Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Ellen DeGeneres fala sobre a experiência de sair do armário.


Sim, eu sou gay!


A apresentadora Ellen DeGeneres lembrou da época quando decidiu sair do armário e se assumir lésbica há 21 anos, em entrevista ao “AdWeek”. Apesar da atitude ser enfrentada como corajosa por muitos, ela teve que enfrentar o ódio das pessoas.

“Quando eu me assumi, tive ameaças de morte e houve uma ameaça de bomba, mas eles julgaram mal o tempo da gravação”, contou. “Nós já tínhamos terminado, graças a Deus”, continuou.

Ellen revelou a sua sexualidade publicamente em 1997, quando estampou a capa da revista “Time” com o título “Sim, eu sou gay”. Em tempos mais conservadores, a artista que estrelava uma sitcom na ABC foi cancelada.

O fim do seu show foi recebido com muita surpresa por Ellen. “Eu sabia que haveria pessoas que não gostariam, mas eu não sabia que meu show seria cancelado .Eu apenas pensei: ‘Vai ser interessante.“

Apesar da pressão da Disney e ABC e boicote por causa da revelação sobre sua sexualidade, Ellen não voltou atrás e seguiu com o seu posicionamento. “Foi a coisa mais difícil que eu já tive que fazer na minha vida, mas eu não mudaria nenhum momento porque tudo isso me levou a estar exatamente onde estou hoje”, analisou.

Gêmeos e transexuais, irmãos contam como foi passar pelo pelo processo de transição juntos.




Jace e Jack Grafe, de 23 anos, são gêmeos inseparáveis da Geórgia que fazem tudo juntos. Além de ter os mesmos amigos e os mesmos interesses, ambos estão passando pela experiência de transicionar de gênero juntos. Os dois nasceram biologicamente do sexo feminino, mas se identificam como homens.

Em entrevista ao Fox5 Atlanta, Jace e Jack contaram um pouco sobre todo o processo de descoberta, aceitação, transição e a saída do armário para a família. “Ter um corpo que não corresponde ao que você entende ser é como estar em uma prisão dentro do seu próprio corpo. Quanto mais velho eu ficava, mais difícil era de aceitar. Eu pensava: ‘Não posso ficar assim para o resto da minha vida, não posso!’”, disse Jack.

Segundo eles, ambos se abriram um para o outro sobre o assunto quando tinham 15 anos. “Foi muito mais rápido que de costume o processo porque com ele, eu tinha em quem me refletir e me apoiar. Cuidamos muito um do outro”, contou Jace. “Às vezes, eu me pergunto se ele não estivesse aqui, se eu estaria sozinho, se teria pensamentos suicidas. Não estou dizendo que eu teria, mas é muito possível. Eu ficaria definitivamente sozinho”, ressaltou Jace sobre a importância de ter seu irmão ao lado.

Quando tinham 21 anos, os dois começaram a terapia hormonal juntos. Agora, com 23 anos, os dois passaram pelo processo de mastectomia masculinizadora, cirurgia que consiste na retirada dos tecidos mamários e desenho para peitoral masculino. Hoje, os dois já tem todos os documentos retificados. “É o maior alívio da vida que posso sentir desde então!”, disse Jack, ao que Jace completou: “Estou feliz de finalmente poder sair por aí sendo exatamente quem eu sempre soube que era!”.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...