de 16 anos, Maximum Neverov foi o 1º menor de idade a ser julgado pela lei anti propaganda gay


Um adolescente de 16 anos foi o primeiro menor de idade a ser multado pela lei contra a chamada “propaganda gay”, em vigor na Rússia, que sempre se mostrou um país europeu altamente homofóbico.

De acordo com informações da agência Reuters, Maximum Neverov foi julgado neste mês por uma comissão sobre assuntos juvenis o considerou culpado de “promover relações sexuais não tradicionais entre menores”, e por isso, condenado a pagar o valor de 50 mil rublos (em torno de 3 mil reais).

Segundo o advogado de defesa, Artyom Lapov, o jovem respondeu o processo por postar fotos de homens sem camisa nas redes sociais, mesmo negando que as imagens tenham sido algum tipo de promoção gay.

Após a sentença, o advogado informou que vai entrar com recurso da decisão judicial. Em entrevista feita no domingo antes do pedido de apelação, Neverov fez um desabafo: “Todos os direitos das pessoas estão sendo violados na Rússia, não apenas nas pessoas LGBT”, disse ele. “E acredito que as pessoas LGBT são apenas pessoas, então não há razão para lutar pelos direitos LGBT separadamente de todos os outros”, completou.

Senado da Califórnia aprova Projeto de Lei para proibir “cura gay”.




O estado da Califórnia, nos EUA, está prestes a revogar o direito de psicólogos a submeterem seus pacientes as terapias de reversão sexual, chamadas popularmente de “cura gay”, a partir da sanção de uma lei, já aprovada pelo parlamento em abril pela Assembléia local e agora está a um passo de ser determinada de maneira definitiva. As informações são do site Pink News.

Caso aprovada, a legislação aponta que o procedimento seria uma prática comercial fraudulenta, e aqueles que a oferecem seriam abertos a ações judiciais de pacientes. A Califórnia atualmente já considera a conversão para menores de idade, no entanto, agora a proibição seria extendida para qualquer pessoa.

O deputado abertamente gay Evan Low é o autor do Projeto de Lei, que teve a sua votação frustrada por grupos religiosos de direita, com o CEO do Conselho da Família da Califórnia sob o argumenta que “toda pessoa que experimenta atração indesejada pelo mesmo sexo ou disforia de gênero deve ter permissão para buscar ajuda para alcançar seus objetivos. metas e resultados desejados.”

A Califórnia foi o primeiro estado dos EUA a proibir a terapia de conversão em 2012. Vários estados já fizeram o mesmo.

Modelo acusa agência de demití-lo por ser gay e asiático.


O modelo Chufue Yang 


O modelo de Chicago Chufue Yang denunciou a Ford Models de homofobia e racismo, após ser dispensado pela agência, segundo ele, por ser gay e asiático. A acusação foi feita nesta terça-feira (21), em seu perfil no Instagram.

“Eu posso sentar aqui e encontrar várias razões para ficar chateado, mas medir meu próprio valor realmente não parece ser a mentalidade de se entreter”, escreveu ele na legenda, acrescentando ainda que a sua altura também se tornou dos empecilhos para conseguir reservas.

“O teto de vidro é coberto por pessoas de cor, especialmente pessoas de cor esquisitas”, continuou. “A culpa não está nos meus agentes anteriores, nem na minha agência anterior, mas na indústria e em mim mesmo por não ter uma postura mais firme em meus valores.”

Yang completou fazendo uma reflexão: “O que aprendi é não perder sua voz em um setor onde seus recursos físicos são colocados acima de tudo, especialmente sua identidade”, finalizou. 

Adesivos com as cores do arco-íris em estação do metrô de Milão passam a ser fixos.


Estação da linha 1 do metrô de Milão com adesivos do arco-íris 


Os adesivos com as cores do arco-íris instalados na estação Porta Venezia, da linha 1 do metrô de Milão, em comemoração ao mês do Orgulho LGBT, ficarão fixos após decisão da prefeitura.

“A ATM (empresa que opera o metrô) decidiu não remover o layout arco-íris da estação. O prefeito nos pediu para realizar a alteração da arte em comemoração e decidimos mantê-la permanentemente assim”, anunciou a prefeitura.

O presidente da ONG LGBT Arcigay, Fábio Pellegatta, comemorou a iniciativa. “A decisão mostra respeito e consideração à comunidade LGBT de MIlão. É um sinal político extremamente importante!”, disse ele.

Jovem lésbica afirma ter sofrido estupro do pai e tio para se tornar heterossexual.


A jovem lésbica sulafricana Mubizana 


A jovem lésbica sulafricana chamada Mubizana revelou em suas redes sociais sofrer constantes sessões de estupro corretivo do seu pai e também do tio, quando adolescente, com a justificativa para o ato para “consertá-la” com a desculpa dela se tornar heterossexual. As informações são do Pink News.

“Eu tinha 15 anos quando meu pai entrou no quarto e abusou de mim pela primeira vez. Nunca pensei que um pai seria capaz disso com uma filha. Eu tinha 15 anos quando meu pai entrou no quarto e abusou de mim pela primeira vez. Nunca pensei que um pai seria capaz disso com uma filha”, lembrou.

Mubizana ainda continuou: “Eu sabia que ele era homofóbico e odiava que eu fosse lésbica. Após o ato ele sempre me ameaçava dizendo que se eu tentasse denunciá-lo, ele diria à polícia que eu é que o seduzia. Eu era muito nova e tinha medo de me colocar contra ele. Ainda hoje estas imagens me vem a mente. Ele justificava suas ações usando frases religiosas como ‘Seu pai de ama e quer que você seja uma pessoa de Deus’, ‘Deus criou Adão e Eva’”, relatou.

A vítima também relatou um episódio no qual os dois a abusaram juntos. “Me sentia impotente, inútil, queria morrer. Não foi fácil e não é. Tentei me matar várias vezes porque a dor era grande demais pra mim. Meu vizinho chegou a me levar para a delegacia. Meu tio chegou a ser processado, mas meu pai não. E nenhum foi para a cadeia. Por que?”, questionou.

Por causa dos estupros, Mubizana ainda tem uma relação difícil com sexo e remete a muitos traumas. “Me traz de volta péssimas memórias”, confessou.

Travesti é baleada no pescoço por homem durante programa.




Uma travesti foi baleada por um homem na noite desta quinta-feira (16/08), na orla de Unamar, bairro de Tamoios, distrito de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio. Segundo a Polícia Militar, a vítima, conhecida como Kelly, relatou que foi realizar um programa com o suspeito e, quando houve desacordo, o homem sacou uma arma de fogo e atirou em seu pescoço.

A travesti foi atendida pelo corpo de Bombeiros para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Unamar, e depois transferida para o Hospital Central de Emergências (HCE), em Cabo Frio. Apesar da gravidade do ferimento, ela estava consciente e não corre risco de morte.

O suspeito já foi identificado pela Polícia Civil, que deverá pedir a sua prisão em poucos dias. A ocorrência foi registrada na 126ª Delegacia Policial de Cabo Frio (126ª DP), que investiga o caso.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...