Slide 1 Slide 2 Slide 3

SEXO

Relacionamento aberto é tão prazeroso quanto o monogâmico; você concorda?


Estar em um relacionamento aberto significa ir contra determinados valores pré-estabelecidos acerca do amor. Há quem acredite que não é possível ser feliz estando com mais de uma pessoa. Porém, de acordo com estudo realizado pela Universidade de Guelph, isto não é verdade. Muito pelo contrário: ambas formas de relacionar-se são igualmente prazerosas.








Como o estudo foi feito.



Entrevistando 140 pessoas que estão em relacionamentos abertos, e 200 que estão em relacionamentos monogâmicos, os estudiosos foram capazes de comparar o nível de satisfação de cada um deles.










Chegou-se à conclusão de que um dos fatores mais importantes para uma relação ser satisfatória é a motivação sexual acerca dela, e não a sua estrutura. “anto em relacionamentos monogâmicos ou não, quem se engaja sexualmente para satisfazer as próprias necessidades e a do parceiro acaba sendo mais feliz”, diz Jessica Wood, autora do estudo.





Casais que não satisfazem suas necessidades sexuais para evitar conflito tendem a ser frustrados com a relação. Corresponder aos próprios desejos psicológicos traz maior felicidade ao casal.





Conclusões



Para os autores do estudo, estamos em um momento sócio-cultural onde esperamos muito de nossos parceiros. Nós queremos satisfação sexual, excitação, e também queremos suporte emocional e material. Não existe alguém que consiga preencher a todas essas necessidades, e caso exista, esta pessoa irá se sentir extremamente pressionada.





Quando as pessoas se veem sob pressão por conta de altas expectativas dentro de uma relação, o relacionamento torna-se uma alternativa. Entretanto, relacionamentos não monogâmicos ainda carregam muitos estigmas.





“Eles são visto como imorais ou menos satisfatórios. Presume-se que quem está nesse tipo de relacionamento acaba fazendo sexo com todos que vêem pela frente, o tempo inteiro. Estas pessoas são rotuladas como maus indivíduos em relacionamentos ruins, o que definitivamente não é o caso”, conclui Jessica.





E ai? Você concorda com o estudo? 

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...