Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Jogador de futebol americano lembra saída do armário: “Ser gay não te define”.


O jogador de futebol americano Wyatt Pertuset


O jogador de futebol americano gay Wyatt Pertuset revelou em entrevista à revista OutSports como se deu a sua saída do armário. Assim como a maioria dos adolescentes LGBTs, o atleta tinha muito receio de ter a sexualidade descoberta.

“Eu sabia que era gay, mas o ideia de alguém descobrir sobre minha sexualidade era aterrorizante na minha cabeça, especialmente crescendo com uma família de moldes simples e tradicionais. Eu estava sempre apavorado com assuntos no vestiário sobre gays e quão errado ser gay era. Sim, essa conversa sempre estava lá e apenas me empurrou mais para dentro do armário”, lembrou ele.

Logo, Pertuset decidiu que só iria se assumir quando encerrasse o ensino médio, porém, ao abrir para alguns amigos de uma escola da pequena Ohio, nos Estados Unidos, a notícia se espalhou rapidamente.

“Todo este burburinho me deixou pensando. Por que eu estava mentindo sobre quem eu sou apenas para agradar todo o mundo? No dia seguinte, saí e confirmei os rumores de que era gay”, contou.

Para a sua surpresa, o jogador recebeu apoio de maneira receptiva por todos a sua volta. “As pessoas da minha escola perceberam rapidamente que ser gay realmente não define você. É simplesmente uma parte de quem você é. Meus colegas de equipe entenderam muito bem e não me trataram de maneira diferente”, disse.

Quando ingressou para o futebol também se deparou no dilema se iria ou não falar abertamente sobre a sua sexualidade ao entrar na Capital Universit que inclui os semifinalistas nacionais de futebol John Carroll e Mount Union. “Eu decidi nem mencionar isso e apenas deixá-los descobrir”, relatou.

“Depois de apenas alguns dias, todos sabiam e todos aceitavam. Eles me trataram como família. Sou muito grato aos meus colegas de equipe na Capital porque, ao criar esse tipo de vínculo familiar, fui capaz de me destacar e sair de campo durante minha carreira universitária”, avaliou.

Por fim, Wyatt mandou um conselho para aqueles que ainda estão no armário. “Se você está no armário e você está lendo isso, eu quero que você saiba que sair não é tão assustador quanto você imagina ser. É a experiência mais aliviante com a qual você vai ter. Você finalmente consegue ser você mesmo e mostrar às pessoas que a comunidade LGBT também sabe jogar bola”, finalizou.

Família real britânica tem seu primeiro casamento do mesmo sexo.


Lorde Ivar Mountbatten (direita) tornou-se o primeiro membro da família real britânica a ter um casamento com outra pessoa do mesmo sexo.


Lorde Ivar Mountbatten, primo da rainha Elizabeth II, trocou votos no último sábado.

Lorde Ivar Mountbatten não é o membro mais famoso da família real britânica, mas no fim de semana passado fez história. Aos 55 anos, o primo da rainha Elizabeth II tornou-se o primeiro nobre britânico a se casar com uma pessoa do mesmo sexo, ao trocar os votos com James Coyle. A celebração ocorreu quase dois anos depois que ele saiu do armário publicamente.

Mountbatten é divorciado de seu primeiro casamento desde 2011. Sua ex-mulher, Penelope Thompson, de quem se divorciou amigavelmente, inclusive o conduziu até o altar. A cerimônia ocorreu diante de 60 convidados, incluindo as três filhas de Ivar. O casal trocou votos e alianças em uma capela privada em Devon, Southern Great.

“Finalmente, conseguimos. Foi um dia incrível, apesar do mau tempo britânico”, escreveu Mountbatten em sua conta nas redes sociais.

Mountbatten conheceu Coyle em 2014, enquanto esquiava em Verbier, na Suíça. O relacionamento dos dois tornou-se público em setembro de 2016. Ele também aproveitou para “agradecer enormemente” o apoio que recebeu de suas três filhas e por elas “sempre terem sido tão compreensivas”.


O casamento foi feito uma capela particular


“Sem esse apoio, isso nunca poderia ter acontecido. E por último, meu maior agradecimento é para você, James, por ser tão perfeito” declarou-se Ivar.
Apesar de ser parte da família real britânica, não havia membros imediatos da sucessão ao trono no casamento. A presença de Edward, conde de Wessex, filho de Elizabeth II, era esperada, porém alguns problemas de horário na agenda o impediram de comparecer. Mountbatten disse, no entanto, que o amigo de longa data o havia desejado parabéns e felicidades pelo casamento.

“O conde de Wessex estava há 24 anos no primeiro casamento de lorde Ivar e tem sido um dos seus maiores apoiadores no caminho para tratar com normalidade a questão sexual, desde que se tornou pública”, afirmou o jornal espanhol “El País”.

O primo da rainha Elizabeth II admitiu para a imprensa que é bissexual desde os 17 anos e que lutou com a sua sexualidade ao longo dos 17 anos de seu antigo casamento. De acordo com lorde Ivar, sua ex-mulher sempre foi compreensiva com sua orientação sexual.

O próximo passo é observar se no meio dessa modernização de uma das instituições mais antigas da Europa será possível que James Coyle, seu marido, receba o título de “lorde”, uma vez que o casamento foi oficializado.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...