Slide 1 Slide 2 Slide 3

DICAS DE SAÚDE




SINTOMAS DA GONORREIA

O principal sintoma da gonorreia é a uretrite (inflamação da uretra). Os sintomas da uretrite são corrimento purulento (de aspecto leitoso) e ardência ao urinar, chamada de disúria.
A gonorreia costuma ser evidente nos homens, mas é comum passar despercebida no sexo feminino. Enquanto 90% dos homens apresentam sintomas de uretrite, até 50% das mulheres podem apresentar uma infecção assintomática, não tendo ciência de que estão infectadas. Essa particularidade faz com que as complicações sejam mais comuns no sexo feminino, já que, se nada sentem, as mesmas não procuram tratamento médico.

Sintomas da gonorreia nos homens

 

Mais de 90% dos homens infectados pela bactéria Neisseria gonorrhoeae apresentam sintomas perceptíveis de gonorreia. A uretrite é manifestação clínica mais comum e se manifesta como uma secreção espontânea de pus pela uretra, com aspecto leitoso, capaz de manchar as roupas íntimas. Outro sintoma comum da uretrite é a disúria (dor ou desconforto na hora de urinar). A intensidade da disúria é variável de caso a caso, podendo ser bastante incômoda para alguns pacientes e quase imperceptível para outros.
Uma complicação relativamente frequente da gonorreia nos homens é a infecção do epidídimo (pequeno ducto, localizado acima dos testículos, que coleta e armazena os espermatozoides), provocando dor e edema unilateral na bolsa escrotal.
Homens que têm relações sexuais com outros homens podem também apresentar infecção pelo gonococo na região anal ou na garganta (faringe), transmitidos respectivamente pelo sexo anal e oral. A contaminação pelo gonococo em áreas não genitais não costuma causar sintomas, sendo pouco frequente a ocorrência de faringite ou proctite (infecção anal) pelo gonococo. Quando a proctite ocorre, os sintomas mais comuns são dor ao evacuar, saída de secreção purulenta pelo ânus, coceira ou dor anal.

 

COMPLICAÇÕES DA GONORREIA


 

Quando não tratada, a gonorreia pode levar a um grande número de complicações. Nos homens o mais comum é a infecção dos testículos e da próstata. Nas mulheres, a pior complicação é a doença inflamatória pélvica (DIP), uma infecção grave dos órgãos reprodutores, que acomete o útero, ovários e trompas. Em ambos sexos pode ocorrer estreitamento da uretra e infertilidade.
O Gonococo não tratado também pode levar à disseminação da doença pelo corpo. A gonorreia disseminada causa:
      Artrites infecciosas em joelho, tornozelos e cotovelos.
– Lesões de peles (pequenos pontos purulentos principalmente em mãos e pés).
– Acometimento do fígado, com hepatite.
– Endocardite (infecção das válvulas do coração).
– Meningite.
– Osteomielite (infecção dos ossos).
Além da doença disseminada, a gonorreia não tratada em grávidas pode ocasionar parto prematuro e infecção do recém-nascido, causando graves lesões oculares.

Diagnóstico da gonorreia
O diagnóstico é geralmente feito através da análise do corrimento purulento. Uma pequena escova pode ser usada para colher material da uretra do homem ou do colo do útero na mulheres. Em alguns casos a urina também pode ser usada para o diagnóstico.
Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...