Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

Para cada neca existe um boquete diferente #2




Voltamos com mais um post para falar seriamente cof cof cof me engasgay sobre aquela arte milenar que sobrevive até os dias de hoje nos fazendo virar os olhinhos: o boqueeeeeeeeeeeeeeeeeeete! A ideia dessa série é fazer você, querido leitor, pensar e refletir duas vezes antes de fazer qualquer besteira com o bilau do seu príncipe encantado. 

Pois, se nenhum pinto neste planeta é igual, porque o boquete seria o mesmo pra todos? Então segura na minha mão e vem comigo, que hoje eu vou ter ensinar a oralizar 3 tipos pintos. 

Se segura na cadeira, bonita, e vamos aos nossos convidados de hoje!

Neca prepúciana > O nome, à primeira vista, é horrendo, lembra até furúnculo, mas, para quem não sabe, o prepúcio é aquela pelinha em excesso que fica no bilau do seu homem. Não se trata de uma fimose. É só um recheio a mais. Essa pelinha geralmente cobre a glande nome científico da cabeça, sua tapada deixando-a mais sensível. É aí que mora o perigo! É onde a senhora vai poder explorar todos os movimentos da sua linguinha poderooooooosa e afiada. Além disso, você não poderá deixar de lado o protagonista dessa história, o lindinho do prepúcio. Puxe, morda de leve, gata, não vá arrancar um pedaço, estique, acabe com a raça dele. Não faça como algumas que descem a pelinha ignorando a existência do pobre coitado. Só não se esqueçam de tomar muito cuidado com a cabeça do precioso. Lembrem-se da sensibilidade desse queridinho, nada de passar a barba nem os pentelhos do seu sanduishe de vagina.

Berinjela > Para quem não lembra, esse é aquele pinto que é meio gordinho no meio e nas extremidades é mais fino. É o pinto barrigudo, como dizem por aí. Aqui vai um recadinho prazamigas engolidoras: não vai fazer a loca e colocar esse bonito de vez na sua boca, nada de fazer garganta profunda. Por quê? No dia seguinte a senhora não vai conseguir conversar direito com as pessoas e ainda corre o risco de sofrer um deslocamento de maxilar. Então, gata, fica só na cabeça e nas lambidinhas, que é o melhor que você faz. NEXT!

Cogumelo > Um minuto de silêncio por favor... 

Querido leitor, se você teve a “sorte grande” e a coragem de traçar um cogumelo na sua king size, aqui vai a minha dica pra fazer a sua noite valer a pena! Tome muito cuidado ao inserir esse objeto exótico na sua boquinha de veludo, esteja certa da quantidade de corega que você utilizou no dia, para que nada de errado aconteça. Deixe a boca bem aberta nada de fecha-la no meio do percurso de subir e descer, tudo isso pra que o seu belérrimo sorriso não trave na cabeça dele. Outra dica valiosa é explorar outra partes periféricas, como os testículos, não é mesmo? Não se sinta obrigado. Na dúvida, se o brinquedinho for extremamente inshupável, faça um cunete nele.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...