sexta-feira, dezembro 21, 2018

HOMOSSEXUALIDADE

Como agir no dia seguinte após o sexo com um desconhecido?




Você conhece aquele BM (boy magia abreviado) ótimo, a pegação na buatchy tá incrível, rola sexo delícia (ou não) e...o que fazer depois do sexo? O que conversar? Como se portar em caso de sucesso ou tragédia pós trepada? Tive uma situação desastre e fiquei meio travado. Me ajuda!

~*~

Todos nós já passamos por isso, faz parte da vida. Diferentemente dos nossos amigos héteros cof cof cof, é normal que a gente leve o bofe pra cama no primeiro encontro sim. É o que eu chamo de levar a marmita pra casa. A grande merda disso tudo, com disse a nossa querida leitora, é que tudo não passa de uma faca de dois gumes, um jogo de sorte ou azar. E você tem que tá pronta, nessa vida é preciso ter bofe na cama e um truque na manga. Então, vamos deixar de falatório e resolver as duas situações.

Se você obteve sorte na caça: Pode ficar tranquilo que a conversa vai rolar de boa. Óbvio que bate um pequeno constrangimento inicial, afinal é um estranho em sua cama, você abriu toda sua intimidade pra ele. Dividiu a mesma coberta com um bofe que você ao menos sabe a procedência. Mas se a química do sexo acontecer, abstraia tudo isso, e se mostre um verdadeiro ator pornô brasileirinhas que você é! Se acabe com esse homem na cama. 

No dia seguinte, quando acordar com aquela pele dos deuses, deixe a conversa fluir. Primeiro pergunte o nome do bofe, certeza que isso você não lembrará. Depois tente iniciar um diálogo, faça a linha consultora do IBGE, peça todos os dados. Por exemplo: pergunte o que ele faz da vida, por que vai que ele é um michê e te faz aquela cobrança, né? Tem que tá preparada. E claro, aposte em assuntos da atualidade do mundo pop. Daí se o bofe tiver um pouquinho mais de cérebro, vá fundo em assuntos mais filosóficos. Ofereça até um café da manhã como forma de agradecimento. Acho isso de muita dignidade. E não esqueça de solicitar os contatos desse homem.

Se você deu azar: Fiquei calma. Respire fundo. Você tem que ser forte, decidido e acima de tudo um ótimo ator! Quando perceber que o sexo dessa marmita for uma porcaria, dê apenas duas chances, se realmente não tiver jeito, trate logo de ir finalizando, vire pro lado e durma. 

Porque se a transa foi ruim, o dia seguinte será mais tenso ainda. Pior que dormir junto é acordar com o infeliz do seu lado. Ao despertar, faça de conta que nada aconteceu, pegue o seu iPhone e comece a ver as atualizações do dia. Procure algo pra se destrair. Se figura forçar o papo, interaja, mas sempre imparcial. Sem dar muita esperança de uma segunda vez. Se ele acordar cheio de amor, aconselho ir logo cortando. Se você estiver em casa é mais tranquilo, espere a mormota se tocar do desastre e ir embora. Mas se estiver num lugar desconhecido, ponha a sua roupa, invente um compromisso famíliar e vá embora, sempre funciona. 

E sem mais papo, curta e grossa! Não adianta força a amizade, pois depois desse acontecimento vocês serão apenas colegas de balada. Nada de fornecer os contatos. Se ele insistir e perguntar o seu nome, é um truque pra te achar no facebook, se isso acontecer, invente um sobrenome. E nunca forneça um número de telefone real! Troque os dois últimos números, simples assim ai como eu sou malvado.

Pra que esse tipo de barra não aconteça nunca mais eu vou dar aquela dica de vida. Antes de levar a marmita pra casa, ou mesmo ser levado, faça um teste drive no local. Confira todos os documentos, veja o que ele tem de neca pra oferecer, sinta a pegada, analise todos os aspectos possíveis. Nem que pra isso você improvise um dark room no dancefloor. Gato, aprenda, nem sempre um beijo bom quer dizer muita coisa. Seja esperto, queridinho!

Nenhum comentário:

Postar um comentário