Slide 1 Slide 2 Slide 3

SEXO


Conheça as mentiras do sexo




O sexo é e sempre foi um assunto que nos preocupa pois não é comum viver o sexo como parte da vida mas sim como algo separado, como o fruto proibido. Temos escondida a nossa sexualidade e não falamos sobre sexo com clareza tornando-se assim um verdadeiro tabu no âmbito em que as pessoas não podem sentir-se livres de dizer, comentar ou partilhar o que sentem ou desejam. A pouco e pouco a sociedade em que vivemos obrigou-nos a associar o sexual ao obsceno como se tudo o que tivesse relacionado com os nossos órgãos sexuais, desejo ou prazer fosse mau ou perverso.





A sexualidade serve para muitos propósitos não relacionados com a procriação: a procura do prazer, a comunicação e o amor também se manifestam através do sexo.




O sexo é aquilo que queiramos que seja. Não são os órgãos sexuais mas sim a mente e o coração o que importa na nossa sexualidade. No fundo o sexo acaba por ser o espelho da alma, a chave para aceitarmo-nos a nos mesmos como somos e aceitar os que vivem a sua sexualidade própria de maneira diferente das nossas.


Para desmistificar algumas mentiras sobre o sexo deixamos alguns mitos recolhidos que se revelam totalmente falsos.



É mentira que…



1 – “Se amo uma pessoa não posso ser-lhe infiel” – Visto que somos de natureza poligâmica, que choca com a nossa estrutura social que é monogâmica, o que não foi sempre assim e ainda continua a não ser dependente dos locais, culturas e religiões. Amar uma pessoa não impede que se ame outra pessoa também e ainda menos de ter desejo e sexo com outra pessoa. Tudo depende do que cada pessoa deseja para a sua vida.




2 – “O amor e o sexo só é possível entre homens e mulheres” – Sem comentários.



3 – “O amor verdadeiro dura toda a vida” – O amor nasce do nada e morre de tudo. Não durar uma vida inteira não quer dizer que não tenha sido sincero ou verdadeiro. Uma pessoa pode amar outra e resultar em separação devido a fatores que fizeram o amor morrer. Males maiores amaram o amor e faça o que se faça ninguém consegue amar plenamente perante erros.




4 – “Não se faz amor, na realidade o que se faz é sexo” – O sexo é uma experiência vital ainda que o amor implique sexo sem amor a atividade sexual torna-se vazia e sem qualquer significado, assim como toda a relação quando é vivida sem cumplicidade.


5 – “Os padres e freiras que respeitam o celibato não têm vida sexual“.



6 – “As crianças e os idosos não têm vida sexual“.











O grande tabu da nossa sociedade continua a ser a sexualidade. Se o sexo for tratado com naturalidade ainda que nos pareça estranho haverá uma maior consciencialização acerca do sexo tanto relativamente a crianças como adultos. Para uma educação sexual natural devemos começar por nós mesmos, educando-nos sobre este tema.







Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...