Slide 1 Slide 2 Slide 3

DIREITOS

Como Saber se Você é Homossexual


PARTE 1


Determinar sua orientação sexual pode ser uma experiência confusa – mas apenas você pode fazê-lo em seus próprios termos. Não há exame que detecte a homossexualidade, portanto, o método mais confiável é observar sua história, seus sentimentos e tomar uma conclusão consciente. Abaixo estão algumas informações úteis para você descobrir um pouco mais sobre sua sexualidade. Nota: Neste guia, o termo “homossexual” será usado para incluir todas as formas de homossexualidade e bissexualidade, seja para pessoas lésbicas, gays, bissexuais ou pansexuais.

Sabendo o que não indica que você seja homossexual




1. Compreenda que fantasiar com membros do mesmo sexo não indica que você seja, necessariamente, homossexual. Pessoas heterossexuais ocasionalmente “têm fantasias com pessoas do mesmo sexo”: uma mulher tendo um sonho estranho envolvendo uma experiência lésbica ou um homem imaginando como deve ser beijar um cara no vestuário são exemplos. As fantasias e os sonhos, porém, não são necessariamente indícios de que você seja responsável pela fantasia ou a ache bem-vinda.

*Dito isso, fantasiar na maior parte do tempo com membros do mesmo sexo é um indicativo muito forte de que está mais inclinado na direção do homossexualidade. Se fantasiar apenas com membros do próprio sexo, e raramente/nunca fica pensando nos membros do sexo oposto, considere um jeito de experimentar os dois lados da moeda.




2. Compreenda que ter um encontro homossexual não significa, necessariamente, que você seja gay. Fumar apenas um cigarro não o torna um fumante. [1] É claro, haverá pessoas que dirão que fumar apenas um cigarro faz de você um fumante. Não escute essas pessoas. O que faz você ser um fumante, um homossexual ou um heterossexual é o seu histórico de comportamento – sendo que esse histórico prediz como você agirá no futuro.

* Compreenda que você poderia ser um pouco dos dois. Muitas pessoas que se identificam tardiamente como homossexuais chegaram a ter encontros heterossexuais, muitos deles bastante satisfatórios. Muitos heterossexuais, também, tiveram experimentos com pessoas do mesmo sexo por curiosidade ou atração. Uma única noite não serve de base para indicar sua orientação sexual.

* Além disso, escolher uma orientação não será como apertar um botão no cérebro, mudando todos os seus sentimentos. Você pode tentar, mas é provável que não tenha sucesso nessa empreitada. Além do mais, não há regras ditando que você não pode encontrar uma orientação diferente numa data posterior. Muitos transexuais se identificaram primariamente como gays antes de descobrirem mais sobre si mesmos.

* Caso tenha tido um encontro com alguém de seu próprio sexo e tenha se sentido ansioso ou nervoso por conta dele, tal pessoa não foi a correta. Busque não fazer uma generalização sobre sua orientação e permaneça com aquilo que você sabe: a pessoa com quem você esteve não foi a certa.




3. Compreenda o que significa ser transexual ou transgênero. Transgêneros são uma minoria menor que os homossexuais, sendo que a maioria das pessoas fica confusa ou comete erros ao falar deles.

* Muitos de nós, se não a maioria, tiveram algum tipo de experiência escutando ou talvez conversando com uma mulher transgênera (de homem para mulher). Alguns de nós até se sentiram atraídos ou foram beijados por uma trans. As mulheres trans são mulheres, fêmeas como quaisquer outras. Tais eventualidades não indicam sua homossexualidade! De fato, você pode não saber se conheceu uma mulher trans. Normalmente, pessoas transgêneras permanecem muito focadas para parecerem como homens ou mulheres cisgêneras, escondendo o fato de que são trans.

* Por outro lado, se você se sentir atraído pela ideia de uma mulher com genitais masculinos, isso provavelmente significa algo sobre sua sexualidade, mesmo que não necessariamente indique que um homem é homossexual ou bissexual. Na maioria dos casos, trata-se de um fetiche: se você se sentir confuso, pode querer considerar pensar em como agiria em uma situação de vida real.

* Caso seja um rapaz que gosta de fazer crossdressing, esse pode ser apenas um fetiche ou um indicativo de que você é transgênero. Novamente, tudo depende de como tal escolha afeta o resto de sua vida.

* Mantenha em mente a diferença entre características masculinas/femininas e características “exclusivas”. O gênero é muito complicado. O fato de gostar de mulheres mais masculinas – ou de homens mais femininos – não explica muito sobre sua preferência sexual. De fato, há muitas características tradicionalmente ou biologicamente associadas a um gênero que são consideradas atraentes no gênero oposto. Por exemplo, mulheres altas ou que possuem um maxilar definido e homens de cabelo comprido.

* Se você está/esteve num relacionamento heterossexual com alguém que se apresentou como transgênero e essa pessoa decidir fazer a transição, não se pode pensar em homossexualidade. Porém, se ficar com a pessoa depois da transição, você poderia se identificar como bissexual. Será provavelmente difícil permanecer num relacionamento romântico com alguém que está mudando, especialmente se você não estiver disposto a permitir a mudança.




4. Compreenda que não gostar do sexo oposto não significa que você gosta do mesmo sexo. Você poderia ser um assexual – ou seja, uma pessoa que não é atraída por relacionamentos com nenhum dos gêneros.


NA PRÓXIMA ATUALIZAÇÃO, PARTE 2

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...